quarta-feira, 21 de novembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Volta Redonda tem recuperação do mercado de trabalho formal

Volta Redonda tem recuperação do mercado de trabalho formal

Matéria publicada em 21 de outubro de 2018, 16:11 horas

 


Gráfico mostra que empregos podem ficar ainda mais em alta


Volta Redonda – 
Depois de uma sequência de cinco anos com resultados negativos na geração de empregos, Volta Redonda dá mostras de ter consolidado a recuperação do mercado de trabalho formal nos primeiros oito meses de 2018, tem perspectivas positivas para o último quadrimestre e expectativas de que 2019 traga uma “decolagem” no número de empregos com carteira assinada.

A última vez que Volta Redonda apresentou um resultado anual com mais admissões do que demissões foi em 2012, quando saldo positivo foi de 1.479. Desde então, os números entraram na faixa negativa, no início com saldos “vermelhos” na casa dos 1.000, como ocorreu em 2013 e 2014 , já sinalizando a recessão que perduraria até 2017.

Em 2015 e 2016, o cenário foi pior ainda: apenas nesses dois anos, a cidade perdeu 7.500 postos de trabalho. Em 2017, os números ainda foram negativos (-619), mas a redução no ritmo de fechamento de vagas já apontava para o início de uma recuperação.

A retomada mostrou sinais de força nos primeiros seis meses de 2018, quando o saldo foi positivo em 383. Para uma cidade com mais de 63 mil postos de trabalho, o dado ainda não era muito significativo, mas já apontava para uma retomada na geração de empregos.

Nos meses de julho e agosto, porém, foram criados 789 empregos, o que representa mais do que o dobro do crescimento de todo o primeiro semestre. O saldo positivo acumulado em oito meses saltou para 1.172.

Perspectivas para o ano

Tudo aponta para uma reação ainda mais forte do mercado de trabalho de Volta Redonda nos quatro últimos meses de 2018: a cidade recebeu uma grande empresa do setor de telemarketing, que sozinha gerou centenas de empregos, e na próxima terça-feira, dia 23, começam as operações do Park Sul Shopping, cuja geração de postos de trabalho vai chegar à casa dos milhares.

Somente as estatísticas do Caged para o ano todo serão capazes de quantificar exatamente esse crescimento, mas um resultado similar aos cerca de 2.700 empregos criados em 2011 não seria surpreendente, segundo profissionais que acompanham o mercado de trabalho.

2019 com possibilidades ainda maiores

O anúncio da criação do Complexo Metalmecânico  e a vinda de oito empresas que beneficiarão o aço produzido pela CSN marcam a maior expectativa positiva para a cidade no ano que vem, quando as indústrias começarão a operar. São empregos do setor industrial, que é a vocação principal da cidade e onde há oferta de mão de obra abundante e qualificada.

A incógnita, por enquanto, é como a economia de todo o país vai reagir ao novo governo que será eleito no próximo domingo. Caso os grandes geradores de emprego considerem que há sinais positivos vindo da nova equipe econômica, as possibilidades de 2019 ser um ano histórico para o mercado de trabalho local são muito grandes.

O prefeito Samuca Silva disse, durante a cerimônia de assinatura dos termos de intenção para a implantação do complexo, Samuca Silva lembrou que o desenvolvimento econômico é prioridade em seu mandato, e que isso tem feito com que Volta Redonda siga num sentido diferente de outros municípios:

– Enquanto outras cidades sofrem com a recessão, Volta Redonda gera empregos, investe em infraestrutura, em meio ambiente e em saúde. Enquanto outras cidades fecham hospitais, criamos um e estamos criando outro. Está na hora de a nova classe política, os gestores recém-eleitos, levantarem a cabeça. Temos que melhorar a vida das pessoas – declarou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

12 comentários

  1. Volta Redonda que eu quero

    Gostaria que o Caged informasse a media de salário criado…..e a média perdida…

  2. Parabéns Samuca, você mostra que com trabalho e honestidade, se pode melhorar a vida dos cidadãos e tirar milhares de pessoas do desemprego!

  3. E A MAIORIA HOJE ENTRA NO MERCADO COM SALARO MINIMO E JORNADA DE 8 HORAS GRANDE SERVIÇOS ESCRAVOS,O COMERCIO SR. SAMUCA PARABÉNS MUITAS FAMÍLIAS E PAIS E FILHOS FELIZ COM O SERVIÇOS NA CIDADE ESTÁ LINDA A CIDADE OS HOSPITAL LINDO,ME EXPLICAR O FUNCIONÁRIO PAGOU OS DIAS E NÃO VÃO FOLGA E LUGRO PARA PREFEITURA E ECOMONIA GRANDE GASOLINA ETC.E TERCEIMO 13º DO POVO SER SAMUCA.PARABÉSN.

  4. Mentira! Nenhum órgão estatístico oficial confirma essa notícia!

    • Caged, vinculado ao MTE, que é quem controla todos os dados relativos a empregos formais no Brasil… Queria que fosse feita pesquisa pelo Datafolha?…

    • ?????? CAGED não é órgão oficial ??????? PQP. Essas viúvas no neto não se cansam de passar vergonha. Quer criticar pelo simples fato de criticar? Vai estudar para pelo menos ter um pouquinho de noção do que esta dizendo.

  5. Bolsonaro presidente

  6. Jumento de Garimpeiro

    A ilusão dos baixos salários se instalou de vez em VR. Subempregos registrados com a anuência dos governantes. Uma cidade com emprego padrão Camboja, Laos e Miramar.

    • Considerando teu grau de preparo, comprometimento e aptidão, salário mínimo é muito… Se quer ganhar bem, prepare-se para isso e corra atrás. Ninguém vai aparecer na porta de tua casa oferecendo salário europeu… É igual acontece em Resende e Porto Real. Os bons cargos vão para pessoas de fora…

  7. Salário era na época do LULADRAO daqui pra frente será so subemprego ganhando esmola.

  8. Cavalgadura Diplomada

    E o salário oh!

Untitled Document