sábado, 16 de outubro de 2021 - 03:25 h

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Hospital da Unimed tem 98% de usuários satisfeitos

Hospital da Unimed tem 98% de usuários satisfeitos

Matéria publicada em 16 de agosto de 2015, 20:59 horas

 


Índice de aprovação dos médicos do hospital chega a 98%; além disso, 93% dos clientes recomendariam a cooperativa

Volta Redonda –  De cada cem usuários do Hospital da Unimed em Volta Redonda, 98 consideraram a qualidade de atendimento boa ou ótima. Além disso, 93% deles recomendariam a cooperativa de serviços médicos a parentes e amigos, e 98% dos pacientes ou acompanhantes que estiveram no hospital aprovaram a atuação da equipe médica.

Os dados estão em uma pesquisa realizada pela Federação das Unimeds do Estado do Rio entre os dias 7 e 17 de julho, com 602 usuários da Unimed Volta Redonda, para aferir o grau de satisfação dos clientes da cooperativa de profissionais de saúde.

As avaliações sobre diversos outros itens relacionados à qualidade dos serviços ofertados pela cooperativa também apresentaram alta em relação ao levantamento feito no ano passado, e com índices superiores a 70% de aprovação em praticamente todos os itens.

A aprovação das opções de hospitais, consultórios e clínicas oferecidas pelo plano passou de 64% no ano passado para 71% este ano.

A satisfação com a qualidade dos serviços oferecidos pela rede passou de 76% para 79,4%.

Também cresceram os percentuais dos que aprovam os prazos para autorização de exames, consultas e outros procedimentos. O indicador passou de 65% para 71%.

Mais de três quartos dos entrevistados (76%) aprovam a facilidade de contato com a Unimed-VR. No ano passado, esse percentual era de 73%.

O item avaliação geral do plano de saúde manteve-se estável, com 74% dos entrevistados considerando o plano “muito bom” ou “bom”.

Dos 602 usuários entrevistados, apenas sete ficaram sem utilizar os serviços da cooperativa durante os últimos 12 meses. Todos os aspectos incluídos na pesquisa apontaram melhoria na avaliação por parte dos clientes.

A opinião dos entrevistados sobre o preço do plano foi um dos itens que apresentaram melhora: no ano passado, 51% dos entrevistados acharam que o preço do plano era “bom” ou “muito bom”, enquanto este ano 54% tiveram opiniões positivas sobre o preço.

 

Bem avaliado: Atendimento geral no Hospital da Unimed tem 98% de aprovação

 

 

Avaliação: Pacientes e acompanhantes do Hospital da Unimed aprovam trabalho da equipe médica

Avaliação: Pacientes e acompanhantes do Hospital da Unimed aprovam trabalho da equipe médica

slide2

 

slide1

Luiz Paulo: ‘Números revelados na pesquisa demonstram o nosso compromisso diário’

 

O presidente da Unimed-VR, o médico Luiz Paulo Tostes Coimbra, falou com exclusividade ao DIÁRIO DO VALE sobre o resultado da pesquisa. Embora revele satisfação com os números, o médico afirma que a cooperativa não vai se contentar com a situação atual, continuando a buscar alternativas de crescimento.

 

DIÁRIO DO VALE – O grau de satisfação dos usuários da Unimed cresceu muito no último ano, de acordo com pesquisa feita com base nas normas da ANS (Agência Nacional de Saúde). Os serviços oferecidos pelo plano chegam a superar as expectativas dos usuários. O senhor atribui este crescimento a que razão?

Luiz Paulo Tostes Coimbra – Os números revelados na pesquisa demonstram o nosso compromisso diário. Além de investir em tecnologia, qualidade médica, dos nossos serviços próprios e aproximação com a rede credenciada, o que nossos clientes querem é que os tratemos com cuidado. Quando as pessoas chegam aqui procurando atendimento médico e apresentarmos solução, fazemos isso de forma gentil, rápida e assertiva, elas estão recebendo além do que procuram. Ficamos satisfeitos em superar as expectativas porque para nós isso é um compromisso com aqueles que depositam aos nossos cuidados o que têm de mais valioso, a vida”.

DV – No item em que a pesquisa trata da questão dos prazos para autorização de exames, consultas e outros procedimentos, o percentual dos usuários que consideram bom e muito bom o serviço saltou de 65% (em 2014) para 71% (este ano). Foram adotadas normas diferenciadas que provocaram este aumento no grau de satisfação?

LPTC – A Unimed Volta Redonda investe constantemente no aprimoramento dos seus processos. Em 2015, demos continuidade a alguns projetos que têm como objetivo agilizar o atendimento ao cliente. As ações levaram em consideração pontos de melhoria sugeridos nas pesquisas que realizamos e na realidade da área de saúde. Investimos, por exemplo, na automatização para garantir que os clientes consigam realizar a marcação de exames e consultas por meio on-line. Outro ponto importante foi a desburocratização dos processos. Autorizações de procedimentos antes feitas apenas na nossa central de atendimento ao cliente passaram a ser realizadas diretamente no prestador da nossa rede credenciada. É preciso destacar que a aproximação com as clínicas e consultórios, possibilitou esse avanço. Gostaria de aproveitar a oportunidade e agradecer a todos esses nossos parceiros.

DV – A qualidade do atendimento do Hospital da Unimed em Volta Redonda também é destacada positivamente na pesquisa. Como o senhor avalia esta questão?

