segunda-feira, 17 de janeiro de 2022 - 22:35 h

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Após forte chuva, Defesa Civil interdita cinco imóveis em Volta Redonda

Após forte chuva, Defesa Civil interdita cinco imóveis em Volta Redonda

Matéria publicada em 4 de fevereiro de 2020, 11:05 horas

 


Equipes da prefeitura estão nas ruas para fazer a limpeza em pontos mais críticos

Equipes da prefeitura estão nas ruas para fazer limpeza
(Foto: Secom VR)


Volta Redonda –
Equipes da prefeitura estão nas ruas atuando na limpeza e no atendimento das ocorrências da forte chuva desta segunda-feira, dia 03, que teve um acumulado de 102 mm em 24 horas. De acordo com a Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil, até a manhã desta terça-feira, dia 04, foram registradas 22 ocorrências e feitas cinco interdições totais e duas parciais. Todas as famílias estão abrigadas em casas de parentes.

A Secretaria Municipal de Infraestrutura (SMI) está com as equipes nas ruas trabalhando em todos os pontos críticos como as áreas do Retiro, Vila Brasília, Santa Rita do Zarur e outros bairros dessa região da cidade. O trabalho está sendo auxiliado por seis retroescavadeiras, pá mecânica, 40 caminhões e dois caminhões pipas.

Moradores registraram deslizamento de terra no bairro Coqueiros
(Foto: Redes Sociais)

“Caso não ocorra outra chuva de mesma intensidade, até o fim dessa semana acreditamos que iremos normalizar a situação”, informou o secretário Toninho Oreste.

O coordenador da Defesa Civil, Leandro Rezende, ressaltou a importância do cadastro no sistema de alerta para as famílias de áreas de risco. “A população deve ficar atenta aos alertas e em caso de confirmação de chuva para a cidade, procurem sair das residências em risco e se abrigar em locais seguros até que a chuva pare”, disse Leandro. Em caso de ocorrências as pessoas devem fazer contato através do número 199.

O prefeito Samuca Silva lembrou o trabalho de prevenção que vem sendo feito em conjunto no município. “Nós estamos nos preparando para o período de alerta desde o ano passado. Com a operação Guarda-Chuva percorremos vários locais, fiscalizando e intervindo para tentar evitar maiores danos. Estamos todos em alerta e as equipes estão realizando um ótimo trabalho”, contou.

Defesa Civil

Em menos de 24 horas, a Defesa Civil de emitiu dois alertas de chuvas intensas para Volta Redonda. O primeiro alerta foi registrado às 18h51 de segunda-feira (3) e às 6h40 desta terça-feira (4).

“Devido ao alto acumulado de chuvas ,moradores de área de risco de deslizamento devem se deslocar para locais seguros” – foi a mensagem do alerta desta terça-feira.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

6 comentários

  1. É sempre assim: depois que o barranco vai parar no Rio Paraíba do Sul é que a Defesa Civil interdita o local de risco pré-anunciado.

    E para ilustrar o prefeito diz que estava preparado desde o ano passado. Só faltou falar a partir de quando, se foi janeiro de 2019 ou dezembro de 2019.

    Quando podíamos ir com segurança em Angra dos Reis, costumava passar dias na cidade. Certa vez, comentei com um morador do local do por quê não tiram aquela casa DEPENDURADA na encosta do morro. O morador olhou e respondeu que era normal, que os moradores estão acostumados, etc.

    Dois dias depois choveu como um dilúvio na cidade. Dou um doce para quem responder o quê aconteceu com a casa. Lembro na época que o prefeito falou a mesma coisa que o Samuca agora. Será que o Samuca cometeu plágio do antigo prefeito de Angra??

    • Vc fala como se fosse a coisa mais simples do mundo… A casa foi interditada, não foi? A prefeitura foi proativa. Diferente do que vc disse, ninguém esperou cair pra tomar providência…

    • Emir

      A casa não caiu por pouco. Onde que a prefeitura foi proativa? Sabes o quê vai acontecer agora? O morador simplesmente vai exigir um muro de arrimo. Já pensou na quantidade de muros de arrimos das milhares de casas em VR na mesma situação?

  2. Agora quero ver o prefeito fica fazendo propaganda( orgulho de volta redonda), total descaso com a população.

  3. Todo ano a mesma ladainha.Prevê nem pensar. O guarda corpo da ponte sobre o corrego Brandão na esquina da 41 com a 26 CAIU a mais de 1 mês e até agora nada se reparo.NA HORA QUE UMA PESSOA CAIR DENTRO DO CÓRREGO aí sim vão arrumar.

  4. A defesa civil bem que poderia dar uma verificada de uma casa construída na rua Trezentos e Trinta, proximo a escada da quadra do Monte Castelo, risco muito grande! Pior que ninguém toma providências !

Untitled Document