sexta-feira, 3 de abril de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Sem categoria / Morre jornalista Flávio Collistet em acidente de trânsito

Morre jornalista Flávio Collistet em acidente de trânsito

Matéria publicada em 23 de fevereiro de 2020, 16:15 horas

 


A mulher dele também morreu no acidente, no Km 213, no trevo da BR-267, em Bom Jardim de Minas

Flávio Collistet morre em acidente de trânsito
(Foto: Redes sociais)

Bom Jardim O jornalista Flávio Collistet morreu vítima de um acidente de trânsito na manhã deste domingo (23), no Km 213, no trevo da BR-267 em Bom Jardim de Minas (MG). A mulher dele, de 54 anos, morreu no local do acidente. O carro em que eles estavam, um Ford Fiesta, bateu contra uma carreta, que seguia no sentido Juiz de Fora.

O jornalista chegou a ser socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) e foi encaminhado ao Hospital Municipal de Bom Jardim de Minas, mas não resistiu aos ferimentos. Ele e a mulher seguiam em direção a São João Del Rey. O corpo de Collistet e da mulher dele foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Juiz de Fora.

Flávio Collistet era assessor de imprensa da prefeitura de Quatis. Ele morava em Resende. Na sua última postagem em uma rede social, Flávio Collistet celebrou o dom da vida em uma cerimônia religiosa na comunidade católica da Vila Moderna, em Resende.

O prefeito de Quatis, Bruno de Souza, disse ao DIÁRIO DO VALE, que a prefeitura decretou luto oficial por três dias pela perda de Collistet.

– Estou muito triste com esse acontecimento. Um homem de Deus, íntegro, dedicado, honesto e acima de tudo comprometido com a sua profissão e trabalho. A nossa região e a imprensa perdem muito com esta trágica morte – disse o prefeito, que acrescentou: “Manifesto em meu nome e também da prefeitura de Quatis pesar pelo falecimento deste grande profissional  e amigo. Estamos todos muito tristes”, completou Bruno de Souza.

Collistet e a mulher estavam no veículo que bateu de frente em uma carreta 
(Foto: Reprodução)

Amigos lamentam perda 

A jornalista de Volta Redonda, Vera Cuiabano, comentou que trabalhou com Flávio Collistet e que ele era um repórter nato e sua chegada à redação era sempre aguardada por todos, pois seu bom humor era contagiante.

– Convivi com Flávio Collistet por anos alternados e em locais diferentes de trabalho. O que nunca mudou foram sua doçura, integridade, profissionalismo e boa intuição jornalística. Era um repórter nato! Com calma e seriedade, sempre ouvia todos os lados envolvidos. A sua chegada à redação era sempre festiva, porque sabíamos que iria terminar em muitas risadas. Ele tinha sempre uma boa e engraçada história para nos contar. Agradeço pelos anos de trabalho e aprendizado juntos. Até um dia, meu amigo querido. Obrigada pela oportunidade de fazer uma homenagem! – disse a jornalista ao DIÁRIO DO VALE.

O jornalista José Júnior comentou na rede social que acompanhava o trabalho de Collistet e ele fará muita falta.

– Grande perda, eu gostava muito de acompanhar os seus textos, sempre muito bem redigidos, um profissional como poucos, sua vertente religiosa lhe emprestaram sempre esse ar de gente séria e boa, assim ele era, é! Na padaria da antiga rodoviária pela amanhã comprando pão e dando bom dia! Sempre cortez, educado, no caminho do trabalho ia cumprimentando os amigos queridos de repartições diversas… Fará muita falta com certeza. O vi certa vez dissertar com riqueza de detalhes o que lhe haviam pedido no trabalho sobre assunto aqui sem importância, importante mesmo na vida são pessoas do nível profissional e pessoal deste querido amigo. Meu colega de trabalho e amigo de muitos. Vá em paz, vá com Deus, disso temos certeza de que com Ele você sempre esteve…Com Ele sempre andou – disse.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Avatar

    Lamentamos a perda e que DEUS conforte a família Collistet neste triste dia!

  2. Avatar

    Passei por aí recentemente, não percebi nada que deva ter um cuidado a mais aí não.

  3. Avatar

    Esse trevo é muito perigoso, quem não conhece muito o local não imagina o tamanho do perigo que é.

  4. Avatar

    Meu sentimentos a família ,na estrada que liga Santa Rita de jacutinga a são Vicente de minas a muito trânsito de carretas que e proibido por lei mais infelizmente nossas autoridades não tomam providência , infelizmente deve ganhar um dinheirinho das empresas para deixar circular livremente as carretas no local.

Untitled Document