‘#SeLiga16’: Volta Redonda promove campanha de incentivo ao voto aos 16 anos

Iniciativa tem como objetivo ampliar a participação dos jovens com idade mínima para votar no processo eleitoral

by Agatha Amorim

Volta Redonda – A prefeitura de Volta Redonda lançou a campanha “#SeLiga16”, para incentivar os jovens que completam 16 anos até outubro deste ano a emitir o título de eleitor. A iniciativa tem como objetivo ampliar a participação dos jovens com idade mínima para votar no processo eleitoral.

A coordenadora municipal da Juventude, Larissa Garcez, explicou que a CoordJuv de Volta Redonda promove, desde 2021, o projeto “Se Liga Juventude”, com ações de conscientização e sensibilização, orientação e prevenção para gerar impacto e espaços de discussão e reflexão sobre assuntos temáticos que atingem diretamente as juventudes.

“Em 2022, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) registrou o menor número na história de jovens de 16 e 17 anos com título de eleitor. Desde então, a CoordJuv organiza a campanha ‘#SeLiga16’ para ampliar a participação desses jovens no processo eleitoral. De forma prática, a equipe da coordenadoria auxilia os jovens que tenham dúvidas sobre como funciona a emissão do título de eleitor por meio de mutirões realizados em três espaços: Centro Oportunizar, na Vila Santa Cecília; sede da Coordenadoria da Juventude, no Aterrado; e Subprefeitura, no Retiro”, falou Larissa.

 

Campanha vai até 19 de abril

O jovem que vai completar 16 anos até outubro de 2024 pode ir até o Centro Oportunizar ou na Coordenadoria da Juventude, de segunda a sexta-feira, ou na Subprefeitura do Retiro nos dias 8, 10, 12, 15, 17 e 19 de abril, das 8h às 17h. A emissão do título de eleitor tem prazo até maio, e neste ano conta com a obrigatoriedade da biometria

Para conseguir o título de eleitor, basta acessar o link do TítuloNet (https://cad-app-titulonet.tse.jus.br/titulonet/novoRequerimento) até o dia 8 de maio, data do fechamento do cadastro eleitoral; selecionar a opção “não tenho” na guia “Título de eleitor”; preencher todos os campos indicados com dados pessoais, como nome completo, e-mail, número do RG e local de nascimento. Após o preenchimento do requerimento, o jovem deve procurar a Justiça Eleitoral para o cadastro da biometria.

 

Serviço:
Campanha #SeLiga16 – Emissão de Título de Eleitor

• Centro Oportunizar – Rua 16, S/N, Vila Santa Cecília – Segunda a sexta-feira, 9h às 12h e 13h às 17h;
• Sede da Coordenadoria da Juventude – Avenida Paulo de Frontin, nº 457, 1º andar Sala 102, Aterrado – Segunda a sexta-feira, 8h às 12h e 13h às 17h;
• Subprefeitura do Retiro – Avenida Antônio de Almeida, nº 70, Retiro – Segunda a sexta-feira, 8h às 12h e 13h às 17h.

Secom/PMVR.

You may also like

1 comment

irio 1 de abril de 2024, 14:27h - 14:27

Acho bastante estranho que certos políticos estejam tentando convencer que um adolescente de 16 anos possa votar, especialmente em um país onde o nível de maturidade entre os jovens é tão baixo. Muitos deles ainda não têm opinião formada e a maioria foi doutrinada a ter apenas um viés, pois foram influenciados a acreditar nisso. Já considero difícil aos 18 anos, quanto mais aos 16 anos.
A questão de permitir que um adolescente vote, mesmo tendo uma consciência avançada, é complexa e levanta várias considerações importantes. Embora um adolescente possa demonstrar um alto nível de compreensão e raciocínio, é fundamental reconhecer que a adolescência é um período de transição e desenvolvimento.

Embora alguns adolescentes possam ter opiniões bem informadas e estar engajados no processo político, é importante considerar que suas experiências de vida podem ser limitadas em comparação com as de um adulto. Além disso, os adolescentes podem ser mais suscetíveis à influência de fatores externos, como família, amigos e mídia.

Outra consideração importante é o desenvolvimento do cérebro adolescente, que ainda está em curso e pode afetar a capacidade de avaliar riscos, ponderar consequências a longo prazo e tomar decisões maduras e ponderadas.

Portanto, embora alguns adolescentes possam estar preparados para participar ativamente do processo democrático, permitindo-lhes votar, é necessário considerar cuidadosamente questões de maturidade, experiência de vida e desenvolvimento cognitivo antes de fazer tal decisão. É essencial garantir que qualquer decisão relacionada ao direito de voto dos adolescentes seja tomada com base em princípios democráticos sólidos e em evidências científicas sobre o desenvolvimento adolescente.

Reply

Leave a Comment

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996