;
terça-feira, 24 de novembro de 2020 - 09:42 h

TEMPO REAL

 

Capa / Boletins Covid-19 / Angra dos Reis registra 29 novos casos confirmados de Covid-19

Angra dos Reis registra 29 novos casos confirmados de Covid-19

Matéria publicada em 24 de outubro de 2020, 15:59 horas

 


Angra dos Reis – Mais 29 casos confirmados de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, são registrados em Angra dos Reis, nas últimas 24 horas, de acordo com o boletim epidemiológico deste sábado (24). Com isso, município chegou a 6.304 casos confirmados, sendo que 5.797 já estão recuperados da doença, além de 198 mortes registradas. Entre os indígenas do município, há 194 casos confirmados. Destes, 193 já estão recuperados. Uma morte foi confirmada pela doença e atualmente não há casos suspeitos.

No total, entre pacientes confirmados ou com suspeita de coronavírus, 18 pessoas estão internadas. O Centro de Referência para Covid-19 (Santa Casa), que conta com 40 leitos, atende a 17 pacientes no momento. O Hospital de Praia Brava, que oferece 15 leitos, não tem nenhum paciente internado. Ou seja, dos 55 leitos públicos do município, 17 estão ocupados, o que representa uma taxa de ocupação hospitalar municipal de 30, 91 %. No momento, há um paciente internado em instituição privada.

Ao todo 638 casos foram descartados – exame de swab negativo para Covid-19 – e 25.119 permanecem suspeitos (síndromes gripais), sendo 735 em isolamento domiciliar e 24.384 já recuperados. Entende-se como casos recuperados aqueles que cumpriram o período de isolamento domiciliar de 14 dias e estão sem sintomas, conforme acompanhamento da equipe de monitoramento da Secretaria de Saúde.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    João Pedro Feitosa, um médico recém-formado de 28 anos, morreu em decorrência de complicações da Covid-19 no último dia 15.

    Ele fazia parte do grupo de voluntários da vacina de Oxford.

    No entanto, ele tomou um placebo, ou seja, não recebeu a dose real do imunizante, mas uma substância sem efeito no organismo.

    O jovem havia se formado no ano passado na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e já atuava na linha de frente na luta contra o coronavírus.

    Familiares e amigos o descreveram como bom médico, aluno exemplar .

    João Pedro trabalhava em dois hospitais, ambos na Zona Norte do Rio.

    Em sua homenagem, a reitoria da UFRJ, a Faculdade de Medicina, além de amigos publicaram textos.

    28 anos e morreu.

Untitled Document