quinta-feira, 9 de abril de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Artista Plástico de Barra Mansa recebe prêmio em Bienal de Arte

Artista Plástico de Barra Mansa recebe prêmio em Bienal de Arte

Matéria publicada em 5 de Maio de 2019, 09:00 horas

 


Medalha contempla envolvimento da sustentabilidade no trabalho de Joseph Figorelle; O evento terá a participação de obras do apresentador Gugu Liberato e diversos artistas da Europa e América Latina

Após 20 anos sem exibir seus trabalhos, em 2018 Joseph Figorelle retomou seu projeto com a exposição Percursos, em Barra Mansa

O artista plástico Joseph Figorelle receberá um prêmio na Bienal Europeia e Latino Americana de Arte Contemporânea – Bela, no dia 8 de maio, às 18h, Centro Cultural Correios, no Centro do Rio. A medalha de ouro é referente ao trabalho do artista sobre sustentabilidade.
De acordo com Figorelle, é uma honra receber o prêmio pela Bienal, que é um dos eventos mais importantes neste ramo
– Estou muito grato em receber essa medalha, pois percebo que o meu trabalho está sendo reconhecido nacional e internacionalmente. Quando eu recebi a notícia do prêmio, percebi que estava no caminho certo – comemorou.
O evento já está na sua quarta edição, teve início em Portugal, na Cidade do Porto em 2012. Como o projeto acontece uma versão na Europa e outra na América Latina, sua segunda edição foi no Museu Histórico Nacional no Rio de Janeiro e sua terceira edição aconteceu na Cidade de Helsinki na Finlândia. O evento apresenta, portanto, a característica de promover um encontro de arte europeia e latim americana, reunindo artistas nórdicos, apresentando um diálogo consistente entre culturas distintas, através da exposição de obras de arte que reúne: fotografia, pintura, gravura, street-art, objetos e instalação. A promoção deste diálogo intercultural, mostrando ao público em geral o que artistas de diferentes culturas estão desenvolvendo na arte, estando de acordo com a premissa institucional da AVA Galleria, que é a de promover eventos que se destacam pela diversidade estilística, assim como iniciam ou consolidam a carreira do artista em âmbito internacional. A AVA Galleria é sediada em Helsinque, na Finlândia, e desde 2006 vem realizando exposições não só em Helsinque, como também em cidades como Paris, Londres, Berlim, Rio de Janeiro e Osaka, entre outras. O projeto tem a curadoria do produtor cultural Edson Cardoso, proprietário da AVA Galleria em Helsinki, com a finalidade de reunir artistas contemporâneos dos dois continentes, Europa e América Latina.
Da Europa teremos representantes da: Finlândia, Suécia, Dinamarca, Itália, Holanda, Islândia, Alemanha, Portugal, Suíça e França. Nessa edição a Bela Bienal terá a participação de obras do apresentador Gugu Liberato, que passou a ter um novo hobby, o de transformar rolha de vinho, em obra de arte. Convidado pelo curador Edson Cardoso para participar da BELA Bienal o apresentador, vai participar com duas obras; uma em homenagem a Frida Kahlo e a outra, uma garrafa de vinhos. Como o tema da mostra é sobre sustentabilidade, a obra do Gugu está bem dentro do tema, quando ele transforma rolhas, em obra de arte. Gugu vai ganhar uma sala especial apenas para mostrar suas obras no Centro Cultural Correios, no Rio de Janeiro, onde será possível, apreciar essas obras de perto.
