quarta-feira, 19 de junho de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Diretoria da OAB é eleita em disputa acirrada

Diretoria da OAB é eleita em disputa acirrada

Matéria publicada em 22 de novembro de 2018, 08:22 horas

 


O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil de VR é reeleito.

Sul Fluminense – A Ordem dos Advogados do Brasil teve um clima de disputa eleitoral bastante acirrada nesta quarta-feira, 21, em diversas localidades. Quem passou pelas imediações da entidade, nas maiores cidades da região, pode perceber a concentração de cabos eleitorais em busca de votos dos indecisos. Em Volta Redonda, Barra Mansa e Resende, nem mesmo a chuva intimidou advogados que se mantiveram o dia todo mobilizados próximos às sedes da entidade.

Em Volta Redonda, o advogado Alex Martins foi reeleito para o terceiro mandato de presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). Ele venceu Pedro Luiz Dalbone da Cunha por uma diferença de 176 votos, durante disputa pela direção da entidade nesta quarta-feira, 21, na sede da OAB, no Jardim Paraíba.

Alex comanda a entidade pela chapa “Nova OAB Volta Redonda”, que conta ainda com a participação da advogada Iaciara Diogo Braga (filha da ex-deputada federal e estadual Cida Diogo), como vice-presidente, Bruno Silva de Oliveira (secretário geral), Rodrygo Vidal Gomes (secretário adjunto) e José Rodrigo Rocha Pançardes (tesoureiro).

Já em Barra Mansa a vitória foi de Aloizio Perez que derrotou o atual presidente, Noé Garcez, por 219 a 190 votos. A chapa de Nilo Sérgio Mesquita Portela obteve 187 votos. Perez tem como vice-presidente Juliana Fernandes Gonçalves Lago, Douglas Maia Carvalho (secretário geral), Laura Helena Martins de Souza (secretária adjunta) e Leonardo Souza Vieira (tesoureiro).

Em Resende a entidade será presidida pela advogada Andreia Valente, eleita com  86% do total de 367 votos. A disputa em Resende foi por chapa única e será a primeira vez que uma mulher ocupa a presidência da instituição na cidade, desde que a subseção foi inaugurada, 40 anos atrás.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Avatar

    Parabéns meu amigo Alex Martins.

  2. Avatar

    Tive uma surpresa desagradável ao levar a minha filha para a escola no dia de ontem ao me deparar com a interdição de trecho da rua 535 do bairro Nossa Senhora das Graças, que causou um grande transtorno no trânsito. O motivo? Eleição para a presidência da OAB-VR.

    Acabamos de passar por eleições nacionais, onde escolhemos presidente, governador, senador e deputados. Essa eleição aconteceu em um domingo e nenhuma rua precisou ser interditada. O que faz os advogados e demais profissionais da área jurídica pensar que eles têm o direito de atrapalhar a vida de milhares de pessoas por conta de uma eleição interna em um dia útil? Como conseguiram autorização para tal absurdo? Além disso, vários guardas municipais com viaturas estavam mobilizados para dar cobertura e auxiliar na bagunça.

    Fico pensando que se cada conselho ou órgão de cada categoria profissional, cada associação, cada sindicato, cada universidade que for fazer eleições internas resolver interditar uma rua e mobilizar a Guarda Municipal, o trânsito que já é complicado vai se tornar inviável.

    Espanta a ausência de uma conduta mais ética, em que o bem coletivo deveria sempre ser prioritário. Espanta mais ainda saber que a instituição que causou todo o transtorno é formada por profissionais que teoricamente deveriam zelar pela boa aplicação das leis em busca do aperfeiçoamento da vida em sociedade.

Untitled Document