quinta-feira, 17 de outubro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Alta de preços em supermercados muda a rotina de consumidores

Alta de preços em supermercados muda a rotina de consumidores

Matéria publicada em 9 de junho de 2019, 10:20 horas

 


Produtos mais caros estão sendo trocados por marcas similares; outra alternativa adotada é a busca por promoções

 

Consumidores reclamam de alta em preços principalmente da cesta básica (Foto: Júlio Amaral)

Volta Redonda – A alta constante de preços tem feito os consumidores usarem criatividade na hora de fazer compras nos supermercados. O gerente de um mercado na Voldac, Vanderley José Martins, afirma que devido à variação de preços, alguns clientes estão indo com mais frequência ao supermercado, buscando mais promoções e reduzindo o valor de suas compras.

– Reparei também que muitos clientes não estão sendo fiéis às marcas tradicionais e optando por marcas mais em conta. Com isso, notei que algumas marcas inferiores têm apresentado índices de crescimento nas vendas. Outra mudança de comportamento é o aumento de clientes nos dias de promoções no supermercado – opina o gerente.

A aposentada Tânia Lúcia de Carvalho Costa, moradora do bairro Parque das Ilhas, afirma que, mesmo fazendo uma compra grande por mês, sempre que vai ao supermercado se assusta com os novos preços dos produtos. Por causa disso, durante a semana ela compra somente o que está em promoção.

– Outra mudança que tenho feito é deixar de ser fiel a algumas marcas que antes eu usava com mais frequência. Agora estou optando por marcas menos conhecidas e com preços mais vantajosos. Também tenho diminuído o valor gasto nas compras e comprando apenas o essencial. Até na hora de escolher verduras, frutas e legumes eu tenho optado apenas pelos da época – diz.

A consumidora Neuza Maria Silva dos Santos, moradora da Voldac, afirma que fica assustada toda vez que vai ao supermercado e observa a variação de preço em algum produto.

– No caso do tomate, cebola e batata a variação de preços é constante e tem dia que desanima. As folhas também alteram muito e estão caras a cebolinha e o cheiro verde – lamenta.

Para tentar fugir desses reajustes de preços, a aposentada Neuza explica que costuma pesquisar indo a outros supermercados para conferir as promoções.

– No supermercado do bairro, admito que venho todo dia para comprar coisas como pão, biscoito, café, sucos, frutas e legumes. Hoje compro apenas a essencial, antes costumava comprar mais coisas e até estocava alguns produtos. Também deixei de optar pela mesma marca de sempre, optando por marcas variadas e com um preço mais atraente – comenta desanimada.

Morador da Vila Santa Cecília, o aposentado Aloísio Pereira Franco, de 79 anos, prefere se deslocar do seu bairro sempre que descobre alguma promoção vantajosa para o bolso.

– Sempre que posso eu me desloco da Vila para algum outro bairro atrás de preços promocionais. Costumo comprar sempre a mesma coisa, mas tenho feito mais pesquisa de preço. No caso do hortifrúti tem que pesquisar bastante para levar mais vantagem. Em relação à fidelidade da alguma marcas, a muito tempo deixei de ser fiel e vou mais pelo preço e pela qualidade. A laranja e alguns produtos do hortifrúti, por exemplo, é mais em conta na Voldac – comenta.

O morador de Santa Rita do Zarur, Alex Leal, admite que sempre que vai ao supermercado procura promoções. Ele disse que também diminuiu o valor das suas compras.

– Aquela compra do mês já não faço mais e agora vou mais vezes ao supermercado para comprar um volume menor de produtos e somente o essencial – afirma.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Avatar

    E o mito tá preocupado em formar moeda única com os hermanos!
    O pobre de direita se vira assim mesmo, compra menos, vai de mercado em mercado, mas tem orgulho de ter tirado o PT do poder!

  2. Avatar

    com o valor das mercadorias…isso é rotina…se possivel..usaria todos de marcas desconhecidas

Untitled Document