quinta-feira, 20 de setembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Botafogo perde em casa para o Atlético Mineiro

Botafogo perde em casa para o Atlético Mineiro

Matéria publicada em 19 de agosto de 2018, 18:38 horas

 


Alvinegro termina a rodada com os mesmos 22 ponto e permanece no meio da tabela

Botafogo, apesar de ter mais volume de jogo, não aproveitou as oportunidades (Foto: Vitor Silva / Botafogo)

Rio de Janeiro – O Atlético-MG conquistou importante resultado ao vencer por 3 a 0 o Botafogo, neste domingo, no Nilton Santos. Com o resultado, os mineiros chegaram a 33 pontos e vão terminar a rodada na quinta posição. Já os cariocas, com 22, continuam no meio da tabela de classificação.

O Botafogo foi melhor no primeiro tempo, mas parou nas boas defesas de Victor. Já o Atlético-MG foi superior na etapa final e marcou os gols da vitória com Luan, Cazares e Tomás Andrade.

Na próxima rodada, o Botafogo vai até São Paulo para enfrentar o Palmeira, na quarta-feira (22). E no dia seguinte, o Atlético Mineiro recebe o Vasco da Gama, no Horto.

O jogo
O confronto começou movimentado, com o Botafogo tendo mais objetividade, enquanto que o Atlético-MG não se deixava ser pressionado e tentava os avanços rápidos. Os cariocas tiveram a primeira boa chance aos cinco minutos. Aguirre cobrou falta de longe, mas a bola quicou antes e chegar ao gol e dificultou a defesa de Victor. Depois, foi a vez de Leo Valencia arriscar da entrada da área para boa defesa do goleiro mineiro.

O Botafogo seguia melhor e criou nova chance aos 14 minutos. Leo Valencia novamente chutou de fora da área e obrigou Victor a boa defesa. No rebote, Renatinho chutou para mais uma grande intervenção o goleiro, mas o lance já havia sido parado por impedimento do meia carioca. O Atlético-MG só conseguiu chegar com perigo quatro minutos depois. Ricardo Oliveira foi lançado, ficou de frente para Saulo, só que finalizou cruzado pela linha de fundo.

Com o passar do tempo, os visitantes equilibraram o confronto, mas continuavam vendo os donos da casa criar boa chances de gol. Tanto que aos 24, Renatinho finalizou da entrada da área e parou em mais uma grande defesa de Victor.

A partida perdeu em emoção durante um tempo, pois as duas equipes travam muito na parte ofensiva. Somente nos minutos finais, o Atlético-MG voltou a assustar em dois chutes, de Ricardo Oliveira e Nathan. No entanto, em ambos, a bola foi pedalinho de fundo. Assim, o duelo permaneceu empatado até o intervalo.

No segundo tempo, as duas equipes voltaram mais focadas em impedir as boas jogadas do rival. Tanto que na primeira boa chance, o Atlético-MG abriu o placar, aos 16 minutos. Luan tabela com Matheus Galdezani e recebeu na área. O atacante dominou e tocou na saudade Saulo.

Mesmo após o gol, o Botafogo continuou sem conseguir levar perigo aos mineiros. Os dois da casa tinham mais posse de bola, mas erravam muito no setor ofensivo. Nos contra-ataques, o Atlético-MG assustava e quase chegou ao segundo gol aos 28 minutos. Ricardo Oliveira recebeu passe na área e chutou para boa defesa de Saulo.

Em contra-ataque rápido, Chará ganhou na velocidade da zaga botafoguense e cruzou rasteiro para Cazares na área. O meia finalizou sem chance para Saulo.

Nos minutos finais, o Botafogo ainda tentou esboçar uma pressão, mas sem qualquer organização. O Atlético-MG aproveitou os espaços para marcar o terceiro, aos 44 minutos. Tomás Andrade recebeu passe na área e chutou para a rede para dar números finais no Nilton Santos.

 

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 0 X 3 ATLÉTICO-MG

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 19 de agosto de 2018 (Domingo)
Horário: 16h(de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (SP)
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)
Cartões amarelos: Luiz Fernando, Rodrigo Pimpão (Botafogo); Matheus Galdezani, Emerson, Victor e José Welison (Atlético-MG)
GOLS:
ATLÉTICO-MG: Luan, aos 16min do segundo tempo; Cazares, aos 35min do segundo tempo; Tomás Andrade, aos 44min do segundo tempo

BOTAFOGO: Saulo, Luís Ricardo, Joel Carli, Igor Rabello e Moisés; Gustavo Bochecha (Brenner), Rodrigo Lindoso (Marcelo), Luiz Fernando, Renatinho (Rodrigo Pimpão) e Leonardo Valencia; Rodrigo Aguirre
Técnico: Zé Ricardo

ATLÉTICO: Victor, Emerson, Leonardo Silva, Iago Maidana, Fábio Santos; José Welison, Matheus Galdezani (Lucas Cândido), Juan Cazares (Tomás Andrade) e Nathan (Luan); Yimmi Chará e Ricardo Oliveira
Técnico: Thiago Larghi

Foto: Vitor Silva / Botafogo
Botafogo, apesar de ter mais volume de jogo, não aproveitou as oportunidades

Untitled Document