quarta-feira, 19 de janeiro de 2022 - 01:57 h

TEMPO REAL

 

Capa / Olimpíadas 2016 / Após pernoitar no Centro de Angra, tocha seguirá para Ilha Grande

Após pernoitar no Centro de Angra, tocha seguirá para Ilha Grande

Matéria publicada em 22 de maio de 2016, 12:11 horas

 


É a segundo vez que o símbolo de competições continentais passará pelo local

06-09-11- parcial Abraao Ilha Grande Angra - Felipe de      Souza (35)

Rota: Tocha olímpica seguirá para a Ilha Grande no dia 28, na Vila do Abraão

Ilha Grande – Após passar pelo Centro de Angra dos Reis, no dia 27 de julho, onde pernoitará, a tocha olímpica seguirá para a Ilha Grande no dia 28, na Vila do Abraão. Esta será a segunda vez que o símbolo de competições continentais passará pelo local. Em 2007, quando o Rio de Janeiro foi sede dos Jogos Pan-Americanos, a chama olímpica passou pela Lagoa Azul e Vila do Abraão. Os condutores indicados pela comissão municipal ainda não foram divulgados. Segundo a TurisAngra, órgão responsável pelo evento na cidade, o trajeto e os nomes serão conhecidos um mês antes da data do revezamento na Ilha Grande. A medida faz parte de ordem de segurança estabelecida pelo Comitê Rio 2016. Até o momento, somente um participante é conhecido, através de indicação do Bradesco, um dos patrocinadores oficiais dos Jogos Olímpicos.

Arthur Eduardo Diniz Gonçalves Horta foi indicado por sua história de determinação para fazer parte da equipe de condutores do revezamento na Ilha Grande. Embora seja da capital, Rio de Janeiro, o cartola chefe de equipe de tênis da Delegação do Comitê Olímpico Brasileiro no PAN teve o orgulho de assistir às vitórias do Brasil sobre os Estados Unidos da América (EUA), em Indianópolis, no basquetebol masculino, e em Havana, sobre a equipe de Cuba, no basquetebol feminino. Na ocasião, Fidel Castro fez a entrega das medalhas às brasileiras e brincou com os fenômenos Paula “Magic” e “Rainha” Hortência. O ano de 2016 é um marco na vida do desportista Arthur Horta, pois estará completando 80 anos, de vida saudável e ainda trabalhando com sua experiência e lucidez, como integrante do Conselho Empresarial do Desenvolvimento do Esporte e entidade de classe do Rio de Janeiro – ACRio.

Ainda no dia 28 de julho, a tocha seguirá para Rio Claro, Resende, Barra Mansa e Volta Redonda, onde também passará a noite. No dia seguinte, a chama olímpica completará a rota na região em Piraí, Barra do Piraí, Vassouras, Paraíba do Sul e Três Rios. Durante todo o trajeto, a segurança de todo o público será garantida com a Força Nacional, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal e Defesa Civil.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. MAS HÁ UM VELHO DITADO: ” O QUE A OLIMPÍADA NÃO TRÁS, ATOCHA TRAÁS”

  2. Mas o povo gosta, vai lá ver, festejar…e os doentes nos corredores dos hospitais.
    É um contraste lamentável.

  3. o povo nem imagina o valor absurdo que cada cidade tem que desembolsar pra tocha “passar” na localidade.

  4. NO PERNOITE A TOCHA TERÁ DIREITO A CAFÉ DA MANHÃ?

Untitled Document