A Organização Mundial da Saúde vai investigar alegações de abuso sexual no Congo - Diário do Vale
quarta-feira, 22 de setembro de 2021 - 10:54 h

TEMPO REAL

 

Capa / Saúde / A Organização Mundial da Saúde vai investigar alegações de abuso sexual no Congo

A Organização Mundial da Saúde vai investigar alegações de abuso sexual no Congo

Matéria publicada em 30 de setembro de 2020, 10:07 horas

 


Genebra- Relatos de crimes de exploração e abuso sexual ocorridos quando a nação africana enfrentava a epidemia deixou a liderança da OMS(Organização Mundial da Saúde) se sentir “ultrajada”.

Segundo os relatos, funcionários da agência ou pessoas que se identificaram como “trabalhadores” da OMS teriam cometido os casos. Em nota, a Organização Mundial da Saúde disse que as ações são “inaceitáveis e serão rigorosamente investigadas”.

Para a OMS, a traição a pessoas e comunidades que precisam da ajuda da agência é repugnante e se trata de um comportamento que não é tolerado por nenhum de seus funcionários, parceiros ou pessoal contratado como consultores.

A agência disse que quem for identificado como responsável por esses atos terá de prestar contas e sofrerá sérias consequências incluindo a demissão imediata.

O diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, iniciou uma revisão abrangente das alegações assim como de temas de proteção em repostas a emergências de saúde.

Segundo Tedros a  agência tem uma política de tolerância zero a abuso e exploração sexuais.

Fonte Organização Mundial da Saúde*


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. A hipocrisia da OMS chega a ser um espanto, lá tem exploração sexual? A quanto tempo???Agora que a OMS descobriu?? Há mais de duas décadas em uma guerra civil já foram mortos mais de 6 milhões de civis. A Europa usa as brigas de etnias para explorar as suas riquezas e adivinham o que tem lá: DIAMANTES, COBRE, COBALTO, OURO E NIÓBIO. Enquanto não for tirado de lá um governo ditador e os rebeldes que servem aos interesses europeus , vai continuar morrendo muita gente e a exploração sexual vai passar a ser ínfimo perante as barbáreis que lá são cometidos. É por isso que a Europa está “preocupada com o Amazônia e não porque existe em seu subsolo”, conta outra.

  2. Vírus chinês e comunista

    Se tratar o grave problema no Congo igual vem tratando a pandemia no mundo, esqueçam!

Untitled Document