>
domingo, 7 de agosto de 2022 - 16:24 h

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Clube dos Funcionários confirma morte de macaco por febre amarela

Clube dos Funcionários confirma morte de macaco por febre amarela

Matéria publicada em 22 de junho de 2018, 16:34 horas

 


Animal foi encontrado nas dependências do estabelecimento; presença do símio ocorre por vizinhança com a Cicuta

Macacos não transmitem febre amarela a humanos

Volta Redonda – O Clube dos Funcionários informou, em nota,  que foi confirmada a contaminação por febre amarela em um macaco encontrado morto em sua área. A morte do animal mostra que o vírus da febre amarela está presente no meio ambiente, mas os macacos não transmitem a doença, que é passada aos humanos pelos mosquitos  Haemagogus ou Sabethes.  A circulação de macacos no local é comum, visto que o clube é localizado as margens da floresta da Cicuta.

O clube promoveu uma campanha interna de vacinação que imunizou todos os seus colaboradores e também os associados que compareceram. O clube fará ainda um alerta aos associados e visitantes por meio das mídias da instituição lembrando a importância de tomar a vacina.

Quem já tomou pelo menos uma dose da vacina está imunizado contra o vírus.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

11 comentários

  1. Copa de outro mundo

    Volta Redonda tá ferrada mesmo…
    CSN privativas acabou com o Recreio, fechou o Macedo, há a ameaça de tomar metade da cidade, fechou o hospital (o melhor), a população desempregada ou recebendo salário de fome, correndo o risco de morrer dentro de uma siderúrgica sucateada, o time da cidade está para cair de divisão, poluição de bairros inteiros com resíduos tóxico, o rio Paraíba podre, Escola Técnica virou escola particular, mãe surtando no HSJB por não ter seu filho atendido, índice de violência alarmantes, etc. E agora, Febre Amarela. “Oceis tão ferrados”…

    • Macedo ainda funciona!

    • Ele quis dizer que tirou as irmãs,agora é mv1 , não tem nada a ver de quando era de irmãs, praticamente só o prédio, aproveitaram o nome, pois tinha tradição.
      É como o caso do Anglo que está no prédio do colégio Volta Redonda…
      Só que no caso não aproveitou o nome…
      Macedo quando era de irmãs era muito melhor…

    • Copa de outro mundo

      Nem tudo tá perdido…

  2. Cautela e caldo de galinha , não faz mal a ninguém

    A essa altura , só não tomou a vacina quem não quis.
    Eu já tomei 2 vezes, pois na infância tomei em Minas e agora tomei denovo, para garantir , vai que a minha mãe confundiu os nomes das vacinas que tomei…
    Pois cartãozinho não guardou….

  3. Houve vacinação para ” todos” no início do ano!! Acho,que só você que não ficou sabendo!

  4. Só não entendo porque a vacina não está liberada a todos. Somente os idosos e crianças e gestantes podem ser vacinadas. O resto da população não correm o risco da doença? então, porque não liberam a vacina para todos? Duvido se fosse um país de 1º mundo isso estaria acontecendo. Infelizmente, o nosso Brasil enfrenta uma crise de saúde pública, e uma crise infindável de corrupção!!!!

    • Deve estar confundindo com a da Gripe amigo, pois não sou idoso, criança e mt menos gestante e vacinei contra a febre amarela.
      Ja a vacina da gripe somente para gestantes, idoso e crianças.

    • Houve vacinação para ” todos” no início do ano!! Acho,que só você que não ficou sabendo!

    • Esse vacina está liberada a todas as idades! Não tem necessidade de campanha para aplica-la, é só ir ao posto central, inclusive para alguns locais que se viaja no Brasil e fora ela já era exigida a anos!

  5. Cabe ressaltar, que esse mico o mico estrela não é nativo da nossa região, sendo um intruso e levando as espécies nativas a extinção, principalmente os pássaros. Preocupante são os bugios que aparecer mortos, pois esses sim são nativos de nossa região o que seria preocupante, no entanto o fato de estarem aparecendo mortos é um sinal de que as pessoas tomem os devidos cuidados para a sua segurança pessoal com essa doença.

Untitled Document