Família Acolhedora: Nova sede do programa é inaugurada em Volta Redonda

Localização estratégica tem o intuito de facilitar o acesso às famílias que queiram oferecer um lar para receber crianças ou adolescentes vítimas de violência, ou que tiveram seus direitos violados

by ana Calderone

Volta Redonda – A nova sede do serviço Família Acolhedora foi inaugurada nesta sexta-feira (24) pela prefeitura de Volta Redonda. A localização estratégica, no Aterrado, tem o intuito de facilitar o acesso às famílias que queiram oferecer um lar para receber crianças ou adolescentes vítimas de violência, ou que tiveram seus direitos violados. O espaço, denominado Marilene Souza Leite, fica na Avenida Lucas Evangelista, número 660, no bairro Aterrado.

De acordo com a coordenadora do Serviço de Acolhimento Familiar, Daniela Cardeal, com a nova sede o serviço terá mais visibilidade. “Sabemos que o Família Acolhedora é uma política pública, mas quando a gente consegue envolver a sociedade e pessoas que estão com amor para ofertar, é de uma grandiosidade imensurável. Isso vai além de ser apenas política pública, são pessoas que se doam para outras pessoas. É transformador, pois muda quem trabalha, a família que se dedica e, primordialmente, transforma a vida de crianças e adolescentes. Há 11 anos esse serviço é executado em Volta Redonda e precisávamos muito deste espaço”.

A secretária municipal de Assistência Social, Rosane Marques, conta que o novo espaço físico vai oferecer condições para um atendimento qualificado, tanto às famílias que acolhem quanto à equipe que trabalha no Família Acolhedora. “Este é um espaço mais humanizado. As famílias que acolhem precisam ser acolhidas. Quero agradecer a oportunidade de estar à frente da secretaria, participando de momentos como esse. É muito importante divulgar o serviço para trazer mais famílias acolhedoras”, ressaltou a secretária.

O deputado estadual Munir Neto, que também estava presente ao evento, destacou que a inauguração do espaço significa mais um avanço na questão social da cidade. “Quero homenagear todas a famílias acolhedoras. Dezenas de crianças e adolescentes já foram acolhidos em Volta Redonda graças à disponibilidade e vontade de participar do serviço. Obrigado também a toda a equipe da secretaria de Assistência Social e ao prefeito Neto, que não medem esforços para mudar a vida das pessoas para melhor”.

Homenagem

Fábia Souza Santana, filha da dona Marilene Souza Leite, agradeceu à administração municipal pela homenagem a sua mãe. “Este novo espaço, que leva o nome da minha mãe, é um tributo ao seu incansável trabalho em prol da comunidade. Minha mãe, ao longo de toda a sua vida, se empenhou para ajudar mulheres e crianças vítimas de violência. Era uma mulher de coragem, com paixão e uma determinação inabalável para fazer a diferença na vida daqueles que mais precisavam. Seu trabalho não era apenas uma profissão, mas uma missão de vida”.

Reforma

A nova sede passou por uma reforma para seguir as normas do documento “Orientações Técnicas para o Serviço de Acolhimento para Crianças e Adolescentes”, formulado pelo Conselho Nacional de Assistência Social e pelo Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Anteriormente, o Serviço de Acolhimento Familiar (SAF) se localizava nas dependências da sede da Secretaria Municipal de Assistência Social (Smas). Entretanto, com a necessidade de oferta de atendimentos qualificados, assegurando o sigilo profissional – tanto às famílias, quanto às crianças e adolescentes em acompanhamento –, foi necessário viabilizar um espaço adequado para proporcionar o aperfeiçoamento da atuação profissional, conforme a complexidade que o serviço demanda.

O serviço de Família Acolhedora necessita de infraestrutura e espaços mínimos que deverão funcionar em área específica para as atividades técnico-administrativas. Este espaço será composto de sala para equipe técnica, sala de coordenação e atividades, sala de atendimento e espaço para reuniões e recepção. A equipe é composta por uma coordenação técnica, psicóloga, assistente social, auxiliar administrativo e auxiliar de serviços gerais.

Família Acolhedora

O Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora configura-se como um serviço associado à uma política pública vinculada ao Governo Federal, que se amplia em diversos municípios de vários estados brasileiros. Foi implantado em Volta Redonda em 2012 e está sob a gestão do Departamento de Proteção Social Especial, da Secretaria Municipal de Assistência Social.

O serviço possui como principal objetivo proporcionar a crianças e adolescentes a possibilidade de viver em um ambiente familiar provisório, onde receberão os cuidados individualizados pertinentes ao seu desenvolvimento, enquanto a sua família de origem possa ser acompanhada por uma equipe multidisciplinar, recebendo o apoio e a assistência necessários, no intuito de promover a reintegração familiar, quando possível.

Critérios de participação

Podem se cadastrar e integrar o serviço pessoas maiores de 21 anos, sem restrição quanto a gênero e estado civil; com idoneidade moral; que não tenha interesse em adoção; com disponibilidade de tempo e interesse em oferecer proteção às crianças e adolescentes; e com parecer psicossocial favorável. Os interessados em se tornarem uma família acolhedora podem efetuar o cadastramento na Secretaria Municipal de Assistência Social.

You may also like

Leave a Comment

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996