Junto a mostra estará em grande destaque artistas Brasileiros como: Gugu Liberato, Vannessa Gerbelli, Natália Lage, José Antônio de Lima, Senagê, Osvaldo Gaia, Gê Orthof, Vera Goulart, Helena Manzan. Na representação da arte Latino Americana estará contando com os artistas: Brasil: Ana Clara Guinle, Arvin Widder, Avi Neto, Bete Esteves, Bere, Carla Senna, Carmen Thompson, Claudiah Arantes, Cristiane Maschietto, Cristiano Preas, Cuscua, Daniel Laucas, Deca Torres, Deborah Netto, Diego Mendonça, Dorys Daher, Du Flausino, Eda Miranda, Eduarda Clark, Eliana Carvalho, Ewerton Domingos, Favoretto, Fátima Marques, Franklin Carreiro, Gabriel Matheus, Gabriel Omepp, Glaucia Cupertino, Gê Orthof,Goretti Gomide, Gugu Liberato, Gustavo Kuklinski, Glória Chan, Helena Manzan, Henrique Piantino, Isabella Cesar, J. Figorelle, J. Vasconcellos, Jefferson Carvalhaes, João Duarte Waddington, José Antônio de Lima, Juliana Tortorelli, Juliana Bernabó, Klaus Reis, Lenice Pitanguy, Licius Bossolan, Lila Hamdan, Lilian Reinhardt, Lucas Ururahy, Lu de Paula, Luciana Abduche, Malu Perlingeiro, Marcelo Duprat, Marcio Goldzweig, Marcos Esteves, Marco Rocha, Marcus Ferrer, Marcus Amaral, Mario Ferrer, Mariana Costa, Marilu Andrassan, Marlus Padovan, Marcos Queiroz, Marcos Rocha, Miguel Sereno, Milalonso, Natalia Lage, Nelma Camargo, Osvaldo Gaia, Patricia Figueiredo, Paulette Gerecht, Rachel Roscoe, Rafael Agostin, Rafael Meggetto, Regina Moraes, Raquel Signorelli, Renato Rodyner, Rodrigo Cid, Rogerio Mariano, Rosa de Jesus, Rosi Araujo, Ricardo Lemos, Senagê, Sérgio Barcellos, Tamy Martins, Teresa Asmar, Teresa dos Anjos, Thiago Tavares, Tiago Cruz, Toys Omik, Umberto Nigi, Vanessa Gerbelli, Vera Goulart, Vitor Fio, Vitor Matos, Wesley Monteiro, Will Penavilla Argentina Jantus Na representação Européia: Alemanha: Daniel Schlemme, Michael Muller, Michael Müller, Marta von Zeidler, Jens Hanke, Lilly Grote Suécia: Bo Alström, Kerstin Svanberg, Margareta Gelles, Sackarias Luhanko Portugal Kamy Martins Suiça Serge Gauya Irlanda Elis Taves O’ Sullivan Holanda Adriano Antoine Dinamarca Ole Skovsmose Representando a Finlândia a BELA Bienal também está acontecendo na Casa França Brasil Informações: Endereço: R. Visc. de Itaboraí, 78 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20010-060 Período: de 20 de março até 30 de abril de 12:00 às 19:00 Artistas Finlandeses Aarne Kyröläinen, Aino Ulmanen, Angela Oker-Blom, Anna-Maija Rissanen- Anna Wilhelmus, Anu Osva, Antti Raitala, Eeva-Liisa Isomaa, Eija Keskinen, Helena Vaari, Henry Wuorila-Stenberg, Iria ?iek?a Schmidt, Kaisa Koljonen, Leena Mäki-Patola, Maija Närhinen, Maj-Lis Tanner, Mari Blomroos-Heininen, Martti Vartia, Nonna-Nina Mäki, Raija Kuisma, Saila Seppo, Sirpa Heikkinen, Timo Ala-Vähälä, Ulla Karttunen

A BELA – 4º EDIÇÃO
A BELA Bienal pretende ir além do objetivo de reunir artistas da Europa e da America Latina, colocando duas culturas diferentes em um mesmo espaço. O projeto pretende revelar na obra de cada artista, a interferência do meio em que vivem e trabalham, indo além da capacidade criativa individual. Em sua 4º edição, a mostra estará na capital do Rio de Janeiro, ao lado do centro histórico em um local vivo em cultura e história do Brasil. As exposições serão nos charmosos prédios históricos da: Casa França Brasil e do Centro Cultural dos Correios.

Serviço:
O evento acontecerá até dia 12, de terça a domingo das 12h ás 19h, no  Centro Cultural Correios, Rua Visconde de Itaboraí, 20 Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20010-976.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Kkkk tremendo jabá. Tá parecendo os prêmios q a CDL dá aos comerciantes rsrs paga “pra jantar” e leva de brinde uma plaquinha pra pendurar na parede. Rsrs
    Q piada. O mundo é uma grande farsa, vide as mentiras e pressões q os EUA usam para tomar o petróleo venezuelano.

Untitled Document