Tudo certo com o prefeito Neto

by Agatha Amorim

O prefeito de Volta Redonda, Antonio Francisco Neto, esta internado na Clínica São Vicente, no Rio.
***
Nesta segunda (6) ele foi submetido a uma cirurgia programada.
***
Logo depois, ficou algum tempo na UTI, antes de ser transferido para um quarto particular.
***
A estadia na UTI é uma medida normalmente tomada durante a recuperação após uma cirurgia.
***
O prefeito deve retornar às atividades na prefeitura nesta terça (7) ou quarta (8).

Campanha

A Estácio Volta Redonda iniciou uma campanha para arrecadar brinquedos em prol de crianças em situação de vulnerabilidade em apoio ao projeto social da cidade ‘Propósito Princesas’. A arrecadação acontecerá até o dia 14 de dezembro, contando com a colaboração de alunos e colaboradores da instituição de ensino superior, e também da comunidade, que poderá entregar sua doação na secretaria da universidade, na Rua 24, nº 236, no bairro Vila Santa Cecília (anexo ao Colégio Batista), de segunda à sexta-feira, das 9h às 21h. Serão aceitos brinquedos novos e também usados, desde que estejam em bom estado de uso. Os brinquedos serão distribuídos às crianças em dezembro durante uma ação de Natal do projeto social ‘Propósito Princesas’.

 

Enfermagem

A nova reunião mediada pelo TST que trata do piso da enfermagem acontece nesta terça-feira (7). Representantes dos trabalhadores e empregadores do setor privado discutem a questão do ajuste salarial dos enfermeiros, técnicos em enfermagem, auxiliares de enfermagem e parteiras de todo o país. Duas reuniões unilaterais já foram feitas com a mediação do Tribunal Superior do Trabalho (TST), mas nenhum acordo chegou a sair desse encontro.

 

Pagando a mais

Uma pesquisa da e-Auditoria feita com mais de 52 mil empresas brasileiras concluiu que, entre 2018 e 2023, elas pagaram R$ 5,5 bilhões de impostos além do que realmente deviam ao fisco. Segundo o levantamento, o valor médio dos pagamentos indevidos ultrapassa R$ 100 mil por CNPJ.

 

Saneamento

Um estudo realizado pela ABCON (Associação Brasileira das Concessionárias Privadas de Serviços Públicos de Água e Esgoto), com base na pesquisa nacional por amostra de domicílios contínua (Pnad C), mostra que o setor enfrenta grandes desafios: 15,3% de brasileiros não têm acesso a rede de distribuição de água. Entre 2019 e 2021, apenas 40 mil pessoas foram incluídas no sistema  de abastecimento de água. Com o aumento da população, cerca de 36 milhões de brasileiros continuam sem o serviço.

 

Doenças

De acordo com informações disponibilizadas pelo Datasus, ano base 2020, no país ocorreram quase 200 mil internações por doenças ligadas à veiculação hídrica. Ao todo, o país gastou em torno de R$ 70 milhões de reais com internações por doenças associadas à falta de saneamento básico.

 

Amianto

A Comissão do Cumpra-se, da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), realiza audiência pública para debater o descarte correto do minério amianto, que pode causar graves doenças como o câncer, e a retirada de materiais contendo esse tipo de substância de prédios públicos. A reunião será nesta terça-feira (07/11), às 10h, e contará com a participação de representantes das secretarias estadual e municipal de Saúde do Rio, da Defensoria Pública, da Fiocruz, e de diversas instituições e movimentos da sociedade civil. A audiência terá transmissão ao vivo pelo Youtube Alerj Digital.

 

Proibido

Em 2017, o uso do amianto foi proibido no Brasil pelo Supremo Tribunal Federal (STF), seguindo a aprovação da lei que estabeleceu essa mesma proibição no Estado do Rio. Segundo o presidente da Comissão, deputado Carlos Minc, um dos objetivos da audiência será identificar os principais impasses e desafios para o cumprimento total dessas leis. Também será tema do debate o Projeto de Lei 1409/23, que cria o Programa Estadual de Desamiantagem no Estado do Rio de Janeiro.

 

Sem destino

Por ter em seu interior uma grande quantidade de amianto, o casco ‘São Paulo’ antigo porta-aviões da Marinha do Brasil, a embarcação foi recusada em todos os locais para onde foi encaminhada para ser desmantelada. A Marinha acabou precisando afundar o barco, a 350 quilômetros da costa.

 

Eficiência energética

A Frente Parlamentar de Recursos Naturais e Energia do Congresso Nacional instalou, nesta segunda-feira (06), na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), a vice-presidência de Eficiência Energética. O deputado federal Eduardo Bandeira de Melo (PSB/RJ), que coordena o grupo, informou que o Rio de Janeiro foi escolhido para a realização desse debate por ser uma região que conta com grandes instituições de matrizes energéticas e automotivas do país. A discussão foi acompanhada pela deputada estadual Martha Rocha (PDT).

 

Incentivos

Na abertura do evento, o parlamentar lembrou que este assunto voltou à pauta no Congresso Federal com a Medida Provisória, aprovada na Câmara e no Senado, que estabelece incentivos para carros que reduzem a eficiência no uso do etanol. “Agora, queremos saber o que as empresas já estão fazendo diante desse novo cenário. Estamos exercendo o papel do Parlamento Federal em dialogar com diversos setores em busca da saída mais eficiente para uma transição energética justa para o país”, afirmou Bandeira.

You may also like

1 comment

Jose Oliveira 8 de novembro de 2023, 06:26h - 06:26

Estranho é ele não se cuidar na HUG, na própria cidade. UGH não é referência? Não confia nos próprios médicos?

Comments are closed.

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996