domingo, 24 de março de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / As novidades do Vale do Café

As novidades do Vale do Café

Matéria publicada em 12 de janeiro de 2019, 10:50 horas

 


Através de novos modelos de visita das fazendas históricas, empreendimentos de alto padrão de qualidade, até os jardins cheios de arte, a região do Vale do Café com novas atrações

Belezas do Vale do Café já foram retratadas em inúmeras novelas e têm opções para todos os públicos

O Vale do Café é uma região que cada vez atrai mais turistas, principalmente cariocas, paulistas e mineiros, vizinhos. O aumento da popularidade do Vale também tem deixado seu turismo mais dinâmico com empreendimentos de alta qualidade e atrações diferenciadas. Até as tradicionais visitas às antigas fazendas de café (o Vale foi o maior produtor de café do país durante o século 19), hoje mantidas em parte com dinheiro do turismo, se renovaram.
Com tanta exuberância natural, o Vale tem sido bastante procurado para turismo esportivo, principalmente com bicicletas. Recém-integrado ao grupo Vale do Café Rio, o Le Vélo Montagne veio para tornar a experiência dos bikers muito mais confortável e saborosa. O estabelecimento, em Miguel Pereira, fez o renomado arquiteto Cadas Abranches transformar um galpão em um elegante bistrô-café-delicatessen. O bistrô é comandado pelo badalado chef Fred Tibau. Ao lado, uma loja com tudo o que um ciclista precisa, incluindo produtos personalizados. Há também um banheiro e vestiário para os que estejam de passagem e queiram se refrescar.
Seguindo a linha da alta gastronomia, o grupo Vale do Café Rio ganhou a adesão do bistrô Casa do Lago, em Vassouras. Com a proposta de resgatar a atmosfera dos bistrôs tradicionais, através de ambiente bem caseiro, atendimento personalizado, alta gastronomia e experimentação gastronômica. A Casa do Lago se destaca na região também por uma adega cada vez mais rica e de bom gosto.
A Fazenda União, em Rio das Flores, conhecida por proporcionar a seus hóspedes luxo, conforto e gastronomia boa, agora vai abrir seu restaurante para a região. Além das tradicionais visitas guiadas à sede do século XIX, ao museu do escravo e ao museu de arte sacra, a Fazenda também está investindo no mercado de casamentos de alto luxo e incentivando que seus hóspedes explorem cada vez mais a região.
Aliar comida boa com história e natureza é também o forte da Fazenda Alliança, em Barra do Piraí . Única produtora de búfala orgânica no Estado do Rio de Janeiro, a fazenda de 1840 teve a sede toda restaurada pela proprietária, que é arquiteta. Como defensora da sustentabilidade, utilizou material de demolição, madeira plástica, feita com embalagem TetraPack, etc. É possível alugar a sede. A horta orgânica da fazenda é bastante farta e possui um ambiente que, no ano 2018, começou a receber cursos ligados a sustentabilidade, medicina natural e outros. A fazenda irá ampliar o calendário dos cursos e continuará com a experiência de colha e pague. Dentro desta experiência, o almoço totalmente orgânico, com produtos da fazenda, é um dos pontos altos.
Ponto alto nas novidades do Vale do Café é a qualidade das cachaças produzidas na região. Dentre as quais, a Cachaça Werneck, com um vasto currículo de prêmios. A aguardente de Rio das Flores já rodou o mundo e trouxe para o Vale além de prêmios internacionais, o reconhecimento do Ranking da Cúpula da Cachaça. Com selo de orgânica e de alto padrão tem conquistado cada vez mais o mercado internacional, já exportando para alguns países. É possível agendar visita para conhecer o sítio da cachaçaria.
Outro membro do Grupo Vale do Café Rio que tem uma relação interessante com a gastronomia é a Fazenda Vista Alegre, em Valença. Lá, foi criado o tradicional queijo prato. Esta e outras histórias da histórica fazenda, que teve a primeira escola do país para filhos dos escravizados, serão contadas pelos donos da casa: anfitriões que farão o visitante sentir-se em casa.
