>
domingo, 8 de maio de 2022 - 20:16 h

TEMPO REAL

 

Capa / Saúde / Encontro sobre a Conscientização do Autismo reúne famílias para falar sobre o Canabidiol

Encontro sobre a Conscientização do Autismo reúne famílias para falar sobre o Canabidiol

Matéria publicada em 11 de abril de 2022, 12:30 horas

 


Ação contou com o patrocínio da FarmaUsa Pharmaceutical Group.

Foto: Divulgação
Encontro tratpu de benefícios trazidos a autistas pelo uso do canabidiol

Rio – O primeiro encontro sobre o Dia Mundial da Conscientização do Autismo no Rio de Janeiro, com o objetivo de levar informações sobre o tratamento com uso de Canabidiol, aconteceu no último sábado (02), na quadra do Pontal no Posto 12, no Recreio dos Bandeirantes, no Rio. O Brasil atinge pelo menos dois milhões de pessoas, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).
A chuva não atrapalhou dezenas de famílias que foram participar do evento e puderam trocar experiências e pedir soluções para conseguirem com mais facilidade o produto que tem mudado a vida de vários autistas. Apoiado e patrocinado pela FarmaUsa, empresa farmacêutica norte-americana que tem filial em Volta Redonda, o encontro foi organizado por Roberta Maia e Narbal Fernandes. Cada um lida diariamente com o autismo ao cuidar de seus filhos Guilherme e Alice. Roberta citou algumas reivindicações que foram apresentadas durante o encontro.
“Criamos o evento devido as inúmeras dificuldades que encontramos com no meu filho Guilherme, de 7 anos, que tem como diagnóstico o TEA (Transtorno do Espectro Autista). O evento foi criado para chamar a atenção de autoridades que realmente possam nos ajudar a resolver os problemas que crianças, adolescentes e adultos autistas passam. Alguns exemplos são: medicamentos gratuitos para tratamento do autismo, pois eles são muito caros, capacitação de todos os professores tanto na rede municipal quanto na particular para lidar com as pessoas autistas, a aprovação da lei que garante terapias pelo plano de saúde, entre outros”, destacou Roberta.
Ainda segunda Roberta, seu filho realiza diversos tratamentos como terapia ocupacional, psicopedagogia, psicologia e fonoaudiologia, mas também faz uso Canabidiol (CDG).
“A neuropsiquiatra Doutora Viviane Vieira faz a recomendação do produto isolado derivado da cannabis, e graças a Deus tem funcionado de maneira incrível, foi de extrema importância para melhorar a concentração e diminuir a irritabilidade do meu filho. Quero aproveitar para agradecer a indicação da médica e a FarmaUsa por todo apoio ao nosso evento”, declarou Roberta, organizadora do encontro.
Alicia foi diagnosticada com TEA em 2016, quando tinha dois anos de idade. Hoje em dia, ela tem sete anos e faz uso de medicamentos à base de Canabidiol (CBD), o que tem ajudado bastante em seu tratamento, de acordo com o pai, o ultramaratonista Narbal Fernandes e um dos organizadores da ação do Dia Mundial da Conscientização do Autismo.
“No auge da pandemia, tivemos acesso a Cannabis Medicinal com a minha sogra que tem Alzheimer. Comecei a ler muito sobre o assunto até começar a medicar a Alicia com CBD. Resultado: uma melhora na qualidade do sono e na concentração, o que reduziu absurdamente a seletividade alimentar muito comum em autistas. Por isso a importância de eventos como este, porque a falta de informação sobre o assunto gera muito preconceito, e o encontro quer levar informação para todos”, concluiu Narbal.
FarmaUsa: A Primeira em Cannabis Medicinal no Brasil
Fundada em 2005, com sede na Califórnia e escritório em Miami, a FarmaUsa – Pharmaceutical Group, conquistou portfólios exclusivos de produtos derivados da Cannabis. Com o foco direcionado para a América Latina, a farmacêutica é considerada a primeira Cannabis Medicinal no Brasil por ter criado um dos principais produtos à base de Canabidiol isolado em grau farmacêutico. Atualmente seus produtos são inspecionados e importados, normativa regularizada pela Anvisa (RDC 660/2022), e está construindo um laboratório em São Paulo. Desde 2013, a farmacêutica vem beneficiando milhares de pessoas no país.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document