sábado, 4 de julho de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Blocos de Barra Mansa já começam a se organizar para o Carnaval 2019

Blocos de Barra Mansa já começam a se organizar para o Carnaval 2019

Matéria publicada em 19 de janeiro de 2019, 17:30 horas

 


Fundação Cultura Barra Mansa divulgou resultado preliminar do edital para a festa; cinco agremiações vão animar os dias de folia

Cinco blocos foram contemplados e desfilarão entre os dias 02 e 05 de março
(Foto: Arquivo)

Barra Mansa- Faltando menos de dois meses para o Carnaval, que neste ano só acontece na primeira semana de março, os blocos de embalo de Barra Mansa já estão a todo vapor e se organizando para os desfiles que vão animar os foliões da cidade. Nesta semana, a prefeitura de Barra Mansa, por meio da Fundação Cultura, divulgou o resultado preliminar do edital do Desfile de Blocos de Rua do Carnaval de Barra Mansa 2019. Como critério de seleção foi analisado o histórico, a tradição da agremiação ou do grupo e seu impacto sociocultural na localidade de atuação, bem como a qualidade técnica, a originalidade da proposta e a distribuição regional do conjunto de projetos a serem contemplados.
Ao todo, cinco blocos foram contemplados e desfilarão entre os dias 02 e 05 de março, são eles: Bloco Carnavalesco Renascer da Cotiara, Bloco das Piranhas do Vila Nova, Bloco Me Beija Direito, no Centro, Bloco Tô Que Tô, da Cotiara e o Bloco Se Vira Nos Trinta, do bairro Siderlândia. Fundador do bloco Me Beija Direito, Leonardo Lima está otimista com os preparativos. Segundo ele, os representantes dos blocos foram comunicados pela Fundação de Cultura sobre o edital que beneficiaria oito blocos do município, sendo o dele, um dos contemplados de acordo com seu histórico.
– A prefeitura estava disposta a beneficiar até oito blocos, mas somente cinco se inscreveram, entre eles o “Me Beija Direito”. Estamos ansiosos para saber mais detalhes sobre o edital, estamos em processo de leitura e, até então, o que sabemos é que os benefícios nele citados tratam da parte estrutural dos blocos como, por exemplo, banheiro químico, segurança, mini trio elétrico e abadas – disse Leonardo, que em breve se reunirá com membros da Cultura para sanar dúvidas sobre o evento.
Segundo ele, o bloco vai desfilar no sábado de Carnaval, dia 2 de março, e terá concentração na rua anexa às Lojas Americanas, no Centro, onde a equipe organizadora gostaria que fossem colocados alguns banheiros químicos, assim como ao longo da Avenida Joaquim Leite, por onde o bloco seguira animando os foliões até à Praça da Liberdade.
– Vamos solicitar a Cultura que nos mostre como será a estrutura oferecida para que corra tudo certo. Não vamos fazer um desfile muito extenso e nosso objetivo é abrir o Carnaval da cidade com o nosso bloco, pegando as pessoas que estiverem saindo do trabalho e que ainda não viajaram – destacou o fundador.
Conforme adiantou Lima, a equipe organizadora do bloco está no processo de buscar patrocínio, entre os parceiros e amigos da agremiação para que artigos como copos e abadas sejam compostos o quanto antes. No ano passado, o bloco trocou os copos personalizados por caixa de leite para serem doadas nos asilos da cidade e neste ano a ação será novamente colocada em prática.
– Neste domingo teremos uma reunião com a organização do bloco para traçarmos a estratégia de como trabalhar daqui para frente, já que o edital já foi publicado. Temos um mês para resolver, por exemplo, se vamos colocar uma banda ou DJ para animar o desfile – disse o fundador, ao acrescentar que todo o layout do bloco para este ano já foi concluído.

