Baleados no Paraíso iriam invadir reduto de rivais - Diário do Vale
segunda-feira, 27 de setembro de 2021 - 16:10 h

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Baleados no Paraíso iriam invadir reduto de rivais

Baleados no Paraíso iriam invadir reduto de rivais

Matéria publicada em 27 de julho de 2021, 18:58 horas

 


Bando se preparava para tomar pontos de vendas de drogas de dois bairros de Barra Mansa e um de Volta Redonda

Barra Mansa – Policiais militares apuraram que os três homens baleados em troca de tiros ontem pertenceriam a uma facção criminosa e se preparavam para atacar redutos de outra organização criminosa nos bairros Vila Elmira e Mangueira, além da localidade conhecida como “Borelzinho”, no Minerlândia, em Volta Redonda. A troca de tiros entre os suspeitos e os PMs foi no bairro Paraíso.

A intenção dos suspeitos era tomar os pontos de venda de drogas existentes nestes bairros. Policiais militares disseram que, ao chegarem ao local, por meio de denúncia anônima, depararam com um homem, que estava com um coldre  de pistola.

–  Ele, ao ser indagado, respondeu que estava levando o coldre para colocar a arma, que estaria com seus comparsas, que iriam se reunir para atacar  integrantes de uma quadrilha – explicou um policial.

Ao serem informados da intenção dos suspeitos, os PMs foram até o local onde o grupo de criminosos se preparava para o ataque. Os agentes foram recebidos a tiros e revidaram os disparos, atingido três suspeitos, que foram levados para um hospital de Volta Redonda.

No local da troca de tiros, foram apreendidos um revólver, uma espingarda, 3 munições, 26 trouxinhas de maconha, 50 pinos de cocaína, dois rádios e três celulares. O outro comparsa, que foi abordado anteriormente pelos policiais, foi levado para a Delegacia de Volta Redonda.

A PM investiga se  a tentativa de ataque aos redutos de quadrilhas rivais está relacionado com o episódio da noite de sábado, dia 24, quando um integrante da quadrilha do bairro Mangueira, que está sendo procurado pela polícia, atirou e matou Anderson Leite Antero Miranda, de  21 anos, no bairro Paraíso, também em Barra Mansa. Durante o tiroteio, Ycaro Miguel Sigilião, de 2 anos, que brincava com o pai, na rua, morreu ao ser atingido por uma bala perdida, na cabeça.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document