>
quarta-feira, 17 de agosto de 2022 - 21:12 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Alunos do Colégio João XXIII participam da Olimpíada Brasileira de Robótica 2022

Alunos do Colégio João XXIII participam da Olimpíada Brasileira de Robótica 2022

Matéria publicada em 5 de agosto de 2022, 15:39 horas

 


Estudantes fizeram provas da modalidade teórica da competição científica

Na edição deste ano, os alunos do Ensino Fundamental (níveis 0 a 4) participam de fase única, enquanto estudantes do Ensino Médio (nível 5) realizam duas etapas – Foto: Divulgação PMVR.

Volta Redonda- Nesta semana 31 alunos de Robótica Educacional do Colégio João XXIII, da Fevre (Fundação Educacional de Volta Redonda), no Retiro, realizaram as provas da modalidade teórica da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) 2022. A etapa aconteceu no próprio colégio e contou com a participação de 24 estudantes do Ensino Fundamental e sete alunas do Ensino Médio, sob orientação do professor Frederico Pitassi. Foram aplicadas provas que abordam problemas na temática de robótica, que possam ser solucionados a partir de ferramentas e conceitos do currículo escolar básico, como Ciências, Matemática e linguagens.

Na edição deste ano da olimpíada científica, os alunos do Ensino Fundamental (níveis 0 a 4) participam de fase única, enquanto estudantes do Ensino Médio (nível 5) realizam duas etapas. Pelo colégio da Fevre, representaram a cidade alunos nos níveis 3, 4 e 5.

Em relação ao Ensino Médio, a participação na OBR 2022 foi voltada apenas para alunas – uma iniciativa da organização do colégio para incentivar a mulheres a participarem de atividades que envolvam a tecnologia. Dentre as participantes de Volta Redonda, destaque para Vanessa de Oliveira Curty, que foi classificada para a etapa 2 da modalidade, estando assim entre os melhores alunos do Brasil.

O melhor aluno de cada estado neste nível, desde que não tenha tido contato com a robótica na prática, recebe como premiação uma vaga para o minicurso de robótica, que será realizado durante o evento da Etapa Nacional da Modalidade Prática. As notas finais de todos os participantes estão previstas para serem divulgadas ainda em agosto e, de acordo com o resultado, é montada uma grade de classificação que vai indicar os premiados com medalhas de bronze, de prata e de ouro.

A coordenadora de Robótica na rede municipal de Ensino, Andréia Helena de Almeida Rodrigues, explicou que, após ficar suspenso por conta da pandemia, o projeto foi retomado no colégio João XXIII com aulas em abril deste ano e voltará também em outras unidades da rede a partir do próximo dia 20.

“Participaram esse ano apenas os alunos do Colégio João XXIII, mas a proposta é expandir para outras escolas. Os professores estão participando de um treinamento em Robótica Educacional com Hardware e Software Livre desde o primeiro semestre. O treinamento dos professores aconteceu todo sábado, de abril a 9 de julho”, contou a coordenadora.

O diretor-presidente da Fevre, Caio Teixeira, afirmou que o objetivo da fundação é retomar os projetos que incentivem a participação dos alunos e colaborem para melhorar ainda mais a qualidade do ensino no município.

“As aulas de Robótica, o sábado letivo e outras iniciativas estão sendo retomadas aos poucos para que nossos estudantes tenham mais recursos e possam se desenvolver da melhor maneira possível. É um trabalho contínuo para que a educação de Volta Redonda melhore cada vez mais”, afirmou Caio.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document