domingo, 22 de setembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Volta Redonda vai terminar com RPA até final de outubro

Volta Redonda vai terminar com RPA até final de outubro

Matéria publicada em 22 de agosto de 2019, 17:23 horas

 


Samuca propõe redução de 3 mil para 750 cargos de livre nomeação

Samuca cumpre acordo com MP e acaba com RPA na administração pública

Volta Redonda – Em cumprimento de um Termo de Ajustamento de Conduta assinado junto ao MPT (Ministério Público do Trabalho) e ao Plano de Governo do prefeito Samuca Silva, a prefeitura de Volta Redonda espera terminar com a contratação de servidores através de Regime de Pagamento Autônomo (RPA). Ao todo, hoje são cerca de três mil pessoas que recebem por RPA na prefeitura, cargos de livre nomeação e sem direito trabalhista, como férias e décimo terceiro.

 

– Precisamos acabar com essas contratações, que são irregulares. Lembro que o RPA ppr muito tempo foi usado como prática de indicações políticas sem critérios. A grande maioria, entretanto, são profissionais competentes que estão há anos trabalhando sem direito trabalhista. Isso tem que acabar – disse o prefeito Samuca Silva.

 

A proposta também faz parte do Plano de Governo, registrado em cartório, pelo prefeito Samuca Silva. Desde 2017, a prefeitura já convocou cerca de 550 concursados, substituindo RPAs e profissionais com contratos temporários.

 

– Substituindo RPAs por concursados, o que era uma grande demanda da população. E ainda temos concursados para serem chamados, que também vão substituir RPAs. Estamos terminando com essa forma irregular de contratação de funcionários públicos – comentou o prefeito.

 

O prefeito Samuca enviou ao Poder Legislativo um projeto de lei acabando com esses três mil cargos em RPA e os transformando em 750 cargos de confiança, com direito a décimo terceiro e férias. O projeto está na Câmara desde abril e segue tramitação normal na Casa de Leis. Desde 2017, Samuca já respondeu mais de 500 requerimentos de informação dos vereadores.

 

– Essa é a mudança que a sociedade queria. Esses três mil cargos eram de livre nomeação, tem servidores há 20 anos recebendo por RPA sem qualquer direito trabalhista. Por isso, vamos terminar com essa distorção e transformar três mil cargos em 750, mas esses com direitos trabalhistas. Os demais serão substituídos por concursados.Além disso, vamos economizar mais de R$ 6 milhões com esses cargos de livre nomeação – destacou o prefeito.

 

A Prefeitura de Volta Redonda já realizou concurso público para as secretarias municipais de Infraestrutura; Educação; Administração e Saúde, Guarda Municipal, além de processos seletivos.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Avatar
    Danquimaia Astaroth

    6 milhões é o que se rouba por secretaria mensalmente

    Ou seja; seis por meia dúzia

  2. Avatar
    João dominoes Silva

    É acabar mesmo tem ums quê só ganha pára fica no computador e já é aposentado e está ganhando essas gratificação acaba com isso prefeito samuca tem funcionários que ganha muito pouco. É muita gente quê não tem o que fazê vamos acabar com vereadores e prefeitos. Cadê o fundo dê garantia dó servidor. Samuca

Untitled Document