sexta-feira, 23 de agosto de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Percentual de veículos flex cresce mais de 150% desde 2008 em Volta Redonda

Percentual de veículos flex cresce mais de 150% desde 2008 em Volta Redonda

Matéria publicada em 9 de junho de 2018, 20:36 horas

 


Mais da metade dos veículos registrados na cidade usa mais de um tipo de combustível

Volta Redonda – Mais da metade dos 143.046 veículos que têm placas de Volta Redonda, de acordo com os dados do Detran-RJ referentes a maio de 2018, é capaz de circular com mais de um tipo de combustível. No mesmo mês, em 2008, menos de um terço dos 88.591 veículos registrados na cidade tinham a mesma característica. Em números absolutos, a quantidade de veículos que usam gasolina e etanol, gasolina e GNV, etanol e GNV ou gasolina, etanol e GNV saltou de 26.253 em maio de 2008 para 73.955 em maio de 2018.

Mesmo assim, o tipo de veículo mais comum na cidade continua a ser o movido exclusivamente por gasolina, já que os bi ou tricombustível se dividem em diversos subtipos. No mês passado, 54.012 dos veículos da cidade eram movidos apenas pelo derivado de petróleo – isso equivale a 37,76% do total. Há dez anos, eles eram 49.016, e representavam 55,33% de todos os veículos da cidade.

O veículo flex mais comum nas ruas de Volta Redonda, atualmente, é o que combina gasolina e etanol: são 38.226, ou 26,72% da frota da cidade. Uma explicação para esse fato é que a grande maioria dos carros produzidos recentemente sai de fábrica com motor bicombustível.

Em seguida, surgem os 21.140 veículos que combinam gasolina e GNV. Esses tendem a ser modelos um pouco mais antigos. Motivo: o chamado “kit GNV”, que não vem nos veículos de fábrica, geralmente é colocado em carros que já passaram do período de garantia pelo fabricante, porque existe o risco de perda desse benefício, já que o kit modifica profundamente o automóvel.

Volta Redonda conta ainda com 12.595 veículos que usam etanol, gasolina ou GNV, resultado da colocação de um “kit GNV” em um motor flex. E fechando a lista vêm os 1.994 veículos que usam álcool ou GNV.

Entre os veículos movidos por apenas um tipo de combustível, Volta Redonda registra, além dos 54.012 movidos a gasolina, 7.187 que usam exclusivamente etanol e 6.166 movidos a diesel. Há também um veículo movido a metano e dois elétricos, com bateria interna. A classificação do Detran não conta com um item específico para os híbridos, como o Ford Fusion ou o Toyota Prius, que têm motores a combustão interna e elétricos.

A tendência é que, nos próximos anos, os bi ou tricombustíveis continuem se expandindo, com o acréscimo dos veículos puramente elétricos ou híbridos, que por enquanto não recebem grande atenção dos órgãos reguladores.

Governo conta com biocombustíveis para reduzir poluição

O governo federal espera um maior uso dos biocombustíveis, como o etanol e o biodiesel, menos poluentes, para alcançar a meta de redução de gases causadores do efeito estufa. Isso traria, segundo o presidente Michel Temer (MDB), menor dependência do mercado externo de petróleo e consequente redução no preço dos combustíveis. As informações são da Agência Brasil.

— Vamos reduzir de 11,5% para 7% a dependência externa de combustíveis. O Brasil estará menos exposto à variação internacional do preço do petróleo e às flutuações cambiais. Portanto, quem sabe, num futuro muito próximo, consigamos evitar acontecimentos como este que se verificou na semana passada — disse Temer na terça (05) ao aprovar as metas anuais de redução de emissões de gases causadores do efeito estufa para os próximos dez anos..

Temer se referiu à greve dos caminhoneiros, deflagrada por conta dos elevados preços do diesel. O movimento provocou uma crise no abastecimento no país, inclusive com falta de combustíveis e longas filas em postos.

As metas propostas pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) compõem a Política Nacional de Biocombustíveis (RenovaBio). Elas reduzem 10% nas emissões de carbono na matriz de combustíveis do país, passando dos atuais 74,25 gramas de gás carbônico por megajoule (g CO2/MJ) para 66,75 g CO2/MJ, o que corresponde à retirada de 600 milhões de toneladas de carbono da atmosfera até 2028.

Segundo o governo, o estabelecimento da meta provocará investimentos de R$ 1,3 trilhão em expansão da produção de biocombustíveis nos próximos dez anos e redução de, pelo menos, 0,84% do preço dos combustíveis ao consumidor ao final do período.

“[A aprovação das metas são] exatamente para dar o testemunho do compromisso do governo brasileiro com a qualidade de vida no mundo, com a possibilidade de baixar o preço do combustível, que às vezes nos captura, como recentemente nos capturou. São medidas que não terão efeito amanhã, mas nos próximos dez anos”, disse o ministro de Minas e Energia, Moreira Franco.

 

Mudança: Embora ainda seja o combustível mais comum, gasolina vem perdendo peso na frota de Volta Redonda

 

 

Paulo Moreira, com Agência Brasil


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

7 comentários

  1. Avatar

    Tem mais veículo em VR do que toda a população de Barra Mansa, excluída a Periferia Leste… Soma-se a isso o território exíguo e os muitos veículos de cidades vizinhas que circulam por aqui, além da grande frota de ônibus municipais e intermunicipais… Quem reclama de trânsito ruim, contente-se com o que é agora. A tendência é piorar muito, e não vejo solução para isso…

    • Avatar
      Morador de Barra Mansa

      Seu problema com Barra Mansa é muito sério, acho que precisa de tratamento psiquiátrico,
      ou ganhar algum filho de um morador daqui.

    • Avatar

      Cara, deixe teu preconceito barramansuíno de lado e analise o texto como uma pessoa normal. Não há nada errado nele, nenhum porém…

      Fosse outra pessoa postando a mesma coisa, tu estarias agora aplaudindo com os pés a lucidez e perspicácia do comentário…

  2. Avatar

    Só álcool no tanque. Com um terço de álcool na gasolina só vai etanol pro tanque. Governo enganador na política do flex. Usineiros só se deram bem e nos postos a concorrência prometida pelo nove dedos ficou na enganação.

  3. Avatar

    Em Volta Redonda os empresários donos de postos de gasolina estão boicotando o Etanol. Eles estão comprando apenas gasolina pelo maior lucro recebido. Vamos boicotar. #soabasteçocomEtanol

  4. Avatar
    CEM Reais para votar, SEM instrução de qualidade depois

    E os riquinhos continuam usando a gasolina altamente poluente e, possivelmente adulterada, agora importada dos EUA a preço de dólar. Petróleo bruto que sai da Petrobrás, viaja para os EUA e viaja de volta como gasolina.

    Eu paro para abastecer na bomba do combustível que uso no carro, e o funcionário pergunta quanto vai de álcool? Pergunto se tem etanol. Ele responde que é tudo igual. Então mostro escrito na bomba. Aí ele diz que todo mundo fala assim. Digo: Todo mundo está errado e vc vai na mesma onda dos analfabetos funcionais? Cadê a sua personalidade? E completo: Coragem para mudar o que todo mundo faz de errado! Vc pode! Vc consegue! Percebo pela sua aparência que Vc é inteligente e só está se deixando levar pela boiada! Coragem, vai!

    Aí o sujeito pergunta: quanto vai de ETANOL chefe? kkkkkkkkkkkkkkk

    Na saída recomendo não seguir a boiada dos eleitores analfabetos políticos. rsrs

Untitled Document