segunda-feira, 18 de novembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Ações solidárias aumentam com a proximidade do Natal

Ações solidárias aumentam com a proximidade do Natal

Matéria publicada em 24 de novembro de 2018, 07:04 horas

 


Grupos se reúnem para realizar cadastramentos e doações nesta época do ano

Sul Fluminense – O mês de dezembro está chegando e com ele entra em cena o espírito solidário que acompanha o Natal. Em Volta Redonda e Barra Mansa, se multiplicam os grupos, instituições, ONGs ou simplesmente pessoas que desejam fazer a data mais especial para famílias carentes.

Um exemplo é o projeto social “Orar em Ação”, formado por jovens de diversas religiões, que monta caravanas em diversas cidades e é bem atuante na cidade de Volta Redonda. Alimentos são arrecadados durante todo o ano para depois serem entregues para aproximadamente 190 crianças cadastradas.

Este ano, as entregas serão realizadas no dia 22 de dezembro, no CIEP 483 Ada Bogato, no bairro Paraíso, em Barra Mansa. Já em Volta Redonda, as visitas serão realizadas pelo grupo no dia 24 de dezembro, no Hospital do Retiro e no Hospital São João Batista, para entrega de livros e brinquedos, também arrecadados durante o ano.

Para Pedro Borges, vice-presidente do grupo há quatro anos, as ações comemorativas realizadas pelo grupo, passam o real sentido do Natal, o que vai além de dar e receber presentes.

– Entendemos que deixamos um legado para as crianças e para a comunidade. E é isso que nos inspira a continuar com o nosso trabalho. É muito legal o espírito natalino, mas o melhor que podemos fazer pela comunidade é doar amor, carinho, fé e, principalmente, a esperança de um futuro melhor – finaliza.

O Instituto “Atos Solidários” se intitula como uma entidade que visa transformar vidas com a oferta de cursos profissionalizantes e há 22 anos promove o “Natal Solidário” para crianças carentes de Barra Mansa. O Instituto faz um cadastro baseado na realidade socioeconômica das crianças e este ano serão 400 delas beneficiadas. Em dezembro, em um evento fechado, com direito a recreação e presença de Papai Noel, receberão roupas, calçados e brinquedos.

De acordo com Simone Medeiros, presidente do instituto, toda verba arrecadada para manutenção da entidade, é oriunda de eventos promovidos entre os colaboradores do Instituto e o objetivo da campanha é levar esperança e qualidade de vida às pessoas.

– O Instituto tem como objetivo levar ao outro a esperança de ter uma vida melhor. Nosso natal é apenas uma forma de agradecer a Deus tantos benefícios concedidos durante o ano, mas no dia a dia, fazemos de tudo para que as pessoas acreditem em seus sonhos – disse.

Mais solidariedade

Moradores do bairro Santa Cruz, em Volta Redonda, também fazem o seu “Natal Solidário”. Desde o dia 10 de novembro, integrantes da associação de moradores do bairro montam um cadastro de crianças habilitadas a receber doações.

A entrega dos presentes será realizada no dia 22 de dezembro, às 10 horas, na sede da associação, que fica localizada no endereço: Avenida Ex Combatentes, 401, Santa Cruz, Volta Redonda. Pablo Rafael, presidente da associação do bairro, explica como tem realizado as atividades para o natal e reforça a importância da realização de atividades como esta.

– Tenho feito alguns pedidos aos comerciantes do bairro e juntamente com a diretoria da associação, venho realizando o cadastramento das crianças mais carentes do bairro. Tenho ciência de que em comunidades carentes, existe a ausência do poder público. Nós da associação buscamos proporcionar aos moradores um momento de alegria, de paz e amor. O espírito natalino nos inspira ainda mais, em ajudar o próximo – contou

Correios

Vale ressaltar que as unidades dos correios têm 17 milhões de cartas de diversas crianças. Quem se interessar e quiser ser o Papai Noel delas, já pode comparecer em uma unidade. Têm pedidos inacreditáveis e eles variam entre brinquedos, materiais escolares, roupas e panetones. É só pegar a carta e entregar o presente no correio mais próximo a você até o dia 09 de Dezembro. O próprio correio se encarrega de fazer a entrega.

 

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Só nao vejo os Evangélicos ajudarem. NUNCA ajudam ninguém, nunca. Só ficam falando de demônio o tempo todo e fazer ações filantrópicas nunca. Religião esquisita essa viu.

Untitled Document