terça-feira, 15 de junho de 2021 - 10:23 h

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Sicomércio-VR distribui 250 cestas do ´Mesa Brasil´

Sicomércio-VR distribui 250 cestas do ´Mesa Brasil´

Matéria publicada em 14 de maio de 2021, 11:18 horas

 


Volta Redonda – O Sicomércio-VR (Sindicato do Comércio Varejista de Volta Redonda) recebeu duas toneladas de alimentos do projeto Mesa Brasil Sesc-RJ, dividas em 250 cestas de produtos de hortifrutigranjeiros, que foram distribuídas para seis entidades sem fins lucrativos de Volta Redonda, que prestam assistência a várias famílias em situação de vulnerabilidade.
A cesta contém frutas, verduras e legumes de propriedades rurais, que fornecem excedentes, que estejam em perfeito estado e tenham preservados seus altos valores nutritivos, mas com pouco valor comercial. O Mesa Brasil então repassa às entidades parceiras que, por sua vez, distribuem às instituições e projetos sócioassistenciais das respectivas cidades.
O presidente do Sicomércio-VR, Jeronimo dos Santos, elogiou o projeto e afirmou que neste momento delicado gerado pela pandemia, que muitas famílias enfrentam dificuldades financeiras, a ajuda ao próximo se torna ainda mais necessária. “Ficamos feliz em poder ser essa ponte que possibilita a alimentação de muitas famílias na nossa cidade. O Mesa Brasil Sesc do Rio de Janeiro vem fazendo um trabalho maravilhoso e estamos contentes e orgulhosos de poder fazer parte dessa rede de solidariedade”, completou.
Uma das entidades beneficiadas foi a Apadefi (Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Físicos). O presidente da instituição, Rodolfo Levenhagen, falou sobre como a doação é importante para ajudar as pessoas atendidas. “Os alimentos recebidos pela campanha são fundamentais para as famílias de pessoas com deficiência que passam por diversas violações de direito, como a insegurança alimentar. Dificuldades financeiras, potencializadas pela pandemia, agravam esse cenário. Essas famílias buscam a Apadefi para serviços de saúde, sócioassistenciais e de educação especializada. A Apadefi assiste dezenas de famílias por mês com cestas básicas, o que é possível através de iniciativas como o Mesa Brasil”, afirmou.
Volta Redonda foi a segunda cidade da região a receber os alimentos, a primeira foi Miguel Pereira. Só na região, serão distribuídas 14 toneladas de alimentos pelo projeto Mesa Brasil Sesc, em sete cidades, visando fazer frente à situação delicada que o país vive com a a crise econômica e de saúde provocada pela pandemia da Covid-19, que vem causando perdas de empregos desde o ano passado.
“Além da queda nas doações recebidas por ONGs e outras entidades, há um crescimento no número de pessoas que perderam suas fontes de renda por conta do recrudescimento da pandemia da Covid-19 e as medidas restritivas adotadas para conter a propagação do vírus. O Sistema Fecomércio-RJ, por meio do programa Mesa Brasil Sesc RJ, tem o compromisso de ajudar essas pessoas, muitas delas trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo”, afirmou o presidente do Sistema Fecomércio-RJ, Antônio Queiroz Júnior.

ENTIDADES QUE FORAM BENEFICIADAS EM VOLTA REDONDA

Apadefi (Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Físicos)
Casa da Criança e do Adolescente
Casa da Amizade
Grupo da Vida
Lar dos Velhinhos
Centro Espírita André Luiz

Saiba mais sobre o Mesa Brasil Sesc RJ

O Mesa Brasil Sesc RJ atua no combate à fome e ao desperdício, recolhendo doações de alimentos não perecíveis e in natura de empresas e organizações e os distribuindo a instituições sociais cadastradas, como creches, abrigos, asilos, etc. Além disso, orienta os cozinheiros dessas entidades a aproveitarem integralmente os alimentos, utilizando de forma criativa e saborosa partes que tradicionalmente são descartadas. O programa atua ainda em situações de calamidade, como desastres naturais. Só em 2020, o programa distribuiu 2,1 mil toneladas em 49 municípios do estado.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Esses comerciantes sonegadores de impostos de VR, são mesmo uns miseráveis unhas-de-fome. Deveriam doar milhares de cestas aos pobres.

Untitled Document