>
terça-feira, 28 de junho de 2022 - 22:17 h

TEMPO REAL

 

Capa / Polícia / Mulher é detida por desacato, resistência e desobediência

Mulher é detida por desacato, resistência e desobediência

Matéria publicada em 17 de maio de 2022, 12:12 horas

 


Resende – Uma mulher, de 49 anos, foi detida por policiais militares e indiciada na Delegacia de Resende,  por resistência, desacato e desobediência. Ela foi abordada pelos PMs quando estava como passageira em um veículo Ford Ka, que transitava pela contra mão nesse fim de semana, na Avenida Presidente Wenceslau Brás, em Visconde de Mauá.

Os agentes disseram que interceptaram o carro, que era conduzido por um jovem de 24 anos . Ele alegou que não portava seus documentos pessoais e nem do veículo.

Segundo os PMs,  em seguida,  mulher desceu do veículo, alegando que aquela abordagem era uma “palhaçada”.  Ainda de acordo com os policiais,  foram chamados de analfabetos e burros pela mulher, que alegou que eles não sabiam escrever o nome do motorista.

Pela versão dos PMs, a suspeita disse que tinham nojo deles e passou a xingá-los.  Além de ameaça-los, dizendo que era para não mexerem com ela, porque  que seu cunhado era vereador em Resende.

Os policiais disseram que a mulher resistiu a prisão, chutando a perna de um sargento,  após alegar que ninguém encostaria a mão nela.   Por estar alterada foi preciso que fosse algemada para ser levada para a delegacia.

Os agentes disseram  que os xingamentos continuaram e que a suspeita chegou a bater com a cabeça no vidro da janela da viatura, por diversas vezes. O motorista também foi levado para a 89ª DP, onde foram lavrados os autos de infração.

Eles foram liberados e responderam criminalmente pelos atos praticados em liberdade. O Ford Ka apreendido foi devolvido a irmã da mulher.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Corretor ortográfico

    “Responderam em liberdade” ?… Quer dizer que não irão responder mais? Eita massacre da língua portuguesa que parece não ter solução!!!

  2. O consumo de “determinados” produtos, geralmente produtos importados, destinados ao lazer, podem provocar essas reações agressivas no cidadão.

Untitled Document