Alexandre de Moraes destaca rompimento de cultura de impunidade

Última sessão plenária (29) em que participou, ministro fez balanço qualitativo do legado de sua gestão

by adrielly ribeiro

Nacional – Na sua despedida como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Alexandre de Moraes fez um balanço dos 22 meses em que dirigiu a Corte. Ele preferiu uma análise qualitativa a listar números de sua administração. No encerramento da sessão extraordinária desta quarta-feira (29), marcada por homenagens e por um discurso da vice-presidente do Tribunal, ministra Cármen Lúcia, o ministro voltou-se ao tema que tem levado o TSE a um lugar de vanguarda: o combate à desinformação, aos ataques de ódio à Justiça Eleitoral e à própria democracia, feitos principalmente por meio das redes sociais. Na próxima segunda-feira (3), ele transmite a Presidência da Corte para a ministra Cármen Lúcia.

“Esse Tribunal Superior Eleitoral dá o exemplo da necessidade de rompimento dessa cultura de impunidade das redes sociais, seja com as decisões e regulamentações das Eleições 2022, seja agora, recentemente, com a aprovação, sob a relatoria da ministra Cármen Lúcia, das novas resoluções para as Eleições 2024. A liberdade que a Constituição garante a todas e a todos deve ser utilizada numa sociedade democrática com responsabilidade. Todos têm liberdade para fazer o que bem entender, e todos devem ter coragem para lidar com as responsabilidades dos seus atos. Não é possível que, num mundo complexo como o nosso, o único sistema que não tenha regulamentação seja o sistema das redes sociais”, disse o ministro.

Com a afirmação, o presidente do TSE imprimiu ao seu discurso de saída a coerência com que tratou a defesa da democracia e da Justiça Eleitoral ao longo do exercício da Presidência da Corte. Alexandre de Moraes foi citado pela ministra Cármen Lúcia como incansável na defesa do TSE contra ataques diversos.

You may also like

4 comments

giberto oliveira 4 de junho de 2024, 15:39h - 15:39

PODEM CHORAR, A HORA DO MITO E DE SUA CORJA VAI CHEGAR KKKKKKKKKKKKK
EM BREVE O “UBER” PRETO COM FAIXAS DOURADAS VAI PASSAR !!!!!!

Reply
Jorge Lucas 4 de junho de 2024, 09:12h - 09:12

Simplesmente uma grande vergonha para nosso País.

Reply
Edmur Silva 3 de junho de 2024, 09:25h - 09:25

Maior prova que a impunidade impera é que ele está livre e solto, mesmo cag*ando nas leis.

Reply
guto 30 de maio de 2024, 22:28h - 22:28

A cultura de impunidade que havia nos atos dos ministros do STF começou a cair : hoje o ministro cabeça de ovo foi condenado pela justiça brasileira!

Reply

Leave a Comment

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996