Já em Vassouras, a Fazenda São Roque tornou-se um belo cenário para festas, principalmente casamentos. Também tem feito saraus, jantares e apresentações de peça, como por exemplo, a peça “Decadência com Elegância”, que retrata o período da abolição. A peça é itinerante pela casa, o que leva os expectadores a uma completa imersão na época. É preciso agendar em grupo.
Pertinho da São Roque, está a Fazenda Ribeirão, que faz a alegria da garotada e dá a maior mordomia para os pais. O hotel fazenda que tem até uma pista de pouso, traz sempre novidades. Além de apresentação de animais silvestres, a fazenda tem feito festas temáticas como mexicana, etc. O hotel dá ao hóspede as opções de descanso na piscina, cavalgada, mini-bugre, fazendinha, ordenha e muitas outras atividades acompanhadas de recreador.
Para quem prefere um programa mais cult, o Grupo Vale do Café Rio sugere o Jardim Ecológico Uaná Etê, em Sacra Família. O jardim de 135.000 m2 agrega natureza, arte e gastronomia boa. Além de obras permanentes, como o labirinto da música, criado pela paisagista Maritza de Orleans e Bragança, que faz o visitante ter uma viagem sensorial pela história do som na Terra, há também o Bosque de Eucalipto, o Bosque dos Sinos, o Oásis do Lagarto e hospedagens em casas de vidro, sem energia elétrica e com banheiro fora. Há também uma casa em estilo chinesa para hospedagem. O jardim tem investido em eventos de sucesso, como a Festa das Luzes, o Festival Flor Atlântica, Domingos no Uaná, com música, visita guiada e muita comida de alto nível. Além do calendário de evento próprio, o jardim aceita propostas para eventos particulares.
Pertinho do jardim Uaná Etê, está a charmosa cidade de Vassouras. Conhecida como Princesinha do Café, foi a cidade que mais enriqueceu durante o auge do café e isso pode ainda ser visto pela imensa quantidade de casarões e palacetes do período oitocentista. Os casarões têm sido revitalizados pela iniciativa privada e este ano a cidade teve a alegria de inaugurar a Casa Cazuza, patrocinada pela Fundação Cazuza. O espaço se tornou um centro cultural da cidade e está localizado na bela praça de Vassouras. Assim, a hotelaria tem crescido e se especializado. Como é o caso da Vila Hibisco. Recente, a charmosa pousada-apart, além de aceitar para hospedagem comum, aceita mensalistas. Este ano, a pousada inovou e criou eventos ligados a gastronomia como rodízio de caldos durante o inverno. A Vila Hibisco está a dois minutos a pé da praça.
Com estrutura grande, o Hotel Santa Amália, um dos mais tradicionais da região, completando 50 anos de mercado, oferece várias configurações de apartamentos com pacotes de pensão completa. Os salões estão sempre repletos de comida e animação, as festas temáticas tornaram-se um grande atrativo do hotel, que dispõe de recreadores o dia inteiro. A ideia é que o hóspede não se preocupe com refeição e possa além de curtir o hotel, aproveitar tudo de Vassouras e suas fazendas, que são ligadas por estradas muito boas, com acesso fácil por qualquer veículo. O Hotel Santa Amália também está perto do Centro Histórico de Vassouras e recebe grupos com um amplo estacionamento para ônibus.
O Grupo Vale do Rio é, atualmente, composto pelos empreendimentos descritos acima. A marca já existe há três anos, tornando-se referência de produtos turísticos de qualidade e que estão sempre se renovando, alinhados com o conceito de turismo de experiência, em que o despertar dos sentidos e o envolvimento com os costumes, pessoas e saberes locais são a parte mais importante da viagem.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document