domingo, 9 de agosto de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Witzel fixa novo prazo até quinta-feira para resolver impasse no Hospital Regional

Witzel fixa novo prazo até quinta-feira para resolver impasse no Hospital Regional

Matéria publicada em 6 de julho de 2020, 08:51 horas

 


Volta Redonda – O governador Wilson Witzel deu novo prazo até a próxima quinta-feira, 09, para solucionar os problemas envolvendo o Hospital Regional Zilda Arns. A unidade, que é administrada por uma organização social, está há mais de três meses sem receber recursos do governo estadual e no domingo completou 15 dias sem receber novos pacientes. A informação foi dada pelo governador em um grupo de mensagens por aplicativo que ele mantém com prefeitos da região do Médio Paraíba no fim de semana.

Este é o terceiro prazo dado pelo governo do estado para que o problema seja resolvido. Inicialmente, a questão seria solucionada na quinta-feira passada, mas como os repasses não foram regularizados a data foi adiada para sexta-feira. Ainda sem solução, o hospital passou o fim de semana de portas fechadas e agora há essa nova expectativa para o decorrer da semana. Vale lembrar que os repasses foram interrompidos após o Tribunal de Contas do Estado ter encontrado indícios fortes de irregularidades no contrato entre o governo estadual e a organização social, quando o hospital passou a ser uma unidade de referência para tratamento da Covid-19.

Através das redes sociais, sem citar especificamente o caso do Hospital Regional, Wilson Witzel confirmou que todos os contratos fechados pela Secretaria de Estado de Saúde durante a pandemia estão sendo auditados pela Controladoria Geral do Estado (CGE).  Em sua conta no twitter, o governador disse ainda que todos os culpados serão punidos em caso de comprovação de fraudes. Até o momento, pelo menos dois integrantes do alto escalão da saúde estadual já foram presos, assim como empresários e servidores. Da mesma forma, a residência oficial do governador já foi alvo de uma ação de busca a preensão por parte da Polícia Federal.

De acordo com o que Witzel falou nas redes sociais, o trabalho de auditoria ainda está em andamento e, sendo assim, não se sabe o percentual real de contratos com suspeitas de irregularidade. O governador acrescentou que o atual momento pede união para superar a imensa crise financeira decorrente da pandemia. Os repasses só devem ser regularizados após o fim da auditoria.

O caso

No dia 20 de junho, a Organização Social que administra o Hospital Regional decidiu parar de receber novos pacientes. A decisão foi tomada depois de o estado ter atrasado por mais de três meses o envio de repasses para manutenção da unidade. O caso foi revelado com exclusividade pelo DIÁRIO DO VALE e desde então o governo do estado vem apresentando seguidas datas para solucionar o impasse. As informações são que dos 232 leitos disponíveis no Hospital regional, apenas 7% estão ocupados desde então.

Por conta disso, a rede pública de saúde no Sul Fluminense acabou sofrendo um inchaço e pacientes da região estão sendo transferidos para hospitais de campanha no Rio de Janeiro para tratar a Covid-19.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

7 comentários

  1. Avatar

    Ora,Ora… Os coxinhas reclamando do fanfarrão e corrupto que elegeram. Quanta incoerência. Mas é sempre assim : não se informam como deveriam, ficam no celular o tempo todo, não sabem discernir , cagam na cédula de votação,, elegem corruptos e depois ficam reclamando. Veja se aprende, ô coxinha !

  2. Avatar

    Esse fanfarrão abandou o estado, seus moradores e os servidores. Traidor.
    O consignado dos servidores foram cancelados e os aposentados estão a míngua.

    Próxima parada e Bangu 8.

  3. Avatar

    Senhor Governador: Estamos falando em vidas que precisam ser salvas, resolva isso logo, para de adiar um problema que precisa ser resolvido com urgência. Você foi votado para cuidar da saúde, educação, do Estado do Rio como todo, e não para brincar de governar deixando a população jogada a própria sorte.

  4. Avatar

    Parabéns a quem votou nesse aventureiro

    Administração pública não é para curiosos no assunto

  5. Avatar

    Esse governador é uma comédia de péssimo gosto.

  6. Avatar

    Fanfarrão…

Untitled Document