Vereador de Resende se reúne com ministro do Trabalho

by Diário do Vale

Brasília

O presidente da Câmara Municipal, Mirim (Solidariedade), viajou hoje para Brasília, onde terá uma audiência com o ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias. Em pauta: a agência do Sine (Sistema Nacional de Empregos) de Resende. O vereador vai pedir ao ministro que a emissão digitalizada das carteiras de trabalho pela agência, suspensa em dezembro de 2014 pela Secretaria estadual de Trabalho e Renda, seja autorizada o mais rápido possível.
Segundo Mirim, a agência já dispõe dos equipamentos necessários para emitir as carteiras com o sistema digitalizado, entretanto, os funcionários do Sine ainda aguardam a realização do treinamento para começar a trabalhar segundo os novos procedimentos.
O vereador afirma que, apesar da direção da agência já ter enviados ofícios à Secretaria estadual de Trabalho e Renda, pedindo a capacitação dos servidores, o treinamento ainda não foi liberado.
– Diante da ordem para não emitir mais nenhuma carteira sob o sistema anterior, ou seja, com os dados do trabalhador preenchidos de forma manual, o Sine de Resende encontra-se impedido de atender os trabalhadores que procuram a agência, em busca deste documento. Por isso, resolvemos reivindicar pessoalmente o apoio do ministro Manoel Dias, no sentido de que o treinamento dos funcionários da agência aconteça em breve, garantindo com isso o atendimento das dezenas de trabalhadores que procuram mensalmente o serviço – declarou Mirim.

Prejuízos

Mirim destacou que dados, adquiridos juntos a direção do Sine, mostram que, pelo sistema antigo de preenchimento do documento, a agência local emitia todo mês cerca de cem carteiras profissionais. Ainda segundo o SINE, pelo menos 90% deste atendimento eram realizados no município.
Com a suspensão temporária determinada ao Sine, os trabalhadores estão sendo obrigados a se deslocar ao balcão de empregos da Prefeitura de Volta Redonda, ou buscar o atendimento na agência do Ministério do Trabalho e Emprego de Resende.
Só que, no caso do Ministério do Trabalho em Resende, o atendimento tem de ser agendado, e o trabalhador precisa esperar, no mínimo duas semanas para ser recebido e tirar a carteira, ao contrário do que ocorria na agência do SINE, quando o documento era emitido na hora, e não precisava ser marcado previamente.

Geração de empregos

Outro assunto da pauta do encontro entre o presidente da Câmara e o ministro é a geração de novos postos de trabalho na cidade. O aumento do número de cursos de qualificação profissional na cidade e novos incentivos fiscais para a ampliação e instalação de empresas em Resende também estão entre as reivindicações do vereador Mirim ao ministro Manoel Dias.
– No dia 22 de janeiro passado, tive uma audiência com o governador Luís Fernando Pezão, no Palácio Guanabara, quando passei às mãos deles um ofício salientando a importância de incentivos estaduais para a geração de novos empregos em nosso município. Agora, vou apresentar o mesmo pedido ao ministro do Trabalho, só que, obviamente, no âmbito federal. A nossa proposta é que o ministro Manoel Dias seja o interlocutor das nossas reivindicações junto à área econômica do Governo Federal – concluiu Mirim.

You may also like

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996