Buracos e mato alto na RJ-155 preocupam motoristas

by Diário do Vale

Barra Mansa – Buracos, mato alto invadindo a pista, e falta de sinalização vertical e horizontal, acostamento sem manutenção. Estes são alguns problemas listados por motoristas que passam pela RJ–155 (Rodovia Sérgio Braga), que liga Barra Mansa a Angra dos Reis. E para agravar ainda mais a situação, as vítimas de acidentes, na pista, acabam sendo socorridas por motoristas e moradores das localidades próximas à rodovia.

A moradora de Barra Mansa, Edna Maria Pereira, de 56 anos, que pelo menos três vezes por semana passa pela rodovia seguindo a trabalho para Angra dos Reis, é uma das que afirma ter presenciado vários acidentes. Segundo ela, as famílias são geralmente socorridas por pessoas que passam pela estrada, já que a rodovia não possui nenhum ponto de apoio para casos de acidentes.

Para Edna, a pista é uma das mais perigosas da região. Por ser de mão dupla a rodovia exige bastante atenção dos motoristas. Sem sinalização, a viagem se torna um percurso às escuras.

-Para quem conhece a estrada fica um pouco mais fácil, mas aqueles que passam por lá e precisam se guiar pela sinalização, enfrentam muitas dificuldades – enfatizou Edna, lembrando que outro agravante são as inúmeras curvas.

Ela acrescentou que sempre alerta quem passa pela rodovia, principalmente, motoristas que invadem a pista contrária para fugir dos buracos. “A gente dirige sempre tenso porque nunca sabemos o que podemos encontrar a cada curva”, disse

Os túneis, segundo a moradora, têm trechos mais perigosos ainda. Devido aos buracos, a situação fica ainda mais complicada por falta de sinalização e visibilidade reduzida por conta da baixa iluminação no local. “Os buracos são muitos e já quebrei meu carro duas vezes nos túneis”, lembrou Edna.

Em nota: Segundo o DER, dentro de alguns dias uma equipe será enviada para avaliar as condições de trafegabilidade da RJ-155 (Foto: Roze Martins)

Para Suely Aparecida Bitencourt de Carvalho, de 53 anos, que também passa frequentemente pela rodovia, o descaso do poder público com a população pode resultar em graves acidentes nesta pista. No inverno, quando a visibilidade fica menor devido a nebulosidade, principalmente no trecho da Serra D´Água, passar pela RJ-155 é um risco permanente.

– Ficamos muito preocupados, pois não existe segurança nessa estrada devido à quantidade de mato e buracos. Já socorremos pessoas que tiveram a roda do carro quebrada por causa dos buracos. É muito triste ver o descaso do governo com essa estrada tão linda e tão abandonada – disse Suely

DER-RJ

O Departamento de Estrada e Rodagem do Rio de Janeiro informou que foram executados recentemente serviços de roçado e tapa-buracos no trecho entre Barra Mansa e Getulândia e que a previsão é que o restante do trecho da rodovia, que dá acesso a Angra dos Reis, receba obras de melhorias em até 30 dias.

 

You may also like

4 comments

SANTOS 12 de julho de 2018, 07:21h - 07:21

onde vai o dinheiro que furnas envia para melhoria desta rodovia pois ela e rota de fuga por causa da uzina nuclear, se o estado não e capaz de manter uma rodovia então privatiza a mesma pagaremos mais teremos reboque ate um lugar seguro, assistencia coma tendimento aos acidentados etc , mes passado assisti um atendimento de socorro pelo acidente acorrido onde os acidentados ficaram mais de hora para ser retirado e levado ao hospital , os bombeiros se não vem de volta redonda vem de angra por que não colocar uma base na serra no primeiro tunel tem espaço para se ter uma equipe la .

Juse Nar 11 de julho de 2018, 19:27h - 19:27

Dá Graças a Deus de estar com pista bem melhor do que no tempo do Galhotinho e sua Roxinha. Nem placas tinha, acostamento nem se falava… depois que o Cabral entrou aí sim melhorou e asfaltou a maioria das estradas.Foi o melhor Governo. Temos que ser imparciais. Agora sobre o que ele fez depois a Justiça resolve …

jorginho 11 de julho de 2018, 18:04h - 18:04

O DER RJ é um orgão inoperante que só serve para gerar empregos para apadrinhados políticos.Não consegue fazer uma simples capina nas margens da rodovia.

SELMA 11 de julho de 2018, 17:03h - 17:03

EU VOU SEMPRE DE 15 EM 15 DIAS, E NAO VI MELHORA NENHUMA, SOMENTE PERTO DO RIO CLARO QUE ALGUNS PEDAÇOS FORAM ROÇADOS, OS BURACOS, SAO MUITOS E NOS TUNEIS PIOR AINDA.

Comments are closed.

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996