LPTC – Desde a criação do Hospital Unimed Volta Redonda, há quase cinco anos, nosso propósito é atuar como um serviço diferenciado. Ousamos, investimos em estrutura, qualidade e segurança e hoje colhemos os frutos de uma proposta visionária, que nos trouxe ótimos resultados neste curto espaço de tempo. Somos referência na alta complexidade. Nosso hospital é o único credenciado no interior do estado do Rio a realizar transplante de medula óssea, cirurgias de reimplante de membros e microcirurgia de mão. Além disso, temos diferenciais nos serviços de cardiologia intervencionista minimamente invasiva, procedimentos em hemodinâmica, entre outros. Atraímos médicos de outros municípios e regiões do estado, que querem utilizar nossa infraestrutura e ter o suporte que o Hospital Unimed Volta Redonda oferece. Tudo isso, sem dúvida, influenciou no grau de satisfação do nosso cliente, mas o grande diferencial é nossa essência, o Jeito Unimed de Cuidar, que preza sempre pela Gentileza, Respeito e Competência em todas as relações, e é claro com o cliente”.

DV – Num momento em que planos de saúde são alvos de reclamações em vários órgãos de defesa do consumidor, o Plano Unimed teve na pesquisa, entre bom e muito bom, 74% de aprovação, segundo os entrevistados. A Unimed faz campanhas específicas ou tem uma metodologia de atendimento que justifique este percentual?

LPTC – A nossa metodologia é o Jeito Unimed de Cuidar – Gentileza, Respeito e Competência em todas as relações. Gentileza porque queremos que o cliente se sinta bem-vindo. Damos a devida importância à necessidade dele. Respeito porque agimos com Educação. Acolhemos as pessoas como elas são. E Competência porque oferecemos diferentes meios de atender bem. Atuamos de acordo com as prioridades. Investimos em profissionalização. Desde 2002 novas ferramentas de gestão foram implantadas, como o planejamento estratégico, controle de orçamento e custo e investimento contínuo em profissionalização. Foram viabilizados treinamentos e contratadas consultorias especializadas como a Fundação Unimed e a Fundação Dom Cabral para formar o grupo de gestores, colaboradores e Cooperados. Tudo isso pensando na diferenciação do nosso negócio e satisfação do cliente.

DV – Qual seria sua avaliação geral do serviço prestado pela Unimed atualmente?

LPTC – Acredito que estamos no caminho certo. Temos preocupações comuns a todos que trabalham com a saúde no país. Porque não é tarefa fácil se manter no mercado e diante das oscilações a que estamos sujeitos, regulações da ANS, que são importantes para preservar o cliente. O desafio é inovar aumentando a qualidade do serviço prestado, ao mesmo passo em que desenvolvemos a eficiência operacional e mantermos a sustentabilidade.

DV – O senhor acha que ainda tem áreas que precisam passar por melhorias? No caso de resposta positiva, poderia citar quais seriam estas áreas?

LPTC – Claro que sim. Acreditamos que a melhoria é contínua em todas as áreas. Temos que relembrar dia a dia da nossa essência, do cuidado com o outro, da necessidade de aprimorar serviços e processos, de acompanhar, ou melhor, de vislumbrar as mudanças que ocorrem na área. A saúde é uma das principais prioridades da população. E principalmente aqueles que pagam pelo plano, querem se sentir amparados. Por isso, continuaremos a perseguir a excelência no atendimento valorizando a vida e promovendo soluções em saúde e bem-estar.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

10 comentários

  1. Se essa pesquisa for como as demais que tem margem de erro, a Unimed consegue um novo record, 101 ou 103 de clientes satisfeitos.

  2. Hospital não é tudo isso que a reportagem diz.
    A começar pela cobrança do estacionamento. Se o hospital respeitasse ou ate mesmo considerasse seus clientes que pagam em dia não estaria cobrando um absurdo para estacionar o carro neste hospital. Diga de passagem que na redondeza do hospital NÃO TEM COMO ESTACIONAR CARRO, desta forma o “cliente amigo é obrigado a pagar caro pelo estacionamento. A pessoa internada fica preocupada com o valor que terá que pagar quando receber alta. Aí o defensor me pergunta: se ficou internado não precisa de carro! Tudo bem mas, de um amigo que foi de carro para ver sua pressão e teve que passar horas em observação. Acredito que se o plano já está sendo pago, não poderia ser cobrado tão caro pelo estacionamento que é dentro das dependências do hospital. Essa é minha opinião.

  3. a margem de erro é de 90 para mais e 90 para menos

  4. Reclamam do SUS, reclamam do plano privado. Chego à conclusão de que as pessoas são eternas insatisfeitas, sem levar em conta o fato óbvio de que geralmente só grita quem tem o calo apertado. Quem está satisfeito não aparece…

  5. interessante esta pesquisa, será que plano pesquisou a demora para conseguir um médico especialista, a demora para retornar ao médico que solicitou os exames .

  6. Eu mesmo já quis processar este hospital por negligência e descaso com minha esposa, e estão posando de melhor atendimento ! O médico ficou 3 dias sem ver minha esposa ! A poucos dias teve uma reportagem de um rapaz com família que estava jogado, passando mal na recepção, no chão ! Fizeram o levantamento com ele ??

  7. Cada um enxerga o que quer mesmo. Melhor ler isto do que ser cego.

  8. Uma burocracia para entrar nunca visto, mas fácil entrar no Banco Central
    do que nesse hospital.
    É longe e se acham.
    Tomara que o Vita mude logo de mão para acabar com essa monopolização toda.

  9. Parabéns!!! Mas eu queria ver vocês terem que receber pacientes do SUS, com valores defasados e com meses de atraso no repasse pelos Gestores Municipais, com médicos insatisfeitos, exames não autorizados e corredores super – lotados.
    Me perdoem, vocês vivem num mundo de Poliana.

    • Que mentira, o DV tinha que fazer essa pesquiza com que é atendido no PS, demora tanto quanto qualquer hospital publico. Tenda agendar uma consulta com um especialista no SUS é mais rápido.

Untitled Document