domingo, 21 de julho de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Volta Redonda fica sem representante na Alerj

Volta Redonda fica sem representante na Alerj

Matéria publicada em 9 de outubro de 2018, 19:31 horas

 


Dez candidatos a deputado estadual com maior votação concentraram 60,74% dos votos válidos

Volta Redonda – Os eleitores de Volta Redonda concentraram seus votos em candidatos locais, mas, dos candidatos com domicílio eleitoral na cidade, só o delegado Antônio Furtado teve sucesso, elegendo-se deputado federal. Pela primeira vez em dezenas de anos, a cidade não terá um representante na Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj).

O fato de só haver um deputado federal eleito na cidade, porém, não é novo. Na legislatura atual, Deley de Oliveira (PTB) é o único deputado federal com domicílio em Volta Redonda.

A explicação para a falta de representantes é exatamente a dispersão dos votos, segundo especialistas. Embora os eleitores tenham dado preferência a seus conterrâneos, o grande número de candidatos acabou com as pretensões de todos. A exceção foi Antônio Furtado, cuja votação superou todas as expectativas.

Os votos para a Alerj

Dos mais de 224 mil eleitores da cidade, somente 149.115 votaram para deputado estadual. A soma dos que não foram às urnas com os votos em branco e nulos, portanto, chega a 75 mil – o que seria suficiente para eleger até três deputados estaduais. Os dez candidatos com maior votação concentraram 60,74% dos votos válidos. Desses, oito são locais e Gustavo Tutuca, embora tenha domicílio eleitoral em Piraí, tem muitas ligações com a cidade.

A questão é que nenhum desses nove candidatos locais superou a marca de vinte mil votos obtidos em Volta Redonda. Quem mais se aproximou foi Paulo Baltazar, que chegou a 18.633. Jari veio em seguida, com 16.720, seguido por Márcia Cury (15.225) e Munir (13.408). Do quinto colocado para baixo, nenhum teve mais de dez mil votos registrados na cidade.

O único eleito, dentre os dez mais votados em Volta Redonda, foi justamente Gustavo Tutuca, que teve 45.583 votos em outros municípios. Ele tem uma atuação de âmbito regional e o fato de ter sido secretário estadual de Ciência e Tecnologia lhe trouxe oportunidade de formar relacionamentos políticos em todo o estado.

Os votos para deputado federal

Das 151.553 eleitores que deram votos válidos para deputado estadual em Volta Redonda, praticamente dois terços (100.475) votaram em um dos dez candidatos mais votados. Desses, oito têm domicílio eleitoral na cidade. Só Marcelo Freixo, que vota na Capital, e Alexandre Serfiotis, que vota em Porto Real, mas tem atuação política regional, são de outras cidades. Os votos recebidos fora de Volta Redonda elegeram Freixo e Serfiotis.

Neste caso, porém, o fato de haver uma grande quantidade de lideranças disputando uma cadeira de deputado federal foi relegado a segundo plano. A “onda” que levou Antônio Furtado à eleição fez com que ele ganhasse 35,73% dos votos válidos em Volta Redonda, 552% a mais do que o segundo colocado em votação na cidade, Deley de Oliveira. Furtado recebeu mais de 54 mil votos em Volta Redonda, o que representa mais da metade do total dado aos dez candidatos mais votados.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

21 comentários

  1. Avatar

    Ter outro albertassi melhor sem nada

  2. Avatar

    Ter outro albertassi mel

  3. Avatar

    Pela listagem dos candidatos a deputado estadual, foi melhor mesmo nenhum ser eleito.

  4. Avatar

    Povo dividido é um povo fraco. uma pena vamos eleger pessoas daqui da cidade não em gente que vem de fora. A cidade perdeu sim mais vai ganhar com o recado dado.

  5. Avatar

    Essa renovação reflete o descontentamento do povo com políticos de carreira como “Baltazar das ambulâncias/Nelson Gonçalves das negociatas partidárias ou Deley das bebedeiras” chega né…
    Rumo ao Novo!!!

  6. Avatar

    BDIA TEMOS QUE ACABAR AGORA COM MORDOMIA DOS VEREADORES OBRIGAR A ELES A PRESTA CONTA DOS TRABALHO EM PRÓ DA CIDADE OS CARAS SÓ SABE FAZER REUNIÕES ENTRE ELES E A POPULAÇÃO FICA SEM SABER DE NADA.

