quinta-feira, 2 de julho de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Barra Mansa se mobiliza mais uma vez para minimizar prejuízos causados pelas chuvas

Barra Mansa se mobiliza mais uma vez para minimizar prejuízos causados pelas chuvas

Matéria publicada em 18 de fevereiro de 2020, 12:27 horas

 


Barra Mansa – A prefeitura de Barra Mansa segue com os trabalhos para amenizar os estragos provocados pelas chuvas dos últimos dias. As localidades mais críticas são a Rua Florianópolis, no Nova Esperança e o bairro Siderlândia, onde 150 pessoas ficaram desalojadas em função das cheias do Rio Bocaina.

De acordo com a Defesa Civil, em 24 horas o Rio Barra Mansa transbordou duas vezes e na noite de segunda-feira (17) chegou a 4.34 metros, afetando os bairros Jardim Marajoara, Santa Clara, Nova Esperança, São Luis, Boa Sorte e Piteiras.

Chuva

O pluviômetro marcou 65 milímetros de chuva na região do Carfanaum. Cinco famílias ficaram desalojadas e foram instaladas temporariamente no ponto de apoio, instalado no Colégio Municipal Clécio Penedo.

Cerca de 150 moradores do bairro Siderlândia ficaram desalojados devido as cheias do Rio Bocaina.

– Ao perceberem o risco representado pelo elevado nível das águas, muitas pessoas colocaram os móveis, roupas e utensílios domésticos em locais mais elevados e se instalaram provisoriamente nas casas de parentes e amigos. As chuvas que caíram na cidade paulista de Bananal, onde fica a nascente do Rio Bocaina, se juntaram as chuvas do nosso município acentuando o nível das águas. Em Bananal foram registrados 33 milímetros de chuvas – detalhou o coordenador da Defesa Civil, Sérgio Mendes.

Rios

O nível do Rio Bananal chegou a 4.08 metros, mas não ocasionou transtornos nas áreas mais baixas dos bairros Colônia Santo Antônio e Santa Maria II.

O Rio Paraíba atingiu 3.51 metros, o que está dificultando que os Rios Barra Mansa, Bananal e Bocaina voltem ao seu nível normal, segundo a Defesa Civil.

Represa

O Furna divulgou na manhã desta terça-feira (18), que a Represa do Funil está operando com a vazão de 181m³/s (metros cúbicos por segundo) e o nível do reservatório está em 66,56%; abaixo do nível da última semana que era de 70%.

Equipes da prefeitura estão trabalhando quase que diariamente por conta das fortes chuvas dos últimos dias
(Foto: Divulgação)

Trabalho

Equipes do Saae-BM (Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Barra Mansa, das secretarias de Manutenção Urbana, e Assistência Social e Direitos Humanos se mobilizaram para atender os moradores das localidades mais afetadas.

O Saae realizou operação de limpeza no Nova Esperança, Boa Sorte, Piteiras e São Luis. O trabalho foi reforçado com agentes da Secretaria de Manutenção Urbana, que está atuando na desobstrução da rede de drenagem de águas pluviais e na construção de dois muros de contenção nos bairros Roselândia e Verbo Divino.

A Secretaria de Assistência Social fez o acolhimento de cinco adulto e quatro crianças no Colégio Clécio Penedo, pela madrugada. As equipes continuam contabilizando o número de pessoas desalojadas e verificando a necessidade de cadastramento em programas sociais, por meio do CadÚnico.

Sem previsão para plantio nas margens do Rio Barra Mansa, no bairro Nova Esperança
(Foto: Divulgação)

Plantio

O plantio de espécies nativas da Mata Atlântica, que seria realizado na manhã desta terça, às margens do Rio Barra Mansa, no bairro Nova Esperança, foi cancelado.

O gerente de Reflorestamento de Secretaria de Meio Ambiente, Ricardo Turbay, se reuniu com alunos e professores do Colégio Clécio Penedo, onde repassou informações sobre a preservação dos rios, com iniciativas voltadas para conter o assoreamento. Por fim, os alunos plantaram mudas no interior da própria unidade escolar.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document