Angra celebra 244 anos da Festa do Senhor do Bonfim

Festejos contaram com programação religiosa, musical e gastronômica

by Agatha Amorim

Foto: Luis Fernando Lara

Angra – A cidade deAngra dos Reis comemorou o 244º aniversário da Festa do Senhor do Bonfim com muita tradição e cultura, entre os dias 2 a 5 de maio. O evento foi realizado pela Prefeitura de Angra dos Reis e contou com uma programação diversificada, com atividades religiosas, musicais e gastronômicas.

Realizada nas areias da praia do Bonfim, a festa remete às tradicionais quermesses, oferecendo extensa programação religiosa, shows musicais, barraquinhas de comidas e bebidas típicas, além de brincadeiras como o leilão de prendas e o animado pau de sebo, com prêmios em dinheiro e brinquedos infláveis para as crianças.

– Uma festa linda, com grande participação do público, a celebração manteve viva as tradições das quermesses, refletindo a essência da cultura caiçara realizada no continente, envolvendo toda a comunidade que é muito acolhedora. A realização do evento foi viabilizada por meio da Lei de Incentivo à Cultura do município. Ao longo dos quatro dias de comemoração, foram realizadas missas na igrejinha do Bonfim, com o apoio da Secretaria de Cultura e Patrimônio, que disponibilizou transporte gratuito por meio de embarcações partindo da praia – ressalta o secretário de Cultura e Patrimônio, Bruno Marques.

O ponto alto da programação foi a alvorada festiva no domingo com a banda do Colégio Naval. Uma grandiosa missa solene também foi realizada, incluindo o translado da imagem do Senhor do Bonfim seguido por uma procissão pelas ruas do bairro.

A moradora do bairro, Catarina Silva Pereira, é coordenadora da comunidade católica de Senhor do Bonfim. Ela conta que há mais de 30 anos, participa ativamente da organização da festa. Enquanto ajudava a ornamentar o andor que carregou a imagem de Senhor do Bonfim na procissão pelas ruas do bairro, ela contou que a festa expressa todo o carinho e religiosidade da comunidade caiçara.

– É um trabalho de equipe, que envolve toda a comunidade, começamos a organizar a festa em novembro, é uma forma de demonstrarmos todo o amor que temos pela Igrejinha do Bonfim, ver tudo pronto é uma sensação muito boa de dever cumprido. O que todos nós esperamos é agradar ao máximo o nosso Senhor do Bonfim, que é o próprio Cristo crucificado – conta Catarina

 

A lenda

A festa do Senhor do Bonfim teve origem em torno de uma lenda, os antigos moradores do bairro contam que, após uma longa noite de pescaria, um pescador encontrou uma imagem de Cristo Crucificado em uma pedra na enseada Batista das Neves. Ele entregou a imagem a um Frei, no convento do Centro da cidade, mas ela voltou para a pedra por três dias seguidos. Então, o Frei decidiu construir uma capela próxima ao local, mas a imagem sempre voltava para a pedra. A capela foi reposicionada de frente para a pedra, em 3 de maio de 1780, onde a imagem permanece até hoje.

You may also like

Leave a Comment

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996