>
terça-feira, 5 de julho de 2022 - 18:57 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Banco de Olhos de Volta Redonda quer atrair novos doadores

Banco de Olhos de Volta Redonda quer atrair novos doadores

Matéria publicada em 8 de março de 2022, 21:35 horas

 


Unidade vem investindo no treinamento de equipes; primeiro acontecerá com profissionais do Hospital Regional

Volta Redonda – O Banco de Olhos de Volta Redonda está investindo novamente em sensibilização e treinamentos em hospitais e instituições parceiras, para atrair novos doadores de córneas. Nesta quinta e sexta-feira, dias 10 e 11, será realizada a primeira capacitação do ano. O treinamento acontecerá no Hospital Regional do Médio Paraíba Doutora Zilda Arns Neumann, abrangendo toda a equipe multidisciplinar.

De acordo com a direção do Banco de Olhos, nos últimos três anos, apenas cerca de 80 profissionais da área da saúde foram capacitados em quatro hospitais da região. E devido à pandemia da Covid-19, não foi possível a realização de novos treinamentos.

Segundo os oftalmologistas responsáveis pelo Banco de Olhos, Gilmara Furtado e Gustavo Guerra, o principal desafio da entidade para os próximos anos é desenvolver um trabalho de estímulo com familiares, hospitais e serviços de pronto atendimento, para que os óbitos sejam informados assim que ocorrerem.

– A meta para este ano é alcançar novas instituições, fazendo com que a quantidade de profissionais treinados para as notificações de óbitos cresça cada vez mais – frisou Gilmara Furtado.

Banco de Olhos já forneceu mais de 1,8 mil córneas

Desde a sua criação, em 2010, o Banco de Olhos de Volta Redonda já forneceu ao Programa Estadual de Transplante (PET) mais de 1.820 córneas que foram transplantadas. Um dos beneficiados é o comerciante Ébio Ferreira Narduche, de 59 anos, morador do bairro 249, em Volta Redonda. Segundo ele, que passou por outras cirurgias oftamológicas antes do transplante, correu tudo bem durante o procedimento com a córnea.

– Depois de alguns médicos recomendarem o transplante, procurei o Banco de Olhos, que me orientou sobre o procedimento. Em seguida, entrei na fila de espera, que é estadual, e em menos de três anos fui chamado. Poderia ter sido mais rápido, se não fosse a paralisação dos transplantes por conta da pandemia – contou Ébio.

Ainda segundo o comerciante, apesar de complexa e demandar um cuidado especial no caso dele, a cirurgia foi realizada com sucesso.

– Está tudo bem, não houve rejeição, a córnea está clara, transparente, melhorou minha visão. Agradeço ao Banco de Olhos de Volta Redonda pela orientação, e parabéns pelo trabalho realizado – disse o comerciante, satisfeito.

Serviço

O Banco de Olhos de Volta Redonda informa que para a notificação de óbitos de possíveis doadores, os telefones de contato são: 08000-225742, (24) 33433935 e (24) 99974-6595. A unidade que se encontra no Hospital São João Batista está aberta para visitação, com o objetivo de esclarecer a população sobre a importância da doação de córneas. Qualquer pessoa entre 10 e 80 anos pode ser um doador, basta manifestar em vida seu desejo aos familiares.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document