Piranhas da Vila Nova

Fundada em 21 de novembro de 1984, quando reuniu diversos cidadãos barra-mansenses com o objetivo de criar um bloco no bairro Vila Nova, a Associação Carnavalesca Bloco das Piranhas de Carnaval do bairro Vila Nova tradicionalmente só desfilava na comunidade após o Carnaval, no sábado de Aleluia. Neste ano, porém, a agremiação vai animar a comunidade no sábado de Carnaval e, por isso, de acordo com o presidente do bloco, Sandro Jardim, que é presidente da associação de moradores do bairro, os preparativos também estão a todo vapor.
– A comunidade está animada e ansiosa pelo desfile do bloco no primeiro dia de Carnaval e nós estamos trabalhando para que o evento seja um grande sucesso, assim como sempre foi no sábado de Aleluia .Meu pai fundou o bloco em 1984, mas já tinha alguns anos que o Piranhas da Vila Nova não desfila. Por meio da associação de moradores eu consegui legalizá-lo, fizemos a inscrição para o edital e conseguimos ser beneficiados para o Carnaval deste ano – explicou o presidente.
De acordo com Jardim, o bloco irá se concentrar no sábado, dia 2, às 15 horas, na rua do clube Azteca, de onde seguirá pela Rua José Melchiades, retornando pela Arthur Oscar. O objetivo, segundo ele, é conseguir vender os cerca de 300 abadas pelo qual o bloco será beneficiado pelo edital, por um preço simbólico, para que possa arcar com as despesas com a reforma da estrutura que carrega a piranha, símbolo do bloco, entre outras necessidades da agremiação.
– Nosso objetivo é estruturar o bloco para que, além do Carnaval, também possamos desfilar no sábado de aleluia, já que essa é a nossa tradição – acrescentou o presidente.
Além do Me Beija Direito e Piranhas da Vila Nova, os blocos carnavalescos Renascer da Cotiara, Tô que Tô e Se Vira nos Trinta também serão beneficiados e seus responsáveis também já começam a se organizar. O Renascer da Cotiara, por exemplo, criado em 2015 pelo presidente Altamir Alves, conta com apoio de diversas pessoas e voluntários que se envolvem na realização de feijoadas, shows de prêmios e diversas outras atividades com a finalidade de arrecadar fundos para arcar com os custos do desfile.

Estrutura para a folia

Conforme divulgou a Fundação de Cultura, os blocos contemplados no edital ganharão, além da premiação entre abadas ou instrumentos para compor a bateria do bloco, toda a estrutura para a realização do evento, como mini trio elétrico, banheiro químico, segurança e brigadista. A Comissão Avaliadora criada exclusivamente para analisar os critérios de cada bloco inscrito, foi composta por seis membros, sendo dois da sociedade civil representados pelo Conselho, dois da sociedade política, sendo da Fundação Cultura e mais dois membros da Comissão de Cultura da Câmara Municipal de Barra Mansa. A comissão foi nomeada na última reunião do Conselho Municipal de Cultura realizada no dia 30 de novembro.
O presidente da Fundação Cultura Barra Mansa, Marcelo Bravo, comentou sobre a política interativa entre a comunidade e o governo na elaboração desse edital.
– Estamos num momento de muitas transformações. Ainda não é o Carnaval que sonhamos, mas, sem dúvida, é o melhor que podemos fazer com os recursos disponíveis. A comunidade participou desde o início na elaboração das diretrizes e na definição das premiações desse edital – concluiu o Marcelo Bravo.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

5 comentários

  1. Avatar

    Moralizar e dar um fim ao tráfico de drogas, um fim ao livre comércio de prostituição, tirar os carros estacionados em cima das calçadas e em frente às garagens, tirar as mesas dos bares colocadas nas ruas, dar um fim a transformação dos muros das residências em balcão dos bares e como lugar para carreira de pó, botar em prática a lei do silêncio. Essas coisas a pmbm faz vista grossa. Sem falar das brigas que ocorrem, inclusive com a presença de armas.
    Parabéns PMBM por organizar o CARNAVARA na b…dos moradores da rua ORLANDO BRANDÃO.

  2. Avatar

    e a put….ria na rua orlando brandão continua…

  3. Avatar

    Tá sobrando dinheiro da saúde pública, da educação, da segurança, do SAAE , etc para ajudarem na folia. BM deve estar muito bem. Quero ver o RD vir aqui reclamar de falta de dinheiro para isso e aquilo, ou para chorar pelo arrasto das contas pública pela justiça.

    Quem gosta de folia deve patrocinar seus blocos; não usar recursos públicos tão escassos noutras necessidades prioritárias.

    Outra sugestão é buscar patrocínio com empresários e comércios locais por serem beneficiados com os foliões.

  4. Avatar

    Atraso de vida carnaval

  5. Avatar

    Barra Mansa não tem carnaval, qualquer coisa que fale é bobagem.
    Esse pessoal da Cultura são preguiçosos.

Untitled Document