>
sexta-feira, 27 de maio de 2022 - 10:20 h

TEMPO REAL

 

Capa / Tempo Real / Atlético-MG bate o Flamengo na estreia de Sheik

Atlético-MG bate o Flamengo na estreia de Sheik

Matéria publicada em 20 de junho de 2015, 18:40 horas

 


Rubro-negro sofreu dois gols na primeira etapa e não conseguiu reagir; próximo jogo é o clássico contra o Vasco

Novo camisa 11: Na volta ao Fla, Emerson Sheik bem que tentou mas parou nas mãos de Victor na tarde deste sábado no Maracanã (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Novo camisa 11: Na volta ao Fla, Emerson Sheik bem que tentou mas parou nas mãos de Victor na tarde deste sábado no Maracanã (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

 

Rio – O Atlético-MG venceu o Flamengo por 2 a 0, neste sábado (20), e entrou para a zona de classificação para a Copa Libertadores da América. No estádio do Maracanã, o Galo estragou a estreia de Emerson Sheik com a camisa rubro-negra e ainda colocou o adversário na zona de rebaixamento.
Os dois gols da partida foram marcados no primeiro tempo. O time de Levir Culpi saiu na frente com gol contra do zagueiro Samir, enquanto Lucas Pratto assinalou o segundo no compromisso.
Mesmo com Emerson Sheik em campo durante todo o tempo, o Flamengo não conseguiu reagir e fica assim com sete pontos, no 17º lugar, na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. A torcida do clube da casa vaiou ao término do compromisso. Já o Atlético-MG chegou aos 14 pontos, no quarto lugar.
O rubro-negro lutará pela recuperação no domingo, dia 28, no clássico contra o Vasco, na Arena Pantanal. No mesmo dia, o Galo duelará com o Joinville, no Mineirão.

Primeiro tempo

O Flamengo começou a partida explorando as jogadas com Emerson Sheik pelos lados do campo. Depois de algumas investidas pela esquerda, o estreante recebeu a bola pela direita da área e, na saída de Victor, puxou mais para o lado, para finalizar em seguida, mas o goleiro se esticou para espalmar. No complemento da jogada, a defesa afastou o perigo.
Os primeiros avanços do Atlético foram explorados por Patric, pela direita, mas o gol que abriu o placar saiu depois de jogada pelo outro lado. Thiago Ribeiro recebeu pela esquerda e cruzou por baixo, em busca de Lucas Pratto, que não alcançou. O goleiro César também não conseguiu interceptar, e a bola chegou limpa para Samir, que deu um carrinho dentro da área e, de forma atrapalhada, mandou contra a própria meta, aos 21 minutos.
No lance seguinte, Patric chutou rasteiro e cruzado da direita, fazendo a bola passar perto da meta. O placar desfavorável começou a irritar a torcida rubro-negra, que passou a vaiar o lateral Pará. O Atlético assumiu o controle da partida, mesmo no Maracanã, e concentrou as jogadas em seu sistema ofensivo. Assim, o Flamengo tentou responder em contra-ataques. Em um deles, Emerson correu com a bola pelo meio e chutou em cima da marcação.
Aos 40, o Galo ampliou sua vantagem. Patric pegou a bola pelo meio e rolou ainda fora da área para Lucas Pratto, que finalizou de primeira para marcar um belo gol. Na resposta, Gabriel chutou forte de longe e viu a bola passar perto da meta. Mas a última oportunidade da etapa foi do time mineiro, pois Pratto recebeu na área e chutou na saída de César, que desviou. A bola ainda sobrou para o atacante, que foi travado diante do gol aberto por Wallace.

Segundo tempo

No intervalo, o técnico Cristóvão Borges fez duas mudanças no Flamengo. Pará, vaiado, e Gabriel deixaram o jogo para as entradas de Alan Patrick e Marcelo Cirino. Sem alternativa, o time da casa se lançou ao ataque. Alan Patrick fez o passe na direita da área para Canteros, que finalizou rasteiro, para boa defesa do goleiro Victor.
O Galo, por sua vez, fechou sua defesa e ficou à espera dos momentos para contra-atacar. Em uma das chances, Thiago Ribeiro recebeu em total liberdade pela direita, mas, em vez de dominar para resolver o que fazer, precipitou-se ao cruzar de primeira, mandando muito longe de Lucas Pratto.
O Flamengo continuou se lançando à frente, mas com dificuldade para criar chances reais de perigo. Emerson Sheik chegou a pedir pênalti por toque de mão de Patric, mas o árbitro mandou seguir. Cristóvão Borges fez sua última tentativa com Paulinho na vaga de Eduardo da Silva. No fim da partida, o time visitante ainda teve Patric expulso, mas isso não atrapalhou a vitória da equipe dirigida por Levir Culpi.

Ficha técnica
Flamengo 0 x 2 Atlético-MG

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 20 de junho de 2015 (sábado)
Horário: 16h30 (de Brasília)
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Alex Ang Ribeiro (SP)
Cartão vermelho: Patric (Atlético-MG)
Gols: Atlético: Samir (contra), aos 21, e Pratto, aos 40 minutos do primeiro tempo

Flamengo: César, Luiz Antonio, Wallace, Samir e Pará (Alan Patrick); Márcio Araújo, Canteros, Gabriel (Marcelo Cirino) e Everton; Emerson Sheik e Eduardo da Silva (Paulinho)
Técnico: Cristóvão Borges

Atlético-MG: Victor; Patric, Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Rafael Carioca (Josué), Giovanni Augusto (Leandro Donizete), Dátolo e Maicosuel; Thiago Ribeiro (Dodô) e Lucas Pratto
Técnico: Levir Culpi


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document
close