terça-feira, 7 de dezembro de 2021 - 12:55 h

TEMPO REAL

 

Capa / Região / PM apreende explosivos, munições e arma que seriam usados em ataque contra DPO

PM apreende explosivos, munições e arma que seriam usados em ataque contra DPO

Matéria publicada em 29 de junho de 2019, 10:21 horas

 


Barra Mansa – Traficantes do bairro Cotiara organizaram um ataque ao DPO (Destacamento de Policiamento Ostensivo) local, mas foram frustrados e um dos líderes do grupo criminoso que domina o tráfico de drogas no bairro acabou preso. A ação ocorreu na madrugada deste sábado, após policiais militares terem recebido denúncias de um toque de recolher imposto pelos bandidos no bairro.

Uma força-tarefa foi montada com policiais do 28 Batalhão e a área onde os bandidos estavam se agrupando foi cercada. Um dos líderes do bando, identificado como “Ravelli”, foi detido com uma pistola .40 da marca Siger Sauer e um carregador. Ainda com ele, os policiais encontraram quatro granadas de fabricação caseira, munições, dez pavios para confecção de explosivos e pólvora.

Ravelli afirmou ser integrante de uma facção criminosa e relatou que receberam ordens para atacar o DPO com explosivos. Após a prisão do suspeito, um artefato explosivo ainda foi jogado ao lado do destacamento, mas não explodiu. A segurança na área foi reforçada.

O ataque e o toque de recolher seriam ações em retaliação a uma operação realizada pela PM na sexta-feira, que deixou um bandidos morto e outros dois suspeitos feridos.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Vixi tá dominado, se a polícia não combater rápido e com eficiência região vai ficar igual Rio de Janeiro

  2. De fato BM está super perigosa e ninguém faz nada.
    Hoje às 11:45 hs no Santander no centro, houve um assalto a uma professora aposentada.
    Roubaram R$ 2400 .
    Os PMs como é sábado não ficam ali, só de segunda à sexta.
    Fomos no CIOSP em frente que nada podia fazer.
    o 190 foi ligado umas 20 vezes ninguém atende.
    Procurei um Guarda Municipal em uma moto, falou que trabalha sem arma e não vai correr
    atrás de ladrão, que poderá estar armado.
    Enquanto a vitima não ser ressarcida pelo Estado e pelo próprio Banco, ficaremos reféns desses
    bandidos.
    Pobre cidade.

Untitled Document