>
quinta-feira, 26 de maio de 2022 - 15:20 h

TEMPO REAL

 

Capa / Saúde / Volta Redonda tem oito mortes causadas pela variante Ômicron

Volta Redonda tem oito mortes causadas pela variante Ômicron

Matéria publicada em 24 de janeiro de 2022, 19:35 horas

 


Óbitos pela nova cepa do coronavírus foram registrados este mês e confirmados ontem (24) pela Secretaria Municipal de Saúde

Volta Redonda- O município registrou oito mortes de pessoas infectadas com a variante Ômicron do coronavírus. Os óbitos da nova cepa da Covid-19 foram registrados este ano e confirmados nesta segunda-feira (24) pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Estado de calamidade é prorrogado em Volta Redonda (crédito Divulgação)

A primeira morte registrada em Volta Redonda foi a de um homem, de 65 anos. De acordo com a SMS, a vítima era hipertensa e diabética e já havia recebido três doses da vacina. A segunda morte provocada pela Ômicron foi de um homem, de 73 anos, que também era hipertenso e diabético, portador da doença de Parkinson e com as três doses da vacina contra Covid-19. No terceiro e quarto casos, ambos tinham apenas uma dose de vacina contra a doença. Uma mulher de 85 anos, hipertensa e um homem de 67 anos, hipertenso e com doença renal crônico.

Nas demais mortes, apenas uma pessoa tinha o esquema vacinal contra Covid-19 completo. Uma mulher, de 84 anos, com doença cardíaca e diabetes. Os outros tinham apenas duas doses: um homem de 82 anos com hipertensão e hidrocefalia; uma mulher de 48 anos com isquemia mesentérica pós-apendicectomia; e um homem de 77 anos, com doença cardiovascular e diabetes.

Em nota, a SMS diz que o “aumento geométrico dos casos decorrentes da variante Ômicron, evidencia que a população que não completou os esquemas vacinais, com as duas doses mais a de reforço, em especial a população acima de 60 anos, é a que tem maior risco de morte”. Por isso, faz o alerta para que a população busque completar o esquema vacinal e ressaltou: “Em Volta Redonda, o intervalo para o reforço em vigor é de três meses e há vacinas disponíveis na rede de unidades de saúde”.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

11 comentários

  1. Incrível…vai começar tudo de novo….para que serviu as vacinas????

    E covid só pega em bancários….agências fechadas…protocolo covid….

    • Apressadas conclusões bem equivocadas. Várias das pessoas tinham mais de uma dose de vacina. Vários apresentavam outras doenças sérias. Aí, os amadores vem com a conclusão de que os vacinados bla, bla, bla e mi, mi, mi.
      Tentam, mas não enganam a gente.

  2. O pior está por vir

    Ministério da Saúde prevê que o pico de casos de Covid-19 ocorrerá no mês de fevereiro, devido ao avanço da variante Ômicron , que já representa 90% das novas infecções no Brasil. De acordo com o chefe da pasta, ministro Marcelo Queiroga, a preocupação é aumentar a imunização da população contra a doença, além da capacidade de atendimento na rede pública.
    “O pico da onda Ômicron acontece cerca de 45 dias após o início das infecções. Então temos que nos preparar para os próximos 30 dias, quando teremos o maior número de casos e, consequentemente, uma maior pressão sobre o sistema de saúde”, disse Queiroga à imprensa nesta segunda-feira (24).

  3. Pessoas com como merecem nosso respeito.

    Depois dos 40 anos muitos têm comorbidades e nem sabem como diabetes, pressão alta, problemas cardiocirculatorios.

    Em Volta Redonda muitas crianças, adolescentes e adultos têm asma.

    Pessoas com comorbidades merecem viver!

    • Problemas respiratórios causados pela poluição descontrolada e permissiva da CSN. As “autoridades” da cidade são coniventes pelos tributos que recebem deixando a população a.merces da ganância capitalista.

  4. O ensinou remoto será necessário enquanto ouver pandemia.

    Crianças com sintomas gripais, crianças com suspeita de estarem com covid, pais de crianças com suspeita ou com covid.

  5. Adolescentes com comorbidades ou não não tem 3 doses.
    Crianças com comorbidades ou não tem 1 dose e olhe lá,muitas não tem nenhuma dose.

    Então me diz como uma criança ou adolescente com comorbidades vai para o presencial????

    Tem que ter ensino remoto.

    • Cidadão muda o “disco” ou procura ajuda! Toda matéria é sempre o mesmo blá blá blá!!! Aff!!!

    • Ensino remoto opcional é preciso!

      Exatamente.

      Como obrigar a enviar crianças e adolescentes sem imunização completa ou dose de reforço para o presencial?

      Enviar um soldado para guerra desarmado.

      Existem crianças e adolescentes com comorbidades !

      Eu não enviarei meu filho em uma missão suicida.

      Vai para o presencial quem quer ou quem tem saúde pra isso!

    • Com certeza. Quero ver se os pais vão largar de ser frouxos e fazer protesto.

    • Ermitão do aço se seus filhos tivessem comorbidades e não estivessem imunizados eu queria ver se vc mudadva o disco.

      Empatia zero, vc deve ser um egocêntrico sem Deus.

Untitled Document
close