segunda-feira, 24 de junho de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Aumenta que isso aí é Rock’n’Roll

Aumenta que isso aí é Rock’n’Roll

Matéria publicada em 25 de maio de 2019, 10:05 horas

 


VR do Rock junta Ratos de Porão, Dead Fish e outras atrações para quem ama a música rebelde por excelência

Ratos de Porão e Dead Fish estão entre as atrações

O Rock’n’Roll já tem mais de 70 anos, pois o gênero surgiu em fins dos anos 40. Há vários discos que disputam o título de primeiro do gênero, como “Strange Things Happening Everyday” de Sister Rosetta Tharpe (1944), “Rock Awhile” de Goree Carter (1949), e “Rock the Joint” de Jimmy Preston (1949), que mais tarde foi regravado por Bill Haley & His Comets, em 1952. No entanto, o mundo passou a conhecer o gênero depois de “Rock Around the Clock” de Bill Haley, que foi gravada em abril 1954, mas não foi um sucesso comercial até o ano seguinte.
Com toda essa idade, o gênero poderia andar de ônibus de graça e entraria na fila preferencial do banco, se fosse gente, mas continua a ser a música preferida dos rebeldes de todas as idades e tribos.
Por isso, não se espante se no VR do Rock, que acontece neste sábado e domingo na Praça Brasil, em Volta Redonda, houver setentões e sessentões de jaqueta de couro com tachões de metal, convivendo pacificamente com trintões descolados e adolescentes de 16 e 17 anos. As atrações principais São Ratos de Porão, no sábado, e Dead Fish, no domingo.
É o espírito desse gênero musical que cria o “caldo de cultura” ideal para um evento que conta, além da música, com praça de alimentação onde haverá chopp artesanal, comida japonesa, baiana, crepe, hamburguers artesanais, pizzas e doces.
Saborear cerveja com hambúrguer, ouvindo rock de qualidade, é programa para agradar pessoas nascidas entre 1949 e 2009. O evento terá de posto médico equipado pela secretaria de Saúde e segurança garantida pela Guarda Municipal e Polícia Militar.

Bandas

Esse ano o processo de seleção das bandas regionais foi realizado através de um edital de chamamento público, o que tornou o evento mais democrático. A outra novidade é que as bandas autorais puderam participar do chamamento com exclusividade, uma vez que o principal objetivo do festival é apresentar novas bandas, novas músicas e, com isso, valorizar a produção musical regional e colaborar para a renovação do cenário musical do rock.
Ao todo foram cerca de 35 bandas de rock e suas mais variadas vertentes inscritas, de onde saíram as 12 escaladas para compor o line up* do VR do Rock 2019, sendo 6 bandas por dia. Além das bandas regionais, teremos duas bandas de renome e destaque do rock nacional como headliners
A secretária municipal de Cultura, Aline Ribeiro, destaca que o VR do Rock Festival é uma grande oportunidade para as bandas da região.
— Esta é mais uma ação da Prefeitura de Volta Redonda, através da secretaria de Cultura, proporcionando às bandas de rock com trabalhos autorais de nosso município a oportunidade de participar de um grande festival de música. Estamos proporcionando um local bastante organizado, colocando na Praça Brasil dois grandes palcos à disposição destas bandas que foram escolhidas através de um edital público — explicou a secretária.
O prefeito Samuca Silva destaca que tudo já está sendo preparado para que toda a família possa se divertir de forma segura: “Será um fim de semana com muita música e diversão para a população de Volta Redonda. Estamos cuidando para que todos possam se divertir de forma tranquila e segura. Venha participar e prestigiar os talentos da nossa região. Serão seis bandas regionais se apresentando em cada dia, além da atração principal”, disse o prefeito.

Confira a programação que está ordenada por dia e ordem alfabética, o que não representa a ordem de apresentação:

25 DE MAIO – SÁBADO

Ratos de Porão
Alteris (Rock Progressivo/Psicodélico)
D. Front SA (Metal/Hardcore)
Delorean (Garage Rock)
Neon Dharmas (Pós-Punk)
Quase Normal (Punk Rock)
Underlake (Rock Alternativo)

26 DE MAIO – DOMINGO

Dead Fish
Comboio Calibre (Post-hardcore)
Dancing Flame (Heavy Metal/Hard Rock)
Habitz (Pop Rock)
Khorium (RapMetal/Hardcore Crossover)
Ohmizio (Rock Progressivo)
Ratel (Rock/Ijexá/ Maracatu/ Dub)


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document