sábado, 16 de outubro de 2021 - 11:09 h

TEMPO REAL

 

Capa / Saúde / Banco de Leite de VR possui 50 doadoras cadastradas sendo referência no Médio Paraíba

Banco de Leite de VR possui 50 doadoras cadastradas sendo referência no Médio Paraíba

Matéria publicada em 20 de maio de 2021, 09:45 horas

 


Atualmente o Banco de Leite de Volta Redonda conta com 50 doadoras cadastradas que oferecem cerca de 25 litros de leite materno por mês – Foto: Divulgação PMVR.

Volta Redonda- Localizado no Hospital São João Batista (HSJB), o Banco de Leite Humano de Volta Redonda é referência no Médio Paraíba, recebendo doações dos 24 municípios que compõem a região.

E para marcar o Dia Mundial de Doação de Leite Humano, comemorado nesta semana, o Banco de Leite do município reforça a importância do trabalho da unidade que garante segurança alimentar para bebês prematuros, reduzindo a mortalidade infantil.

Atualmente o Banco de Leite de Volta Redonda conta com 50 doadoras cadastradas que oferecem cerca de 25 litros de leite materno por mês. O leite é utilizado na alimentação de bebês prematuros da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Neonatal do HSJB e para suprir a demanda é necessário aumentar o número de doadoras.

O primeiro passo para se tornar uma doadora de leite humano é entrar em contato pelo telefone do hospital (24) 3339-4242, ramal 248 (Banco de Leite Humano), entre 7h as 19h, de segunda a sexta-feira, e fazer o cadastro. Estão aptas a doar as mães que estão amamentando e com o pré-natal em dia.

De acordo com a nutricionista Bruna Vianello, que coordena o Banco de Leite Humano de Volta Redonda, após o primeiro contato, a equipe da unidade agenda a primeira visita à casa da possível doadora, seguindo todos os protocolos de prevenção à Covid-19, já que estamos em uma pandemia.

“Durante a visita técnica, a mãe fornece cópia dos exames do pré-natal e recebe orientações sobre a ordenha e o armazenamento correto do leite. Na semana seguinte, a equipe do banco retorna para recolher a primeira doação, que passa a ser semanal”, explicou.

Ela acrescentou que o leite humano tem duração de 15 dias no congelador domiciliar. “Mas quando o leite doado chega ao banco, o material passa por pasteurização, que aumenta a validade para seis meses”, afirmou Bruna Vianello.

Incentivo ao aleitamento materno

O Banco de Leite Humano de Volta Redonda conta ainda com a Sala da Ordenha. O local recebe mães que fizeram o parto pelo SUS (Sistema Único de Saúde) e também para as que tiveram seus filhos na Rede Privada de Saúde. O objetivo é tirar dúvidas sobre o aleitamento materno.

“A unidade, além de receber doações de leite humano, funciona como uma rede de apoio à amamentação para mães de todo Médio Paraíba. O agendamento do atendimento também deve ser feito pelo telefone do Hospital São João Batista (24) 3339-4242, ramal 248 (Banco de Leite Humano)”, avisou a coordenadora da unidade.

A recomendação é que a amamentação ocorra até os dois anos de idade ou mais, e que nos primeiros seis meses, o bebê receba somente leite materno, sem necessidade de sucos, chás, água e outros alimentos. Depois dos seis meses, a amamentação deve ser complementada com outros alimentos saudáveis e de hábitos da família.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document