sexta-feira, 3 de dezembro de 2021 - 03:42 h

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Abertura do Jevre reúne cinco mil pessoas na Ilha São João

Abertura do Jevre reúne cinco mil pessoas na Ilha São João

Matéria publicada em 17 de agosto de 2017, 19:27 horas

 


Jogos contam com a participação de 54 escolas de Volta Redonda; dezesseis modalidades esportivas estarão em disputa

Mais esporte: Jevre tem como meta integrar e promover a prática esportiva entre os estudantes de Volta Redonda (Foto: Gabriel Borges – SecomVR)

Mais esporte: Jevre tem como meta integrar e promover a prática esportiva entre os estudantes de Volta Redonda (Foto: Gabriel Borges – SecomVR)

Volta Redonda – O Jevre (Jogos Estudantis de Volta Redonda) foi aberto oficialmente na tarde desta quinta-feira (17), na Ilha São João, com a presença de cinco mil pessoas, entre estudantes e atletas da cidade, além de professores e responsáveis. Ao todo, participam dos jogos 54 escolas; das quais 29 são da rede municipal de ensino, nove estaduais e 16 particulares. Os estudantes, com idade entre 7 a 18 anos, vão disputar 16 modalidades esportivas. O Jevre acontece do dia 23 de agosto a 7 de outubro.

Mais esporte: Jevre tem como meta integrar e promover a prática esportiva entre os estudantes de Volta Redonda (Foto: Gabriel Borges – SecomVR)

Jevre acontece de 23 de agosto a 7 de outubro (Foto: Gabriel Borges – SecomVR)

O evento contou ainda com esportistas de times da cidade como rugby, futebol e futebol americano. O ponto alto da cerimônia foi o revezamento da tocha olímpica com atletas da cidade. A medalhista olímpica Sandra Pires, do Vôlei de Praia, foi escolhida para acender a Pira Olímpica do Jevre. A abertura foi feita pelo prefeito Samuca Silva (Podemos).
Ele lembrou a época em que era estudante.

– Na minha época, lembro que era uma rivalidade esportiva danada entre o Getúlio Vargas e o Macedo Soares. Não estamos apenas realizando os Jogos Estudantis como integração entre os jovens, mas também levando atividades aos bairros. Hoje almocei com a Sandra Pires e disse que quem visita Volta Redonda não quer sair da cidade. Quem sabe a Sandra ficará em Volta Redonda – discursou o prefeito em tom descontraído, que estudou no Colégio Getúlio Vargas.

Sandra Pires destacou a importância do esporte para o desenvolvimento dos jovens.

– Quero dar os parabéns ao prefeito e a Paulinha (secretária municipal de Esporte e Lazer). É importante demais para cidade esse evento. Participei de três Jogos Olímpicos. A fase estudantil é lúdica para as crianças e jovens, com o fortalecimento das amizades. Para o esporte, isso é fundamental porque ninguém se torna um campeão olímpico de um dia para outro – frisou.

Intercâmbio e incentivo ao esporte

O objetivo do Jevre é proporcionar o intercâmbio entre os estudantes e professores, além fomentar a prática esportiva. Mostrando integração, a abertura do evento contou com 11 órgãos públicos e patrocinadores.

– A realização desse evento só foi possível graças ao desenvolvimento de uma programação multisetorial, elaborado de forma colaborativa, integrando diversos atores públicos e privados – disse Maria Paula Tavares, a Paulinha, secretária municipal de Esporte e Lazer (Smel).

Também presente no evento, o deputado federal Alexandre Serfiotis (PMDB) elogiou a abertura do Jevre.

– Todas as escolas que passaram por aqui no desfile tem uma história. Todos estão de parabéns. É com muita honra que ajudo o governo de Volta Redonda. Estou à disposição da cidade. Que esses 45 dias de evento sejam iluminados – pontuou.

O vice-prefeito e secretário municipal de Ação Comunitária, Maycon Abrantes, concordou e complementou: “Que seja os jogos da paz e o Fair Play prevaleça. Toda a equipe da Smel está de parabéns”.

A abertura teve a apresentação do ballet da secretaria municipal de Educação; Banda Mini de Volta Redonda; e a demonstração do basquete 3×3, um novo esporte olímpico.

Os jogos

Estudantes vão participar das seguintes modalidades esportivas: atletismo, corrida rústica, badminton, basquete, futebol society, futsal, handebol, judô, natação, tênis de mesa, voleibol, vôlei de areia e xadrez, além das atividades recreativas de cabo de guerra, câmbio e queimada.

Eles serão divididos seis categorias (sub-08, sub-10, sub-12, sub-14, sub-16 e sub-18).

– Das idades de sete a 12 anos, o viés do Jevre é participativo e todos os atletas receberão medalhas. Acima de 13 anos, será competitivo com premiação dos três primeiros colocados – explicou Paulinha, ressaltando que terão ainda a classificação geral entre os colégios e o Troféu Fair Play para um aluno, um árbitro e uma unidade escolar.

– Para tirar as crianças do sedentarismo, o profissional de educação física é fundamental. Jogos como esse estimulam a prática esportiva – disse André Fernandes, presidente do CREF1 (Conselho Regional de Educação Física), que também participou da abertura do Jevre.

Os locais de competição serão os ginásios poliesportivos, escolas públicas, Ilha São João, Parque Aquático do Recreio dos Trabalhadores e Clube Náutico.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Parabéns secretária Paula e todos envolvidos na organização do evento! Foi muito emocionante!

  2. A cidade ganha com um evento desta qualidade. Estive prestigiando com meu filho e adorei a organização.

  3. Parabéns a Paulinha, a Rita Andrade, e ao Miguel Couto por incentivarem a participação dos alunos.

  4. Que saudade, aproveitem alunos, são momentos que ficam guardados pra vida toda.

Untitled Document