>
segunda-feira, 23 de maio de 2022 - 18:27 h

TEMPO REAL

 

Capa / Internacional / Argentinos comemoram nas ruas posse de Mauricio Macri

Argentinos comemoram nas ruas posse de Mauricio Macri

Matéria publicada em 10 de dezembro de 2015, 08:30 horas

 


988289-aaa_-a-dsc_6990-001

O presidente eleito da Argentina, Mauricio Macri
(Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil)

Buenos Aires – Centenas de argentinos concentraram-se à meia-noite em frente à residência do presidente eleito, Mauricio Macri, comemorando antecipadamente a sua posse, que ocorre hoje (10). Cantando o hino nacional e gritando “sim, podemos”, simpatizantes de Macri seguiram para a Avenida do Libertador, a fim de saudar o novo presidente. As informações são da Agência Brasil.

A concentração paralisou o trânsito e dezenas de motoristas começaram a buzinar em frente ao edifício onde mora Macri, que apareceu na varanda e acenou diversas vezes, acompanhado pela mulher, Juliana Awada. Buzinas e fogos de artifício foram ouvidos em outros pontos da cidade.

Centenas de pessoas se concentraram também em frente à residência particular da presidente Cristina Kirchner. Elas cantavam o hino peronista, enquanto eram ouvidos gritos da oposição como “Argentina sem Cristina” ou “Maurício Presidente”.

A presidente brasileira, Dilma Rousseff, viaja para a Argentina e participa da cerimônia ao meio-dia, em Buenos Aires. Ela retorna no início da tarde a Brasília.

Cristina Kirchner ocupou a presidência durante oito anos. Macri foi eleito no segundo turno das eleições, em 22 de novembro, com 51,42% dos votos, contra 48,60% de Daniel Scioli, o candidato apoiado pelo governo.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. o lula tm k voltar
    ele e o cara na gestao dele ninguem roubou
    #vemprarua e vota lula

  2. Liberdade e Propriedade

    Chega de populismo. Todos precisam trabalhar. Tem muita gente recusando serviço por ai.

  3. Os eleitores chilenos, peruanos, paraguaios há décadas trocam os governos a cada eleição.

    Recentemente os eleitores argentinos e venezuelanos deram um basta à mesmice.

    E os eleitores brasileiros? Quando vamos dar um basta à mesmice??

Untitled Document