;
quinta-feira, 26 de novembro de 2020 - 17:19 h

TEMPO REAL

 

Capa / Serviço / Anvisa aguarda novo pedido para que teste de vacina de Oxford seja retomado

Anvisa aguarda novo pedido para que teste de vacina de Oxford seja retomado

Matéria publicada em 12 de setembro de 2020, 12:00 horas

 


Brasília – A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) foi informada pela Universidade de Oxford, do Reino Unido, sobre a autorização para retomada dos testes da vacina para a covid-19.

No entanto, a agência ainda aguardará um pedido de nova anuência para que o estudo seja retomado no Brasil.

Os estudos haviam sido suspensos no dia 8, após um participante dos testes apresentar sérias reações adversas à vacina, desenvolvida pela Universidade de Oxford e pelo laboratório AstraZeneca.

Nota divulgada hoje pela universidade informou que um processo de revisão foi realizado e, conforme as recomendações de um comitê de revisão de segurança independente e do regulador do Reino Unido, os testes poderão ser retomados no Reino Unido.

Em nota, a Anvisa disse que foi informada pela universidade sobre a autorização para a retomada dos testes.

“Mas até o momento, a agência não foi comunicada oficialmente pela Autoridade Sanitária do Reino Unido (MHRA), responsável por esta autorização”, salientou.

A Anvisa esclareceu ainda que, para que o estudo seja retomado no Brasil, a AstraZeneca deve fazer um novo pedido de anuência. A expectativa da agência é de que o pedido seja recebido nos próximos dias.

“A Anvisa reitera que está comprometida com a celeridade na análise de todos os dados”, pontuou a agência. “Ao mesmo tempo, trabalha para garantir a segurança dos participantes do estudo clínico no Brasil.”

Conforme a Universidade de Oxford, perto de 18 mil pessoas em vários países receberam as vacinas do estudo.

A universidade não divulgou informações sobre o participante que apresentou reações adversas, mas destacou que está comprometida com a segurança dos voluntários e com “os mais altos padrões de conduta”.

Fonte Agência Estado*

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document