sexta-feira, 23 de outubro de 2020 - 05:05 h

TEMPO REAL

 

Capa / Serviço / Sebrae Rio lança site para esclarecer dúvidas do MEI recém formalizado

Sebrae Rio lança site para esclarecer dúvidas do MEI recém formalizado

Matéria publicada em 18 de setembro de 2020, 10:32 horas

 


Rio- A formalização como microempreendedor individual (MEI) continua sendo uma alternativa para a geração de renda durante a crise, principalmente, para aquelas pessoas que buscam driblar a falta de emprego. Desta forma, para ajudar o empreendedor que já deu o primeiro passo, se formalizou, e agora luta para fazer o seu negócio desenvolver, o Sebrae Rio lança o site “Sou MEI” (https://sites.rj.sebrae.com.br/soumei/ ).

Segundo Leandro Marinho, gerente de Atendimento do Sebrae Rio, no site, o MEI terá acesso gratuito à conteúdo específico, a partir de um cadastro simples e rápido.

Já estão online orientações de como emitir a DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional), contratar funcionário, alterar dados cadastrais, além de dicas sobre finanças (nível básico) para auxiliar na gestão do negócio, entre outros assuntos.

“Em vigor há 12 anos, a figura jurídica do microempreendedor individual é uma alternativa para a formalização dos trabalhadores por conta própria. Com o site Sou MEI queremos ajudar os empreendedores a passarem pela pandemia com menos dificuldades, com conteúdo que irá auxiliá-los na gestão do negócio”, afirma Leandro.

Vantagens de ser MEI

Entre as vantagens de ser MEI, o gerente Leandro esclarece que está no fato de o registro de MEI permitir ao microempreendedor ter CNPJ, emitir notas fiscais, alugar máquinas de cartão e acessar a empréstimos com juros mais baratos.

Ele também pode vender seus produtos ou serviços para o governo, e receber apoio técnico do Sebrae. Além disso, as políticas públicas do MEI simplificaram os processos de abertura e baixa do CNPJ.

O tempo médio para se abrir um MEI gira em torno de 1 dia enquanto o tempo médio do processo de baixa é de aproximadamente 3 dias. Todo processo é realizado no Portal do Empreendedor.

Recentemente, o número de MEI alcançou a marca histórica de 10 milhões de empreendedores no país. Criado como figura jurídica há mais de 10 anos, o MEI nasceu para incentivar a formalização de pequenos negócios e de trabalhadores autônomos como vendedores, doceiros, manicures, cabeleireiros, eletricistas, entre outros, a um baixo custo. Podem aderir ao programa os negócios que faturam até R$ 81 mil por ano (ou R$ 6,7 mil por mês) e têm, no máximo, um funcionário.

 

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document