quinta-feira, 6 de agosto de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Ocupação de leitos de UTI exclusivos para a Covid-19 chega a 56%, em Volta Redonda

Ocupação de leitos de UTI exclusivos para a Covid-19 chega a 56%, em Volta Redonda

Matéria publicada em 6 de julho de 2020, 17:14 horas

 


Rede municipal de saúde tem 50 UTIs, sendo que 27 foram separadas para pacientes com o novo coronavírus

Volta Redonda- Pelo terceiro dia consecutivo a taxa de ocupação de leitos de UTI exclusivos para Covid-19 está acima da meta estabelecida para a flexibilização do comércio. Nesta segunda-feira, dia 06, a ocupação está em 56%, ontem a ocupação era de 51%. O município disponibilizou 27 leitos exclusivos para o tratamento da doença na rede pública dos 50 que tem em toda a rede de saúde.

No Hospital de Campanha, a taxa de ocupação caiu para 12%, ontem a ocupação era de 14%. A unidade atende a média complexidade e ganhará 10 leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), segundo o prefeito Samuca Silva, que atualizou os dados nesta tarde, em transmissão ao vivos nas redes sociais. De acordo com o prefeito, com o aumento da capacidade do Hospital de Campanha o objetivo é transferir os pacientes para o local mantendo-os isolados dos demais pacientes da rede pública municipal.

Mais óbitos

Volta Redonda confirmou mais dois óbitos pela Covid-19, totalizando 81 mortes. Dois idosos, de 66 e 85 anos, morreram em decorrência do vírus. O prefeito comentou que a maioria das vítimas no município pertence ao grupo de risco: com comorbidades e acima dos 60 anos de idade. E reforçou o pedido para que os idosos fiquem em casa.

Há 1.976 casos confirmados da Covid-19, sendo que 1.491 pessoas podem ser consideradas recuperadas da doença. Há 7.845 casos notificados como suspeitos, houve uma variação de 0,32% do aumento de notificações na Secretaria Municipal de Saúde, 2.892 exames deram negativos para o novo coronavírus.

O prefeito Samuca Silva voltou a explicar sobre a sentença judicial em que a Prefeitura de Volta Redonda está condicionada ao Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ). Uma das medidas que autoriza a flexibilização do comércio é a taxa de ocupação de leitos de UTI, que não pode ultrapassar 50% de ocupação na rede pública municipal.

Comparativo 

O prefeito apresentou gráficos em relação a evolução do novo coronavíurus em Volta Redonda, uma curva que ainda está crescente. Samuca, informou que no dia 06 de junho, havia 927 casos confirmados da Covid-19 e hoje, dia 06 de julho, ou seja, um mês depois, o número de confirmações está em 1.976 casos.

Ainda no comparativo, apresentado pelo prefeito Samuca, o número de óbitos no dia 06 de junho, estava em 41 e hoje são 81 mortes confirmadas. Em relação as internações, no mesmo período, havia 72 pessoas internadas na rede pública municipal, hoje são 144 pacientes hospitalizados, sendo que há 56% de ocupação nos leitos de UTI.

Samuca enfatizou que o município não pode perder o controle do vírus. O prefeito voltou a explicar sobre a transferência de pacientes com Covid-19 para hospitais do Rio de Janeiro, informou que o procedimento é normal e está de acordo com as regras de atendimento para o coronavírus no Estado.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    E porque estão mandando para a baixada Fluminense?

Untitled Document