domingo, 15 de dezembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Sem categoria / Bispo divulga carta sobre segundo turno das eleições e cita apreensão

Bispo divulga carta sobre segundo turno das eleições e cita apreensão

Matéria publicada em 25 de outubro de 2018, 18:10 horas

 



Volta Redonda –
O bispo da Diocese Volta Redonda-Barra do Piraí, dom Francisco Biasin, divulgou carta sobre o segundo turno das eleições. O texto mostra preocupação com o que o bispo classifica como “uma onda de rancor e ódio” que se abateu sobre o país nos últimos dias.

“Vivemos dias de apreensão pelo que pode tornar-se o nosso país se tortura, a pena de morte, a discriminação, o ódio, o preconceito, as armas e outras propostas contrárias ao Reino alcançarem os mais altos postos da República”, diz o bispo.

O bispo afirma ainda que “não faz parte da tradição cristã uma defesa parcial e seletiva da vida, que ignore pessoas e grupos humanos”.

E segue mais adiante:

“Por isso, não tenho dúvidas ai afirmar que votar conscientemente em candidatos que comunguem e propagem tal mentalidade é trair o evangelho de Jesus Cristo e crucificá-lo outra vez na vida dos pobres, dos excluídos e das minorias. Tudo estará perdido com o totalitarismo. Mas tudo é possível reconstruir na liberdade e na participação popular”.

E pede orações para que tudo ocorra bem no domingo: “Resta-nos a missão de rogar e contribuir, por meio de um voto consciente, maduro, responsável e crítico, com a construção de uma nação que seja mãe acolhedora, que seja terra fértil e gentil. Que seja casa comum onde convivam as diversidades, as pluralidades, os muitos ‘Brasil’. ‘Venha o teu Reino’.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Avatar

    Falta de escola, conhecimento, leitura, para este bispo, sobretudo conhecer a história do século 20, a ditadura do proletariado, reconhecer a necessidade de uma intervenção militar nos anos 60 e, agora, uma nova intervenção seja militar ou civil, a fim de evitar o caos social iminente. É este individuo que lhe imputaram o título de bispo diocesano? Fique quieto bispo Abílio; desculpe; bispo diocesano.

  2. Avatar

    Triste a posição do bispo, que comunga com o partido que deixou milhares de desempregados no sul flumiense e sequer tem a coragem de admitir, utilizando-se dessa retórica torta para atacar um dos candidatos.

    Sou católico e tenho vergonha ao ver os líderes da minha igreja se posicionando dessa forma, destruindo a própria instituição para favorecer um candidato que é anti-cristão. Fazem isso aqui desde Dom Waldir Calheiros, o maior responsável que deixou a Igreja de lado para se tornar sindicalista.

    Pensem antes no seu rebanho que está passando necessidade antes de “condenar” algum candidato!

  3. Avatar

    Ele deve estar se referindo então ao candidato Haddad pois quem vem pregando separação de grupos e classes no Brasil é o pt, quem incentiva a violência a invasão de terra e de património alheiro tbm é o pt, Jesus disse venda sua capa e compre uma espada, nós temos o direito e dever bíblico de zelar e cuidar bem de nossa vida e nos defendermos! Para quem quizer entender um pouco mais sobre a infeliz tendência política da nossa igreja Católica pesquisem um pouco sobre “Teologia da libertação ” e a união com o comunismo. Sou católico mas com todo respeito ao bispo não me preocupo com isso que ele diz. O Papa João Paulo e Bento XVI já alertavam e explicaram sobre essa eresia de cunho Marxista.
    https://youtu.be/IdqDgLgepzI

  4. Avatar

    Com todo respeito, aguardo então o senhor providenciar um novo candidato, em um não devo votar porque é contrário tratar bandidos com flores e carinho, tratar presidiários melhores que suas vítimas, o outro é comunista, seu partido já mostrou ao Brasil do que é capaz, insisto, não vamos votar para agradar Aou B, vamos votar pelo que acreditamos, ainda que estejamos errados, de qualquer maneira quem pagará a conta seremos nós, Deus há de nos perdoar, afinal somos vítimas, muitos desesperados, sem trabalho, tratamento, escola adequada, alguém precisa se pronunciar por esses, não escolhendo em quem devam votar.

Untitled Document