;
terça-feira, 24 de novembro de 2020 - 01:22 h

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Adolescente é flagrada com mais de 1500 pinos de cocaína e tabletes de maconha em ônibus

Adolescente é flagrada com mais de 1500 pinos de cocaína e tabletes de maconha em ônibus

Matéria publicada em 24 de dezembro de 2016, 12:23 horas

 


Flagrante ocorreu próximo à entrada de Piraí num coletivo que vinha do Rio com destino a Barra Mansa; suspeita disse que drogas seriam revendidas na Vista Alegre

Policiais militares encontraram 1.575 pinos de cocaína e 12 tabletes de maconha com jovem em ônibus que vinha do Rio (Foto: Cedida pela Polícia Militar)

Policiais militares encontraram 1.575 pinos de cocaína e 12 tabletes de maconha com jovem em ônibus que vinha do Rio (Foto: Cedida pela Polícia Militar)

Piraí – Uma jovem de 16 anos foi apreendida na tarde de sexta-feira (23), suspeita de tráfico de drogas. Com ela, policiais militares encontraram 1.575 pinos de cocaína e 12 tabletes de maconha – totalizando um quilo e setenta e dois gramas de cocaína e 93 gramas de maconha. A apreensão foi feita durante uma abordagem de rotina a um ônibus da Viação Cidade do Aço que fazia a linha Rio-Barra Mansa.

A abordagem policial aconteceu na Rua XV de Novembro, próximo da entrada de Piraí. Debaixo da poltrona onde a jovem viajava os PMs acharam uma bolsa, com algumas peças de roupa. As drogas estavam escondidas numa das pernas de uma calça masculina. Questionada sobre o material ilícito, a adolescente negou a propriedade da bolsa, mas logo confessou ao saber da presença de câmeras no interior do veículo.

Policiais militares encontraram 1.575 pinos de cocaína e 12 tabletes de maconha com jovem em ônibus que vinha do Rio (Foto: Cedida pela Polícia Militar)

Policiais militares encontraram 1.575 pinos de cocaína e 12 tabletes de maconha com jovem em ônibus que vinha do Rio (Foto: Cedida pela Polícia Militar)

Ela então foi conduzida para a delegacia de Piraí (94ª DP). Na unidade policial ela contou que as drogas seriam levadas para o bairro Vista Alegre, em Barra Mansa, onde seriam revendidas. A jovem foi autuada por fato análogo ao tráfico de drogas.

Pinos de cocaína estavam em 18 sacolas plásticas (Foto: Cedida pela Polícia Militar)

Pinos de cocaína estavam em 18 sacolas plásticas (Foto: Cedida pela Polícia Militar)


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

8 comentários

  1. Avatar

    se tem gente trazendo droga é porque tem comprador , não basta combater o trafico , tem que tratar e evitar que os usuários cheguem até os pontos de drogas , pois sem comprador , não tem trafico , engraçado que toda vez se ouve falar da localização dos pontos tanto em barra mansa ou em volta redonda mas ninguém acaba com os pontos de trafico , adivinha porque , só não acaba com esses tal pontos porque não querem , pois todos sabem onde ficam mas ninguém vai la acabar com eles , pois tem gente que leva dinheiro por traz , é por isso que não acaba , senão o bolso de muita gente vai ficar vazio , talvez um dia alguma autoridade de verdade e competente acabe com essa bagunça que esta acontecendo na nossa região …………….

  2. Avatar

    Enquanto isso Vila Nova VILÃO tá maior lazer td nosso é agente

  3. Avatar

    Ainda vem o governo do estado fechando escolas com a desculpa esfarrapada de falta de estudantes.

    Se essa adolescente estivesse frequentando uma escola não teria tempo para exercer crime.

  4. Avatar

    Suspeita de tráfico ??? 1575 pinos de coca e 12 tabletes de maconha. Usuária com certeza ela não era.

  5. Avatar

    Tá tudo errado nesse país, valorizam funcionários que nada somam pra sociedade, enquanto alguns tentam salvar o caos que esse país se transformou como Policiais, professores e médicos; servidores de um órgão que diz promover a Justiça estão de greve mesmo recebendo em dia, com plano de saúde, auxilio creche, auxilio alimentação, e etc; e que são meros “carimbadores” de papel. Parabéns Policiais Militares, pois mesmo sem salário, sem plano de saúde, sem auxilio creche, e comendo aquela refeição do rancho, sem ariscam. Quem sabe um dia essa sociedade hipócrita reconheça seu valor.

Untitled Document