Biblioteca Municipal Raul de Leoni é reaberta na Vila Santa Cecília - Diário do Vale
segunda-feira, 27 de setembro de 2021 - 15:50 h

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Biblioteca Municipal Raul de Leoni é reaberta na Vila Santa Cecília

Biblioteca Municipal Raul de Leoni é reaberta na Vila Santa Cecília

Matéria publicada em 4 de agosto de 2021, 15:58 horas

 


Espaço passou por revitalização, que durou sete meses, e ganhou uma galeria/biblioteca no segundo andar
(Foto: PMVR)

Volta Redonda – Após permanecer fechada por cerca de um ano, a Biblioteca Municipal Raul de Leoni foi reaberta nesta quarta-feira (04), em Volta Redonda. O espaço recebeu uma revitalização, que durou sete meses, e foi adaptado para ganhar uma “galeria/biblioteca” no segundo andar, onde funciona a Secretaria de Cultura.

Atendimentos e empréstimos de exemplares

Neste primeiro momento, a Biblioteca Municipal retomará seus atendimentos de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, com empréstimos e devoluções de 20 mil exemplares dos mais variados tipos como: literatura brasileira, livros didáticos e temas específicos como Psicologia, Filosofia e Educação, por exemplo.

Para ter acesso ao serviço é preciso possuir um cadastro, que é realizado por meio de apresentação de um documento de identificação com foto, comprovante de residência e uma foto 3×4.

– A biblioteca foi ressignificada sendo transformada em um grande centro cultural, essa transformação ainda não acabou é apenas o início desse projeto da atual gestão da Cultura de Volta Redonda. Implantamos o espaço: Galeria de Arte junto ao auditório, onde vamos realizar chamamentos públicos para vários segmentos artísticos. A biblioteca foi totalmente remodelada com reparos na estrutura, com nova pintura e modernização – destacou o secretário de Cultura de Volta Redonda, Anderson de Souza.

Acervo digital

O secretário citou ainda que todo acervo está sendo digitalizado e, em breve, vai estar disponível para consulta através dos computadores na ala de estudos e também em um site que a Secretaria Municipal de Cultura irá criar até o fim deste ano. No endereço virtual será possível acessar todo o conteúdo do acervo.

– A parte de estudos dentro da biblioteca será oferecida ao público junto com o retorno das aulas presenciais da Rede Municipal de Educação, prevista para o dia 13 de setembro – comentou.

A titular da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, Danielle Barros, enfatizou a reabertura do espaço que está de ‘cara nova’.

– Estamos acompanhando de perto a retomada cultural no estado. Reabrimos as nossas Bibliotecas Parque e agora celebramos com a cidade de Volta Redonda, que tem sido um modelo para vários municípios na gestão cultural, a reabertura da Biblioteca Municipal Raul de Leoni, inspirada no nosso modelo de transformar a biblioteca em um grande Centro Cultural – falou Danielle.

‘Galeria biblioteca’

Inaugurando o novo espaço “galeria/biblioteca” no equipamento cultural, o artista plástico de Volta Redonda Antônio Geraldo expõe a mostra “Técnicas com Cinza”. Durante todo o mês de agosto a exposição ficará disponível para visitação no segundo andar. O artista apresenta uma de suas três técnicas primordiais com materiais elementares: cinza e mato queimando, oxidações de aço e argila inserindo os componentes nas obras.

– O secretário me convidou para ser o primeiro artista a inaugurar esse espaço, que é mais um dedicado as artes plásticas no município. Isso é motivador para nós artistas, que com isso, podemos dar visibilidade cada vez mais ao nosso trabalho – comentou Geraldo.

‘Arigós’ identidade cultural inserida no artesanato local

A reabertura teve a participação especial das artesãs do município Cristina Cruz, Sandra Sadde, Maria José Amaral e Roseli Costa que apresentaram a secretária de estado, Danielle Barros, o projeto “Arigó”, identidade cultural inserida no artesanato produzido em homenagem a Volta Redonda. O conceito representa parte da história do município com a migração de trabalhadores para a cidade.

Arigó representativamente é ilustrado nas obras como um pássaro, tendo outros significados, até literários, que compõe a história de Volta Redonda, muitos já foram chamados de Arigó no passado e na atualidade a Secretaria Municipal de Cultura estimula o conceito dando ênfase ao projeto vinculado a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Smdet).


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

6 comentários

  1. Os pombos naquele espaço é um risco para a saúde da população.

  2. Antonio Carlos Peludo

    Quem pos aquilo lá ? Wanildo de Carvalho

  3. Shaulim Matador de Porco

    Essa biblioteca deveria ser revisa e demolida, vala para nada ficou um espaço fechado onde antes era a praça do Relogio e hoje é espaço para pombos cagarem nas nossas cabeças e roupas alem de alcoolatras e outros usuarios , quer continuar? Guarda municipal e Zoonoses la e já

  4. Favor colocar o endereço na matéria.

    • Volta Redonda inteira sabe onde fica. Ademais, o Google está aí não é à toa. Faça uma forcinha, use-o.

Untitled Document