Vereador reivindica melhoria para a Ponte Nova

Por Diário do Vale

Resende

A Câmara Municipal aprovou a indicação do vereador Romério (PMDB) que reivindica junto a Prefeitura de Resende uma pavimentação asfáltica da Ponte Tácito Viana Rodrigues, a Ponte Nova, que liga o bairro Campos Elíseos a Rodovia Presidente Dutra. Líder da bancada do PMDB na Casa, Romério argumenta que a ponte sobre o Rio Paraíba do Sul apresenta buracos e desníveis que vêm causando transtorno e comprometendo a segurança de motoristas, ciclistas e pedestres. Segundo ele, as reclamações são constantes. A indicação será encaminhada ainda essa semana ao prefeito José Rechuan (PP).
Para o vereador, a necessidade de recuperação do asfalto da travessia aumentou ainda mais a partir da mudança de sentido do fluxo de veículos na ponte, de mão dupla para mão única, implantada em 2009, por meio do Projeto Urbano Humano, da Prefeitura de Resende. No seu entendimento, “com a mudança, houve um aumento considerável do tráfego, que passou a ser intenso não apenas nos horários de maior movimento, mas ao longo de todo o dia”.
A mudança de mão dupla para mão única no sentido da Ponte Tácito Viana Rodrigues foi uma das medidas adotadas pela administração municipal com o objetivo de reduzir os congestionamentos e ordenar o fluxo de veículos, motocicletas e bicicletas.
– Nos últimos cinco anos, a Prefeitura de Resende realizou investimentos importante nas condições do asfalto, em diversas vias estratégicas do sistema viário da cidade, entre elas a Avenida Dorival Marcondes Godoy, na entrada do Município. Outro serviço realizado com esse objetivo foi o asfaltamento da Avenida Francisco Fortes Filho, na região da Grande Alegria. Entendemos que, por ser uma via importante para o fluxo de veículos da área urbana, a Ponte Tácito Viana Rodrigues também deve ser contemplada com a realização de obras de melhorias – disse Romério.
Tema da indicação do vereador Romério de Almeida, a Ponte Tácito Viana Rodrigues foi construída no início da década de 1970, pelo então prefeito José Marcos Pineschi. Até então, a cidade contava apenas com as pontes Nilo Peçanha (Ponte Velha), destinada exclusivamente à circulação de pedestres, e a Ponte Miguel Couto, cujo tráfego passou a ser permitido apenas na direção Campos Elíseos-Centro, após a implantação do Projeto Urbano Humano. No caso da Ponte Miguel Couto, ela foi construída na década de 1950, com recursos do Governo do Estado.

Advertisement
Advertisement

VOCÊ PODE GOSTAR

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996