  7. Avatar

    Três meses atrás, eu escrevi aqui, que a quantide de candidatos estava muito alta! No entanto, ninguém cedeu e quem perdeu foi o povo de Volta Redonda!

    • Avatar

      Perdeu nada povo não é trouxa queremos renovação, essas múmias políticas não trazem empregos. Saúde nem nada, neto último mandato fez nada pra volta redonda, quando tiver alguém novo e competente com certeza votaremos, tanto é que o Furtado ganhou

    • Avatar

      Renovação em que sentido? Se for o “novo deputado” que não traz “novidades” (boas, evidentemente), é trocar 6 por meia dúzia.

    • Avatar

      Marcelo cabelereiro é novo?

    • Avatar

      Lucas, aí eu te pergunto. É mais conveniente cagar em tua casa ou na casa dos outros? Pense nisso quando ver que as outras cidades têm representantes e VR não… Isso traz inúmeras consequências ruins, principalmente na disputa de verbas e investimentos entre municípios. O sujeito, por mais corrupto que seja, vai priorizar seu curral eleitoral…

  8. Avatar

    Muita gente já com cargo de vereador e de olho grande, pensando no próprio umbigo. Pareceu mesmo eleição pra vereador, tamanha a quantidade de candidatos, e poucos foram buscar votos longe de VR, o que agravou ainda mais a situação… Outra coisa. Os únicos grandes nomes que concorreram foram Baltazar e Furtado… Baltazar foi uma surpresa negativa, ninguém esperava essa votação tão pífia. Imagino que a dispersão de votos, principalmente na ala evangélica e nos candidatos dos bairros periféricos, tenham fator decisivo nisso…

    • Avatar

      Grandes nomes? Tás de brincadeira; Baltazar?
      Amigo, ele devia seguir o mesmo caminho do moço de Barra Mansa. Cair fora. Fazer campanha, com mentiras? Eu sou, fiz, vou fazer. – Eu moro aqui, a 62 anos,-, sei o que ele fez,(muito pouco) e o que devia fazer.. Quem foi, quem é; Fala de cima do banquinho, como se estivesse falando p/ um bando de idiotas. —“Você não acertou, pegue seu banquinho, e saia de mansinho”.

  9. Avatar

    Os quatro mais bem votados para estadual tiveram bem mais votos que o Cabeleireiro, eleito por Barra Mansa. Noel de Carvalho também foi muito bem votado, mas não entrou… Esse lance de eleição proporcional no legislativo tem que acabar. O povo vota no candidato, não no partido!!! Tem que majoritária, igual nos cargos do executivo. O voto nos números absolutos, sem fórmulas e coeficientes…

  10. Avatar

    Melhor que nao tenha ningue mesmo. Os que foram eleitos em anos anteriores so enriqueceram e nada fizeram por VR, muito menos pelos servidores do estado.. Nunca me esquecerei que o entao deputado Gotardo votou pela privatizacao da CEDAE

  11. Avatar
    Rajane Corrêa Rosa

    Está no momento de alguns políticos se RECICLAREM.

  12. Avatar

    VR está de parabéns mais uma vez. Começamos em 2014, depois em 2016 e agora em 2018. VR perde representatividade, mas ficamos livres deles.

    • Avatar

      Meu santo cristo

      A cidade sem representante e esse SABE NADA comemorando

      É um coitado cercado de livros de administração pública que nunca sentou em uma cadeira para trabalhar
      Deve passar a vida pedindo reunião para conseguir alguma coisa em uma secretaria

      Nunca será

  13. Avatar
    Aposentada querendo uma boca

    Acabou politicamente para Neto e também para Albertassi, aliás os 68 cargos na Prefeitura de Barra Mansa serão desligados na próxima semana, também 22 cargos do Deley perderão a boquinha, agora quem vai dar as cartas é o Delegado e o cabeleireiro.

    • Avatar

      Sorte teve o pessoal do Detran que continua com o Tutuca.
      Mas esperamos que os leilões de cargos e autarquias acabem com o Juiz.

Untitled Document