>
sexta-feira, 19 de agosto de 2022 - 21:27 h

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Supremo mantém prisão de Roberto Jefferson

Supremo mantém prisão de Roberto Jefferson

Matéria publicada em 17 de dezembro de 2021, 10:07 horas

 


A decisão foi adotada ontem pelo ministro Alexandre de Moraes

Roberto Jefferson fala à imprensa no Palácio do Planalto

Brasília – O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes negou ontem (15) pedido de soltura da defesa de Roberto Jefferson, e manteve a prisão do ex-deputado. Em sua decisão, o ministro julgou ser “necessária e imprescindível à garantia da ordem pública e à instrução criminal” a manutenção da prisão preventiva de Jefferson.

No começo desta semana, a Procuradoria Geral da República (PGR) se manifestou favorável à manutenção da prisão preventiva do ex-deputado.

No último dia 10, Moraes já havia determinado o afastamento de Jefferson da presidência nacional do PTB por 180 dias “pois a documentação juntada aos autos indicava a utilização de parte do montante devido ao fundo partidário do PTB para financiar, indevidamente, a disseminação de seus ataques às instituições democráticas e à própria democracia por meio de postagens no perfil oficial do partido político nas redes sociais e em seu perfil pessoal, repita-se, na condição de presidente de agremiação política”.

Prisão

Roberto Jefferson foi preso no dia 13 de agosto em sua residência, no município Comendador Levy Gasparian, na região centro-sul do Rio de Janeiro, para cumprir decisão do ministro do Supremo Alexandre de Moraes, que atendeu a um pedido da Polícia Federal (PF), por suposta participação em uma organização criminosa que atuaria para desestabilizar a democracia e divulgar mentiras sobre ministros do STF.

Depois de passar por todos os trâmites para entrada no sistema carcerário do Rio, Jefferson foi levado para o presídio Bangu 8, no Complexo Penitenciário de Gericinó. No dia 4 de setembro, o ministro Alexandre de Moraes autorizou a transferência do ex-deputado do presídio para o Hospital Samaritano, na Barra da Tijuca.

O ministro manteve a prisão preventiva e determinou que Jefferson permanecesse apenas no hospital e fosse monitorado por tornozeleira eletrônica. No dia 14 de outubro, recebeu alta e deixou a unidade hospitalar, escoltado pela PF e levado de volta para Gericinó, onde permanece preso.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Numa ditadura os políticos oposicionistas são presos!
    O Brasil está vivendo a ditadura do judiciário, onde pessoas são presas inconstitucionalmente porque não aceitam o mau comportamento de membros do STF!
    Como diria Boris Casoy: “Isso é uma vergonha!”..

  2. Bandido mesmo consegue sair da cadeia, só no Brasil, e na cabeça deste cara do stf( minúsculo mesmo) que só sabem roubar o Brasil

  3. Enquanto tivermos um senado frouxo e omisso, esses Ministros do STF vão fazer o que der na cabeça deles, prende gente inocente e solta traficante, ex presidente Ladrão, etc. Não respeitam a constituição e não da nada para eles, fazem parte de uma Casta da nossa sociedade, com suas mordomias legislam em nome de partidos da esquerda e de seus comparsas .

Untitled Document