segunda-feira, 19 de agosto de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / BM faz levantamento sobre funcionamento de abrigo temporário para pessoas em situação de rua

BM faz levantamento sobre funcionamento de abrigo temporário para pessoas em situação de rua

Matéria publicada em 17 de julho de 2019, 15:45 horas

 


Há sete dias o Clube Municipal se tornou em dormitório com capacidade para receber até 30 pessoas por noite

Barra Mansa- Sessenta e seis. Esse é o número de moradores em situação de rua cadastrados no Centro Pop, de Barra Mansa. Visando melhorar a qualidade desse público, a secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, adequou no Centro Cultural Municipal, o ‘Abrigo temporário de inverno’. O espaço, que tem capacidade para receber até 30 pessoas por noite, conta com aproximadamente 20 abrigados. Pensando em avaliar a iniciativa, nesta primeira semana de ação, uma reunião entre a Pasta e a Guarda Municipal foi realizada na manhã desta quarta-feira (17), na sede da Assistência Social.

Estiveram presente no encontro a secretária de Assistência Social e Direitos Humanos de Barra Mansa, Ruth Coutinho, o Comandante da Guarda Municipal, Joel Valcir e o subcomandante, Valente, o coordenador do Centro Pop, José Roberto Machado de Souza, a coordenadora da Proteção Especial Edilene Oliveira, e os assistentes sociais do órgão Alexandre Martins e Cátia Batista.

De acordo com a secretária Assistência Social, Ruth Coutinho, a Ruthinha, o objetivo da iniciativa foi favorecer essas pessoas durante o período de inverno.

– Buscamos apropriar um local seguro e protegido para que pudéssemos abrigar essas pessoas. A direção do Clube entrou em contato conosco manifestando a intenção de ceder o espaço. E nesse momento, foi a melhor opção que encontramos até conseguirmos um abrigo em caráter permanente – informou Rutinha.

O comandante da Guarda Municipal, Joel Valcir, explicou que a condição da população de rua é um problema da sociedade em geral. E essa situação tem tido um crescimento notório em todo o país.

– A sociedade precisa entender que eles também são cidadãos e, assim como qualquer outro, tem seus direitos e deveres garantidos. Nós não vamos acabar com a população de rua em Barra Mansa, mas essa iniciativa vai minimizar as condições subumanas em que vivem – expressou o comandante.

Para o coordenador do Centro Pop, José Roberto Machado de Souza, a medida torna o município mais equilibrado e a ação é um ato de humanização.

– Muitas vezes nós, por termos um local apropriado para passar as noites, não imaginamos como é sentir frio nas ruas. A sensação do completo abandono é muito cruel. Nosso trabalho envolve a abordagem e o encaminhamento para o espaço. Mas é necessária a vontade de cada um, só podemos levar para o abrigo aqueles que aceitam. O serviço tem sido positivo. Tanto eles, quanto a sociedade agradecem – concluiu.

O funcionamento do abrigo é de domingo à segunda-feira, das 19 às 07 horas. O espaço conta, diariamente, com a presença da Guarda Municipal e o acompanhamento de dois técnicos em assistência social. Com o apoio da sociedade civil e religiosa, são servidas duas refeições, à noite um jantar e pela manhã, um café reforçado.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document