quinta-feira, 17 de outubro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Vereador vai propor mudanças em concessão de água e esgoto

Vereador vai propor mudanças em concessão de água e esgoto

Matéria publicada em 30 de maio de 2019, 19:19 horas

 


Audiência pública discutiu concessão de água e esgoto em Resende (Foto: CMR)

Resende – O vereador Caio Sampaio (REDE) declarou na audiência pública sobre os serviços prestados pela concessionária Água das Agulhas Negras que vai propor adequações ao contrato de concessão firmado entre a empresa e a Prefeitura de Resende. O intuito, segundo ele, é garantir um melhor atendimento à população. A afirmação foi feita na noite da última quarta-feira, dia 30, no Plenário da Câmara, na presença do superintendente da concessionária, Gabriel Roberti, e de vereadores. Os parlamentares presentes – além de Caio, Tisga (Cidadania 23), Peroba (Cidadania 23), Tiago Forastieri (PSC), De Araújo (MDB), Soraia Balieiro (PSB) e Reginaldo Engenheiro Passos (PSB) – criticaram a ausência de representantes da Prefeitura, em especial da Agência de Saneamento do Município de Resende (Sanear), no evento.

— Os vereadores recebem um número imenso de reclamações envolvendo a empresa e são muito cobrados em relação à qualidade dos serviços que ela oferece. No entanto, o órgão responsável por fiscalizar a Água das Agulhas Negras, que é o Sanear, não enviou representante à audiência pública. É realmente lamentável — destacou o presidente da Câmara, vereador Peroba, logo no início do encontro.

Ao longo do evento, os vereadores questionaram o superintendente da concessionária sobre temas como a cobrança indevida, o cálculo da tarifa em relação à coleta e ao tratamento de esgoto e a liminar da empresa que suspendeu a CPI formada pela Câmara Municipal de Resende para apurar denúncias de irregularidades no contrato de fornecimento de água celebrado entre o município e a Águas das Agulhas Negras. Roberti, por sua vez, fez questão de frisar que, desde que assumiu o controle da empresa, no início deste ano, a Água das Agulhas Negras têm se pautado pela transparência e o diálogo com o Poder Público e a população. “Estamos à disposição para responder às dúvidas de quem quer que seja e para fornecer todas as informações necessárias”, afirmou.

No que diz respeito à cobrança indevida por conta de ar no sistema, Roberti argumentou que tais casos são pontuais, mas que a empresa se compromete a enviar uma equipe para verificar in loco reclamações desse tipo. Em tempo, os vereadores Tisga e Caio informaram ao representante da concessionária que estão em tramitação na Casa dois projetos de lei que obrigam a empresa a instalar dispositivos que impedem que a presença de ar comprimido no sistema influa no valor pago pelo consumidor.

Quanto à tarifa cobrada em Resende pelo serviço de água e esgoto, o superintendente afirmou que o valor praticado na cidade está entre os menores da região (R$ 2,40/m³ contra R$ 2,50 em Volta Redonda e R$ 2,75 em Barra Mansa, por exemplo). Ainda segundo ele, em relação ao esgoto, para a coleta e afastamento são cobrados 80% da tarifa, enquanto a coleta, afastamento e tratamento respondem por 100% desse valor.

Em seguida, o público presente fez reclamações e esclareceu dúvidas específicas sobre o tema diretamente com Roberti. No enceramento do evento, Caio elogiou a disponibilidade do superintendente da Água das Agulhas Negras para sanar as dúvidas dos vereadores e da população, bem como a prontidão com a qual aceitou examinar casos apontados pelo público.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

5 comentários

  1. Avatar

    Funcionário Público

    De onde é essa tabela e qual a data?

    Se for de VR é mais um motivo para o SSAE/VR dar explicações.

    • Avatar

      Quem ter de dar explicação foi você que MENTIU sobre o valor que paga

      Quando tiver que se explicar perante a Justiça talvez aprenda

      Vou guardar o link da reportagem

  2. Avatar

    Empresa privada cobrando menos do que uma empresa pública? É sério isso?

    Só quem não sabe fazer conta de matemática engole essa. Eu pago R$ 4,17 o m3 em VR. Vou levar essa reportagem no SAAE-VR e pedir explicações do por quê eu estou pagando esse valor.

    O Samuca em VR estava doidão para privatizar o SAAE. Como não conseguiu aumentou o preço muito acima da inflação.

    VAI VENDO aí que dá apoiar as privatizações. Uma vez que os empresários ganham a empresa no mole elevam o preço e prestam um péssimo serviço.

    Interessante os representantes do governo de Resende não aparecerem. Aí tem!

    • Avatar
      Funcionário Público

      Veja abaixo a tabela de tarifas de como é feito a cobrança de água.

      RESIDENCIAL E PÚBLICA COMERCIAL E INDUSTRIAL
      Faixas de consumo (m3)
      Preço da água
      por m3 – (R$)
      Faixas de consumo
      (m3)
      Preço da água por
      m3 – (R$)
      00 – 10 R$ 1,79 00 – 10 3,13
      11 – 15 R$ 4,68 11 – 20 7,19
      16 – 20 R$ 6,66 > 21 11,30
      21 – 25 R$ 7,65
      26 – 30 R$ 8,06
      31 – 35 R$ 8,65
      36 – 40 R$ 9,61
      41 – 45 R$ 10,13
      > 45 R$ 10,59

    • Avatar

      Chegou o palhaço pra falar mal do Samuca

      A reportagem é de Resende, mas o malabarismo para colocar Volta Redonda na conversa deixa até a Daiane dos Santos de boca aberta

      Alguém ainda dúvida que este rapaz é pago para tumultuar na área de comentários ???

Untitled Document